Menu
2020-01-06T17:13:54-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Tensão global

Tensão global faz Ibovespa cair, mas dados da economia dos EUA amenizam as perdas

Os mercados seguem atentos aos atritos entre americanos e iranianos, preferindo adotar uma postura defensiva nesta segunda-feira. Nesse cenário, o Ibovespa segue em baixa

6 de janeiro de 2020
10:27 - atualizado às 17:13
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A escalada nos atritos entre os Estados Unidos e o Irã mantém os mercados globais em alerta nesta segunda-feira (6). Como resultado, o Ibovespa aparece no campo negativo desde o início do dia, embora tenha se afastado das mínimas.

Por volta de 17h05, o principal índice da bolsa brasileira recuava 0,74%, aos 116.831,90 pontos, após chegar a cair 1,22% no pior momento da sessão, aos 116.268,69 pontos. O dólar à vista, por outro lado, manteve-se perto do zero a zero, fechando em leve alta de 0,18%, a R$ 4,0629.

A melhora vista na bolsa brasileira ocorreu em paralelo com o movimento visto nos Estados Unidos: agora, o Dow Jones cai 0,04%, o S&P 500 sobe 0,13% e o Nasdaq avança 0,30% — os índices abriram o pregão com baixas firmes.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Os mercados continuam acompanhando atentamente o clima belicoso instaurado no Oriente Médio desde a semana passada, quando uma ação militar dos EUA resultou na morte do principal general do exército do Irã, Qassim Suleimani.

De lá para cá, as partes têm trocado repetidas ameaças, o que eleva o medo quanto a um conflito de maior proporções na região. E, sem saber quais podem ser os possíveis desdobramentos do episódio, o mercado opta por assumir uma postura mais defensiva.

As preocupações dos investidores, contudo, foram parcialmente compensadas pelos dados mais fortes da economia americana. O índice de gerentes de compras (PMI) subiu de 52 em novembro para 52,7 em dezembro — o indicador engloba os setores de indústria e serviços.

Petróleo em alta

A incerteza no Oriente Médio afeta especialmente o mercado de commodities, com o petróleo entrando numa trajetória de alta. O Brent com vencimento em março terminou a sessão com ganho de 0,45%, enquanto o WTI para fevereiro subiu 0,35%.

Essa valorização do petróleo acaba beneficiando as ações da Petrobras: os papéis PN (PETR4) sobem 1,25%, enquanto os ONs (PETR3) avançam 3,09% — na sessão passada, as ações da estatal fecharam nas mínimas.

Mas, apesar da menor pressão vista nesta segunda-feira, a Petrobras continua sendo acompanhada de perto pelos investidores, que temem pelo futuro da política de preços da companhia num cenário de disparada do petróleo em função das tensões internacionais.

O presidente Jair Bolsonaro declarou estar atento à movimentação da commodity e deu a entender que será necessário adotar algum mecanismo para compensar uma eventual alta nos preços dos combustíveis — uma fala que não foi bem recebida pelos mercados.

Juros em alta

A possibilidade de elevação no preço dos combustíveis, somada à leve alta no dólar e ao ambiente mais cauteloso visto nos mercados globais, desencadeou movimentos de ajuste positivo nas curvas de juros. Veja abaixo como ficaram os principais DIs nesta segunda-feira:

  • Janeiro/2021: de 4,51% para 4,52%;
  • Janeiro/2023: de 5,78% para 5,82%;
  • Janeiro/2025: de 6,42% para 6,47%;
  • Janeiro/2027: de 6,75% para 6,79%.

BR Distribuidora e aéreas caem

BR Distribuidora ON (BRDT3) recua 5,96% e tem o pior desempenho do Ibovespa, em meio às notícias de que a Petrobras pretende vender toda a sua participação na empresa ainda no primeiro trimestre de 2020.

Quem também opera em queda são as ações de companhias aéreas: Gol PN (GOLL4) tem baixa de 4,48% e Azul PN (AZUL4) tem perda de 3,37% — a alta do petróleo implica em maiores gastos com combustível de aviação.

Confira as cinco ações de melhor desempenho do Ibovespa nesta segunda-feira:

  • Braskem PNA (BRKM5): +4,06%
  • Petrobras ON (PETR3): +3,19%
  • Qualicorp ON (QUAL3): +2,52%
  • Yduqs ON (YDUQ3): +2,27%
  • BB Seguridade ON (BBSE3): +1,59%

Veja também as cinco maiores quedas do índice:

  • BR Distribuidora ON (BRDT3): -5,96%
  • Gol PN (GOLL4): -4,48%
  • Carrefour Brasil ON (CRFB3): -4,03%
  • NotreDame Intermédica ON (GNDI3): -3,56%
  • Azul PN (AZUL4): -3,29%
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

APOSENTE-SE AOS 40 OU O QUANTO ANTES

3 Erros que vão ATRASAR sua aposentadoria

Aproveitando o clima de começo de ano, em que listas e regras para alcançar objetivos se proliferam mais rápido que o mosquito da dengue, decidi dar a minha contribuição numa lista diferente.

Enxugando

Bancos públicos devem acelerar vendas de ativos em 2020

Juntos, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e BNDES devem vender, só no primeiro semestre de 2020, mais de R$ 60 bilhões em ativos

Obras a todo vapor

A economia brasileira segue patinando, mas o setor de construção dá sinais de força

O segmento de construção continua aquecido, com a retomada nos lançamentos e um crescimento no volume de vendas. E as prévias operacionais da Helbor, Direcional e MRV dão suporte ao otimismo do mercado

Aval do presidente

Bolsonaro aprova fundo eleitoral de R$ 2 bilhões em orçamento para 2020

O presidente Jair Bolsonaro aprovou a inclusão do fundo eleitoral no Orçamento do governo de 2020 — um mecanismo que prevê gastos de R$ 2 bilhões para as campanhas das eleições municipais

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

MAIS LIDAS: Bolha? Que bolha?

A matéria que discute uma suposta bolha nos fundos imobiliários foi a mais lida desta semana. Oi, aposentadoria e bolsa também estiveram entre os assuntos de destaque

Em busca de investidores

Guedes vai a Davos para ‘vender’ o Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, será a principal autoridade brasileira no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça

LIÇÕES DO PAI RICO, PAI POBRE

Ganhando bem, mas longe de ser rico?

Robert Kiyosaki, autor do best seller Pai Rico, Pai Pobre, escreve aos sábados sobre suas lições de finanças

DE OLHO NOS EMPRÉSTIMOS

BNDES aprova empréstimos a exportações de Embraer, Marcopolo, Mercedes e Scania

A maior das operações foi para a fabricante de aviões Embraer, que tomou empréstimo de US$ 285 milhões para financiar a exportação de 11 aeronaves modelo E175 para a American Airlines, nos Estados Unidos

FUNDOS DE PENSÃO

Assessores de Guedes e mais 28 viram réus por rombo em fundos de pensão

“O Ministério Público Federal produziu e apresentou a este Juízo peça acusatória formalmente apta, acompanhada de vasto material probatório, contendo a descrição pormenorizada contra todos os denunciados”, anotou Vallisney.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

De volta para o futuro

Quando escrevi aqui na newsletter que não é possível prever o futuro, um leitor me corrigiu. Em alguns casos podemos sim antecipar com razoável grau de precisão o que vai acontecer: que o diga a previsão do tempo. Ele tem razão, mas a mesma premissa válida para a meteorologia não se aplica ao mercado financeiro. […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements