Menu
2019-10-22T14:37:07-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
o esperado dia

Reforma da Previdência tem 99% de chance de ser aprovada como está, diz relator do projeto

Tasso Jereissati falou após aprovação por votação simbólica do projeto na CCJ do Senado; ele disse que espera texto em segundo turno na Casa ainda hoje

22 de outubro de 2019
14:37
Tasso Jereissati
Tasso Jereissati - Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

Após aprovação por votação simbólica na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o relator da reforma da Previdência no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), disse nesta terça-feira (22) esperar que a votação do texto em segundo turno pelo plenário da Casa acabe ainda nesta data.

"Acredito que o texto tem 99% de chance de ser aprovado no plenário como está. A discussão sobre Previdência nunca é tranquila, mas esperamos manter a economia fiscal da reforma", afirmou o senador, em referência à estimativa de economia de R$ 800 bilhões em dez anos. "O texto principal deve ser aprovado com facilidade. A discussão será destaque a destaque", completou.

Já o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, afirmou estar conversando com líderes governistas para pedir que não sejam apresentadas novas emendas ao texto no plenário. "O quórum do Senado hoje deve ser maior que o da votação em primeiro turno", projetou.

Marinho também disse torcer para que o projeto de reforma dos militares seja aprovado nesta terça na Comissão Especial da Câmara dos Deputados.

Jereissati disse ainda que lerá o texto da PEC Paralela da Previdência na CCJ na quarta-feira, 23. A presidente da comissão, Simone Tebet (MDB-MS), disse que o texto será votado pelo colegiado em até 15 dias e poderá ser concluído pelo Senado na primeira quinzena de dezembro.

Margem

O governo calcula ter 58 ou 59 votos para aprovar, em segundo turno, a reforma da Previdência. Além disso, a articulação da equipe econômica é para que não haja nenhuma alteração na proposta durante a votação no plenário.

No primeiro turno, o texto-base da reforma foi aprovado com 56 votos favoráveis e 19 contrários. De acordo com o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), a presença maior de senadores favoráveis à proposta assegura uma margem maior no segundo turno.

"Teremos um quórum maior. Tinham cinco ausências no primeiro turno. Poderemos chegar a 58, 59 votos no texto principal e vamos caprichar nos destaques. Os destaques sempre oferecem mais dificuldades, então vamos trabalhar para manter o texto", afirmou Bezerra, depois da sessão da CCJ que aprovou o parecer sobre as emendas apresentadas após o primeiro turno da reforma.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

fraco

B2W registra desempenho abaixo do esperado no 4º tri, mas sinaliza para bom 1º tri

Crescimento de 38,2% do GMV nos últimos três meses de 2020 fica abaixo das projeções dos analistas e do apresentado por seus concorrentes

Seleção da bolsa

As ações favoritas para o mês de março, segundo 13 corretoras

Com o cenário de incertezas ainda em alta, o mercado opta mais uma vez para papéis que podem atuar como porto seguro. Confira as principais recomendações dos analistaws

Sextou com o Ruy

A rentabilidade do vizinho é maior que a sua? Tome cuidado com os ganhos dos “traders perfeitos”

A inveja é, sem dúvida alguma, uma das piores inimigas de um investidor – isso se não for a pior. E quando estamos em um bull market (mercado em alta) parece que temos que lidar o tempo todo com ela

Vêm proventos por aí

B3 anuncia quase R$ 2 bi em dividendos, além de recompra e desdobramento de ações

Conselho de administração da companhia aprovou pagamento de dividendos do quarto trimestre e dividendos extraordinários referentes a 2020

Cenário pandêmico

B3 lucra R$ 4,2 bilhões em 2020, alta de 53%, com volatilidade dos mercados, ofertas de ações e juros baixos no Brasil

Cenário pandêmico acabou beneficiando os resultados da companhia, resultando em volatilidade e juros baixos que impulsionaram investidores e empresas a recorrerem ao mercado de capitais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies