Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-01-28T19:14:57-02:00
Seu Dinheiro na sua noite

Um rompimento de R$ 71 bilhões

Da queda de 24,5% das ações à ideia de afastamento dos diretores: Vale dominou o noticiário nesta segunda-feira

28 de janeiro de 2019
19:14
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Foi com um olho na tela da TV e outro no terminal de cotações que a equipe do Seu Dinheiro passou a maior do dia. Aliás, essa tem sido a nossa rotina desde a sexta-feira, quando aconteceu o rompimento da barragem da Vale no Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG).

Pela TV, acompanhamos com apreensão as notícias sobre o número de vítimas da tragédia, além dos trabalhos de resgate e dos danos provocados à região. Quase todos aqui na redação já estiveram na cidade mineira, que abriga o Instituto Inhotim, museu a céu aberto onde o belo acervo de arte contemporânea convive com a paisagem da Mata Atlântica.

As telas de cotações trouxeram outro desmoronamento: o das ações da Vale. A queda no pregão da B3 hoje chegou aos 24,5% no fechamento. Isso significa uma perda de R$ 71 bilhões no valor de mercado da mineradora.

Para muita gente, a conta paga pela Vale com a queda das ações hoje coloca no preço a maior parte dos problemas que a empresa vai enfrentar. Tanto que vários analistas divulgaram relatórios nos quais mantêm a recomendação para os papéis.

A avaliação geral é que o rompimento da barragem afeta pouco a produção e pega a Vale com uma boa situação de caixa. Ainda assim, existe muita incerteza sobre o que vai acontecer com a empresa, que curiosamente havia acabado de voltar a fazer parte do índice de empresas sustentáveis da B3.

Para você ter ideia da voltagem do noticiário, o presidente em exercício, Hamilton Mourão, chegou a afirmar que o governo estuda a possibilidade de afastar os diretores da mineradora.

A comunicação da empresa também não colaborou. Ao pedir o desbloqueio dos R$ 11,8 bilhões em bens da companhia na Justiça, o advogado Sergio Bermudes afirmou que a Vale não vê responsabilidade sobre o rompimento da barragem. Mas depois foi desautorizado a falar em nome da mineradora.

Como as ações da Vale representam quase 11% da carteira do Ibovespa, a queda das ações puxou para baixo o principal índice da bolsa. Você pode ler toda a repercussão da tragédia nos mercados aqui na nossa cobertura.

Contágio da lama

O rompimento da barragem da Vale contaminou outras ações no pregão de hoje. Além da Bradespar - holding que investe na mineradora - os papéis da CSN registraram forte queda diante das preocupações dos investidores com as barragens da própria empresa, que é dona da Casa Mina de Pedra. Entenda melhor os motivos nesta matéria que eu escrevi hoje junto com a Bruna Furlani.

Lucro para o bem

Como em toda operação de mercado, um fato extraordinário como o desastre de Brumadinho provoca grandes perdas para alguns investidores e altos lucros para outros. O nosso colunista Felipe Miranda, que havia indicado uma posição vendida em opções da Vale, agora sugere usar o dinheiro com o lucro da operação para ajudar as vítimas da tragédia. Ele participou de uma live com a Luciana Seabra mais cedo e contou também o que espera para as ações da mineradora.

Dia 28 de Bolsonaro - O porta-voz e a obra de arte

"O presidente Jair Bolsonaro foi submetido à cirurgia para retirada da bolsa de colostomia que carregava desde a tentativa de assassinato que sofreu em setembro do ano passado. O procedimento levou 7 horas, superando as expectativas iniciais e gerando alguma apreensão..." (leia mais)

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

O melhor do seu dinheiro

De volta para o futuro com a Embraer, a expectativa para a Super Quarta, Eletrobras e outras notícias que mexem com seus investimentos

Diz a lenda que os produtores do filme De Volta para o Futuro recusaram uma oferta milionária da Ford para transformar a máquina do tempo em um Mustang. Mesmo sem receber um centavo, eles preferiram usar um DeLorean DMC-12, carro que teve menos de 10 mil unidades fabricadas e se tornou artigo de colecionador. Afinal, se você […]

Novo passo

Ultra fecha exclusividade com tailandesa Indorama para negociação de Oxiteno

Com isso saíram da lista de potenciais compradores o fundo de private equity (que compra participação de empresas) Advent e a fabricante norte-americana de produtos químicos Stepan

Rapidinhas da semana

Felipe Miranda revela quais ações são ouro, prata e bronze e comenta sobre o investimento de Warren Buffett no “roxinho”

Em edição do Blink!, o analista também opina sobre a possibilidade de uma nova Bolsa e sobre as ações de OIBR3, ENEV3 e muito mais

Em recuperação judicial

Samarco tenta blindar sócias, diz ação de credores

Grupo afirma que mineradora tem condições de manter suas operações sem o financiamento de R$ 1,2 bilhão pedido pela companhia

Estudando o fim do IPI

Guedes busca acabar com IPI e apresentar proposta de compensação, diz Bolsonaro

Bolsonaro também voltou a tratar da redução de impostos federais sobre combustíveis. De acordo com o presidente, a medida, entretanto, não teve efeito para conter a alta nos preços

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies