Menu
2019-12-19T10:52:14-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
dinheiro para o acionista

Renner, Hypera e Klabin pagam R$ 450 milhões em juros sobre capital próprio

Operação é uma forma de distribuir lucros, mas beneficiando a empresa; acionistas pagam 15% de imposto

19 de dezembro de 2019
7:16 - atualizado às 10:52
Lojas Renner
Lojas Renner - Imagem: Estadão Conteúdo/Itaci Batista

A lojas Renner, a companhia farmacêutica Hypera e a produtora de papéis Klabin anunciaram nesta quarta-feira (18) o pagamento de cerca de R$ 450 milhões em juros sobre capital próprio.

  • Novo projeto do Seu Dinheiro: Tacadas de Mestre: a chance da década para você se tornar um grande investidor

A operação é uma forma de distribuir lucros, mas beneficiando a empresa.
Enquanto acionistas são tributados na fonte a uma alíquota de 15%, para a companhia o provento é considerado apenas uma despesa financeira - o que reduz a base tributária.

A Renner vai pagar R$ 61 milhões - R$ 0,077278 por ação. Tem direito ao pagamento acionistas na base da empresa em 23 de dezembro. As ações passam a ser negociadas "ex" juros a partir do dia 26.

A Hypera paga R$ 191 milhões - ou R$ 0,30424 por ação ordinária. O valor é pago aos acionistas na base da empresa em 23 de dezembro, com as ações passando a ser negociadas "ex" provento a partir de 26 de dezembro. O pagamento é feito até 7 de janeiro de 2020.

Já a Klabin paga R$ 200 milhões. São R$ 0,1897 por papel. Os proventos são pagos de acordo com a posição acionária do dia 20 de dezembro, e a partir do dia 23, passam a ser negociadas ex-juros. O crédito é feito aos acionistas no dia 20 de fevereiro.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Viagem bilionária

Bilhete dourado: comprador misterioso gasta R$ 1,4 bilhão para ir ao espaço com Jeff Bezos

O turista espacial superou cerca de sete mil ofertas em um leilão beneficente realizado para definir o tripulante da espaçonave New Shepard

Fechamento dos mercados

Vacinação no Brasil volta a fazer preço, e Ibovespa sobe 0,59%, deixando para trás cautela com ‘Super Quarta’; dólar recua mais de 1%

Mercado deve operar em compasso de espera até a próxima quarta-feira, quando os BCs do Brasil e dos Estados Unidos divulgarão as suas decisões de política monetária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies