Menu
2020-05-25T15:40:04-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Forte alívio

Ibovespa sobe forte e dólar cai a R$ 5,46, refletindo o alívio no risco político

O Ibovespa já se aproxima dos 85 mil pontos e o dólar fica abaixo de R$ 5,50. O mercado reage positivamente ao vídeo da reunião ministerial e aproveita o feriado nos EUA para ter um dia tranquilo

25 de maio de 2020
10:34 - atualizado às 15:40
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A semana começa bastante tranquila para os ativos domésticos: o Ibovespa avança mais de 3% nesta segunda-feira (25) e já ronda os 85 mil pontos, enquanto o dólar à vista tem um novo alívio e fica abaixo dos R$ 5,50 — e boa parte dessa calmaria se deve ao noticiário local.

Por volta de 15h40, o Ibovespa operava em forte alta de 3,99%, aos 85.451,95 pontos. Lá fora, as principais praças da Europa fecharam o dia ganhos de cerca de 2% — as bolsas dos EUA e do Reino Unido não funcionam hoje, em função de feriados locais.

No câmbio, o dólar à vista recuava 2,01% no mesmo horário, a R$ 5,4674 — é a primeira vez em maio que a moeda americana é negociada abaixo dos R$ 5,50. O real, assim, destoa do exterior: as principais moedas emergentes têm um comportamento mais estável em comparação à divisa americana.

Considerando o feriado nos EUA, o mercado doméstico acaba dando mais atenção aos fatores locais, em especial o vídeo da reunião ministerial do dia 22 — o conteúdo foi divulgado já no fim da tarde de sexta-feira e, assim, só é repercutido hoje.

A leitura do mercado é a de que o material não traz grandes implicações ao governo Jair Bolsonaro: por mais que o presidente cite a necessidade de proteção aos familiares, analistas e investidores não viram provas cabais de tentativa de interferência na Polícia Federal.

A possibilidade de o vídeo conter implicações mais graves era tida como um grande fator de risco político, podendo trazer desdobramentos que deteriorariam ainda mais o clima em Brasília. No entanto, a percepção é a de que, após dias de especulação, o conteúdo não apresentou o teor 'bombástico' que era esperado.

Essa reversão das expectativas, somada ao maior alinhamento mostrado entre Bolsonaro, governadores e Congresso na semana passada, diminui sensivelmente a percepção de risco — o que, em última instância, impulsiona os mercados por gerar um entendimento de aumento na governabilidade.

O tom positivo visto nas bolsas europeias também ajuda a tranquilizar os investidores domésticos, embora o clima lá fora seja mais turbulento: tensões entre EUA e China deixam o mercado em alerta e qualquer novidade nesse front pode mexer com o rumo das negociações.

No entanto, o processo de reabertura visto no velho continente inspira confiança aos investidores globais — e, ao menos nesse início de semana, o otimismo com a retomada das atividades se se sobrepõe à cautela geopolítica.

Juros em queda

O mercado de juros futuros também opera em queda nesta segunda-feira, tanto na ponta curta quanto na longa, fazendo companhia ao dólar à vista. Além disso, os investidores ajustam-se às projeções de contração cada vez maior no PIB do país, de acordo com o boletim Focus divulgado hoje.

Assim, a leitura é a de que o Copom terá que continuar cortando a Selic para dar estímulo à atividade doméstica — e o dólar mais baixo aumenta o conforto quanto à continuidade no ciclo de alívio monetário. Veja abaixo como estão os principais DIs:

  • Janeiro/2021: de 2,49% para 2,40%;
  • Janeiro/2022: de 3,44% para 3,22%;
  • Janeiro/2023: de 4,41% para 4,33%;
  • Janeiro/2025: de 6,20% para 6,13%.

Quase tudo em alta

O tom é majoritariamente positivo no Ibovespa, com quase todas as ações do índice reportando ganhos firmes. Confira abaixo as cinco maiores altas do momento:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
VVAR3Via Varejo ON11,15 +14,95%
CYRE3Cyrela ON16,59 +11,49%
CVCB3CVC ON13,84 +10,99%
MRVE3MRV ON16,48 +10,38%
BRDT3BR Distribuidora ON21,94 +8,99%

No lado oposto, destacam-se os ativos de companhias exportadoras, que devolvem parte dos ganhos recentes — o alívio no dólar reduz as receitas dessas empresas com as vendas ao exterior:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
SUZB3Suzano ON37,68 -2,41%
KLBN11Klabin units18,87 -1,72%
MRFG3Marfrig ON12,43 -1,58%
BEEF3Minerva ON12,67 -1,48%
JBSS3JBS ON20,53 -0,58%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

em meio à pandemia

Financiamento imobiliário cresce 58% em 2020 e bate recorde histórico

Expansão do crédito imobiliário em 2020 foi puxada, principalmente, pela liberação de financiamentos para a pessoa física fazer a compra de moradias

balanço

Contas externas têm saldo negativo de US$ 12,5 bi em 2020, diz BC

Brasil viu as importações de produtos caírem, enquanto as exportações se mantiveram em níveis elevados, puxadas pela venda de alimentos para outros países

sob pressão

Bolsonaro apela para caminhoneiro não realizar greve e avalia medidas no diesel

Presidente confirmou a intenção do governo de reduzir tributos sobre o diesel para aliviar a pressão do reajuste do combustível sobre o bolso dos caminhoneiros

pandemia

AstraZeneca e Blackrock negam, mas empresas reafirmam negociar vacina

Grupo de empresários brasileiros reafirmou que continua a negociar 33 milhões de doses do laboratório

Possível bolha?

Como a GameStop, que era tida como um fracasso em potencial, virou a ação mais quente (e perigosa) de Wall Street?

A companhia de 37 anos virou o foco de uma batalha estilo Davi e Golias (ou na “gíria gamer”, estilo Kratos e Cronos, da franquia God Of War) entre um exército de pequenos investidores e Wall Street.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies