Menu
2020-05-22T15:19:20-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
mercados agora

Com incerteza em Brasília e cautela externa, Ibovespa cai quase 1%; dólar tem dia instável

Tensão entre EUA e China puxa para baixo mercados no exterior; no Brasil, expectativa é sobre a divulgação do vídeo da reunião ministerial que comprometeria Bolsonaro

22 de maio de 2020
10:46 - atualizado às 15:19
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O mercado local começou esta sexta-feira (22) em um tom pessimista, diante da cautela externa e das incertezas políticas de Brasília. Por volta das 15h15, o Ibovespa recuava 0,94%, aos 82.243,61 pontos. Já o dólar à vista tem uma sessão instável, oscilando entre perdas e ganhos — agora, tem baixa de 0,36%, a R$ 5,5617.

A cautela no exterior se deve a uma nova escalada de tensão entre EUA e China. O país asiático pretende anunciar leis de segurança nacional a Hong Kong, com o objetivo de interromper a interferência estrangeira na ilha, entre outras coisas. O presidente americano, Donald Trump, respondeu que haverá uma 'reação muito forte' caso o plano siga adiante.

Nos EUA, índices futuros caíam neste início de tarde: o Dow Jones recuava 0,56%, o S&P 500 tinha baixa de 0,23% e Nasdaq caía 0,02%. Entre as commodities, o petróleo WTI com vencimento em julho recuava 2,77%, enquanto o tipo Brent perdia 3,11%.

  • O Podcast Touros e Ursos desta sexta-feira já está no ar! Os repórteres Victor Aguiar e Vinicius Pinheiro comentam os principais assuntos que movimentaram os mercados nesta semana:

No Brasil, a expectativa do mercado fica sobre a divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, apontada como prova da acusação do ex-ministro Sergio Moro de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal. O ministro do STF, Celso de Mello, tomará uma decisão a respeito do veto ao conteúdo até as 17 horas desta sexta.

Ainda por aqui, o Brasil bateu ontem mais um recorde de mortes diárias por covid-19, indicando que as medidas de relaxamento social que permitiriam parte da retomada econômica podem estar distantes. Segundo o Ministério da Saúde, foram 1.188 óbitos em 24 horas, chegando a um total de 20.047 mortes.

Quanto ao comportamento do dólar, a moeda americana abriu a sessão em alta, repercutindo o clima de maior cautela no Brasil e no exterior, a moeda americana, no entanto, passou por um alívio após o diretor do Banco Central (BC), Fábio Kanczuk, afirmar que a instituição está muito bem preparada para corrigir distorções no mercado, considerando o nível elevado das reservas internacionais.

Balanços ruins

Do lado corporativo, segue a temporada de balanços financeiros com os primeiros resultados a dimensionar o impacto da crise. A Cogna Educação (ex-Kroton) divulgou uma queda de 85,3% no lucro do primeiro trimestre e as Lojas Renner reportaram recuou de 93,6% na última linha do balanço dos primeiros três meses do ano.

As ações de ambas aparecem entre as maiores perdas do Ibovespa hoje. Cogna (COGN3) desaba 7,87%, a R$ 4,33, enquanto Lojas Renner ON (LREN3) despenca 7,09%, negociada a R$ 37,88. Veja abaixo as cinco maiores quedas do índice no momento:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
HGTX3Cia Hering ON13,01 -8,32%
COGN3Cogna ON4,33 -7,87%
LREN3Lojas Renner ON37,88 -7,09%
USIM5Usiminas PNA4,73 -4,83%
LAME4Lojas Americanas PN25,67 -4,39%

No lado oposto, veja as cinco maiores altas do Ibovespa:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
ELET3Eletrobras ON24,81 +5,13%
EQTL3Equatorial ON18,13 +3,36%
ITSA4Itaúsa PN8,94 +2,88%
RAIL3Rumo ON21,13 +2,52%
ITUB4Itau Unibanco PN23,31 +2,06%
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Dados atualizados

Mortes por coronavírus no Brasil vão a 34.973; infectados são 643.766

Na quinta-feira, havia 34.021 mortes registradas, segundo o Ministério da Saúde. O balanço diário totalizava 614.941 infectados

Números da pandemia

‘Acabou matéria no Jornal Nacional’, diz Bolsonaro sobre atraso em dados do coronavírus

Questionado sobre o terceiro dia com atraso seguido na divulgação de mortos e infectados pela covid-19 pelo Ministério da Saúde, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta sexta-feira, 5, que “acabou matéria no Jornal Nacional”, telejornal da TV Globo

seu dinheiro na sua noite

A crise do coronavírus vai ser uma marolinha?

Em 2008, ao ser questionado sobre a crise financeira, o ex-presidente Lula disse que o tsunami sobre a economia global chegaria ao Brasil como uma “marolinha”. O resultado você e eu conhecemos. Pois bem, com a rápida recuperação dos mercados nas últimas semanas já vejo muita gente resgatar a tese da marolinha. Na nova versão, […]

Marcelo Guaranys

Ninguém voltará para fila do Bolsa Família após fim do auxílio emergencial, diz secretário

Depois de o governo transferir quase R$ 84 milhões do Bolsa Família para publicidade institucional, secretários do Ministério da Economia disseram que o programa está com a fila zerada

Isso é que é alívio

Dólar despenca 6,52% na semana e fica abaixo de R$ 5,00; Ibovespa dispara mais de 8%

O dólar à vista terminou a semana a R$ 4,99, indo ao menor nível desde 26 de março, enquanto o Ibovespa cravou a sexta alta seguida e voltou ao patamar de 94 mil pontos. Entenda o que motivou toda essa onda de otimismo nos mercados

Secretário especial da fazenda

Bolsa Família não foi prejudicado com transferência de recurso à Secom, diz Waldery

Ele lembrou que o governo decidiu prorrogar o auxílio emergencial por duas parcelas “em princípio” e que, depois da medida provisória que previa o pagamento permanente do 13º para o Bolsa Família caducar, o governo analisará o espaço orçamentário para esse medida neste ano

Efeito coronavírus

Varejo de SP tem perdas de R$ 16 bilhões durante quarentena, diz Fecomercio

O cálculo é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), levando em consideração 72 dias de quarentena até ontem

Menos frequência, mais gasto

Redes de supermercados e atacarejos faturam 12,5% a mais em maio

Os dados são de um levantamento da GS Ciência do Consumo, empresa de inteligência analítica e soluções de tecnologia para indústria e varejo

YDUQ3 salta 10% na bolsa

BTG mantém-se neutro sobre Yduqs, mas vê ‘gatilho valioso’ após aquisição de R$ 120 milhões

Yduqs salta mais de 10% no Ibovespa; para BTG, o fraco ímpeto de lucros da companhia e a falta de catalisadores ainda justificam a cautela na recomendação

Dono da Warner Music

Len Blavatnik: o bilionário que apostou na indústria fonográfica e se tornou um dos homens mais ricos do mundo

Com o bem-sucedido IPO da Warner Music, na Nasdaq, Blavatnik, que apostou na empresa quando a indústria fonográfica desmoronava, saltou quase 20 posições na lista dos mais ricos do mundo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements