Menu
2020-04-01T14:09:44-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Efeitos da quarentena

Fundo imobiliário HSI Malls (HSML11) reduz rendimento de março em mais de 60% em razão do coronavírus

FII distribuirá rendimento próximo de CDI mensal para preservar caixa, uma vez que shoppings da carteira se encontram fechados.

1 de abril de 2020
14:05 - atualizado às 14:09
Consumidores andam em shopping center
Consumidores em shopping center - Imagem: Shutterstock

O fundo imobiliário de shopping centers HSI Malls (HSML11) reduziu seu rendimento de março, anunciado ontem (31), para R$ 0,22 por cota, equivalente ao CDI menos 22,5%, que seria a alíquota de IR de uma aplicação financeira conservadora de um mês.

Antes, o fundo vinha pagando ao redor de R$ 0,60 por cota todo mês. Ou seja, o pagamento de março representa uma queda de quase 60% no valor distribuído por cota.

Ainda assim, a ideia da gestora e da administradora foi não deixar os cotistas totalmente sem renda, remunerando-lhes o que seria devido se tivessem investido em uma aplicação de renda fixa conservadora. O pagamento será feito no dia 7 de abril.

O corte ocorreu porque os ativos da carteira do fundo - cinco shopping centers localizados em diversas regiões do país - se encontram com as atividades suspensas em cumprimento de ordens do poder público para o combate ao avanço do coronavírus.

Apenas os serviços considerados essenciais, como supermercados, farmácias e operações delivery dos restaurantes, são autorizados a funcionar.

Com isso, as receitas dos fundos que investem em tais imóveis vêm sendo impactadas, uma vez que parte do aluguel recebido pelos fundos advém de um percentual das vendas dos lojistas e receitas com estacionamento, por exemplo.

Preservar caixa

Em Comunicado ao Mercado, a gestora e a administradora do HSML11 disseram o seguinte:

"A Gestora, baseada na análise de cenários do impacto causado pela pandemia de COVID-19 na operação e no resultado dos shoppings do portfólio, entendeu por preservar a posição de caixa dos ativos e reduzir momentaneamente o ritmo de distribuições mantendo, no entanto, um fluxo de liquidez para os investidores do Fundo."

Sendo assim, a opção da gestora e da administradora foi de não pagar inteiramente os rendimentos referentes a março para preservar caixa, uma vez que ainda não se sabe por quanto tempo as operações dos shoppings permanecerão reduzidas e quanto tempo levaria a recuperação das atividades após normalização.

O HSI Malls não foi o único fundo imobiliário de shoppings a reduzir a remuneração referente a março para preservar caixa diante da pandemia de coronavírus. O Vinci Shopping Centers (VISC11) fez o mesmo, e outros fundos suspenderam a remuneração neste mês por completo.

No entanto, os fundos imobiliários são obrigados a distribuir pelo menos 95% dos seus ganhos aos cotistas semestralmente. Assim, os fundos têm prometido que tal obrigação legal será cumprida.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

UM PORTO SEGURO PARA SEUS INVESTIMENTOS

A economia está morrendo… O que você pode fazer para se salvar?

A impressão de dinheiro nunca gerou prosperidade sustentável. A impressão de dinheiro sempre causou pobreza para os que trabalham por dinheiro. É por isso que eu sugiro que você compre…

coronavírus no brasil

Brasil passa da marca de 1,5 milhão de casos confirmados de covid-19

Do total de infectados até o momento, 868.372 já se recuperaram

ministro da Economia

Presidente está determinado a seguir em frente com reformas, diz Guedes

Guedes voltou a traçar um prognóstico positivo para a recuperação da atividade econômica após o momento mais dramático dos efeitos da pandemia do novo coronavírus

seu dinheiro na sua noite

Aqui, ali, em qualquer lugar

Os protestos surgiram logo no primeiro dia da quarentena aqui em casa. O André, meu filho mais velho, reclamou de tédio, e não demorou até ganhar a adesão da Helena. A situação se acalmou depois que a escola adotou as aulas virtuais. Mas com as férias a partir desta semana já começo a temer por novas “manifestações”. […]

gigante estatal

Petrobras aguarda autorização da ANP para avançar com diesel vegetal

A Petrobras está em fase final de desenvolvimento da tecnologia que permitirá a produção de óleo diesel de origem vegetal em suas refinarias, afirmou o diretor de Relacionamento Institucional da estatal, Roberto Ardenghy

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements