Menu
2019-12-23T09:33:52-03:00
É dinheiro que entra

Sancionadas leis que abrem créditos suplementar e especial a órgãos do Executivo

No total, o crédito suplementar sancionado soma o valor de R$ 2,124 bilhões

23 de dezembro de 2019
9:33
Notas de dinheiro
Imagem: Shutterstock

O governo federal sancionou duas leis que abrem crédito suplementar e crédito especial em favor de órgãos do Poder Executivo. A Lei 13.963, publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 23, abre crédito suplementar no valor de R$ 2,124 bilhões em favor de diversos órgãos.

De acordo com o quadro anexo sobre a aplicação dos recursos, publicado junto com a Lei, serão reforçados os orçamentos da Receita Federal, para fortalecimento institucional; do ministério de Minas e Energia, para fabricação do combustível nuclear, pelas Indústrias Nucleares do Brasil; da Saúde, em programas como Farmácia Popular e Mais Médicos; da Infraestrutura, em projetos ferroviários e manutenção de rodovias; Desenvolvimento Regional, com programas de irrigação; ministérios da Cidadania e da Mulher.

Os recursos necessários para a suplementação são resultado de superávit financeiro no balanço patrimonial do exercício de 2018; alienação de bens apreendidos pela Receita; superávit financeiro apurado no balanço patrimonial do exercício de 2018 das Indústrias Nucleares do Brasil; superávit financeiro no balanço patrimonial do exercício de 2018 da Codevasf; e anulação de outras despesas orçamentárias.

Já a Lei 13.962, também publicada nesta segunda, abre crédito especial no valor de R$ 71,343 milhões em favor de encargos financeiros da União e de operações oficiais de crédito.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

covid no brasil

Covid-19: Brasil tem 97.256 óbitos e 2,02 milhões de recuperados

Atualmente, 741.180 pacientes estão em acompanhamento

Resultados que mexem o mercado

Braskem, AES Tietê, SulAmérica: os balanços que vão movimentar o mercado nesta quinta

Resultados financeiros do primeiro trimestre afetam mercado em meio à pandemia

seu dinheiro na sua noite

O fim de um ciclo?

Após um ano de cortes sucessivos, o atual ciclo de queda da taxa básica de juros, a Selic, parece ter chegado ao fim nesta quarta-feira. No início da noite, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) anunciou a redução dos juros em 0,25 ponto percentual, para 2,00% ao ano, como já era esperado […]

Novo corte

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 2,00% ao ano

Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central cortou a Selic mais uma vez

Mínima histórica

Banco Central reduz Selic para 2% ao ano e sinaliza fim do ciclo de cortes de juros

Essa foi a nona (e última?) redução consecutiva no atual ciclo de queda da Selic, que começou em julho do ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements