Menu
2019-09-07T09:49:19-03:00
Estadão Conteúdo
Vem aí o "smartcar"

Operadoras de telefonia Vivo e Claro querem deixar carro velho inteligente

Um mês depois de a Claro anunciar uma parceria com a Chevrolet para deixar o Cruze conectado, é a vez de a Telefônica Vivo trazer um produto mais ambicioso ao mercado

7 de setembro de 2019
9:49
Honda carros veículos
Imagem: Shutterstock

Com menos gente conversando pelo telefone - e mais objetos trocando informações e dados entre si -, as operadoras têm buscado prestar serviço em outras áreas. Inclusive nos carros, com a tendência crescente de internet das coisas. Um mês depois de a Claro anunciar uma parceria com a Chevrolet para deixar o Cruze conectado, é a vez de a Telefônica Vivo trazer um produto mais ambicioso ao mercado.

Maior operadora de telefonia móvel no País, a Vivo vai lançar até o fim do mês o serviço que pretende tornar os carros usados mais inteligentes. O dispositivo, que já está disponível na Espanha, poderá ser adquirido por qualquer consumidor, não só clientes da operadora.

Instalado em carros fabricados a partir de 2010, o Vivo Car permitirá compartilhar a conexão para todos os passageiros do veículo. Com um aplicativo instalado no celular, também tornará disponíveis informações em tempo real sobre o automóvel, apontando desde possíveis falhas mecânicas ou elétricas a planejamento de revisões e alertas de segurança ao motorista. Avisará ainda pelo celular dos usuários cadastrados se ele foi ligado, desligado, se ultrapassou a velocidade configurada, uma eventual colisão ou até mesmo se está sendo rebocado.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, Marcio Fabbris, vice-presidente da Vivo, disse que o novo serviço transformará o carro que não é "smart". "O Vivo Car vai criar uma rede de Wi Fi dentro do carro, se motorista tem de liberar o sinal", diz. Outro recurso será o de gestão do automóvel, além da geolocalização. "Carros nacionais a partir de 2010, com o porta OBD2 (sigla em inglês para On Board Diagnostics, ou diagnóstico de bordo) vão poder ter mais informações, como percurso percorrido, avisos de manutenção e falhas, serviço só disponível hoje em carros top de linha", afirma.

O potencial de avanço neste mercado é grande. Em 2018, a frota de automóveis no Brasil estava em 37,1 milhões de veículos, dos quais 20,7 milhões têm a porta OBD2, segundo relatório do Sindipeças (Sindicato das Indústrias de Autopeças).

Tendência de mercado

Segundo Eduardo Tude, da consultoria Teleco, a tendência é de que as operadoras de telefonia móvel como Vivo e Claro busquem aplicações dentro da internet das coisas para ampliar os seus serviços. "É uma tendência natural", disse. "É comum nos Estados Unidos e está chegando aqui no Brasil."

Segundo Tude, esses serviços devem ser ampliados com a chegada do 5G ao País.

Com o projeto sendo planejado há um ano, a Vivo vai importar os aparelhos (uma espécie de modem) que serão vendidos nas lojas da operadora a partir do mês que vem. O usuário deverá comprá-lo e contratar o serviço da operadora.

Sem preço

A companhia deverá oferecer o serviço como degustação no início, segundo Fabbris. O aparelho que conectará o carro poderá ser parcelado em até 12 vezes e o preço ainda não está sendo divulgado.

A operadora já está conversando com potenciais parceiros para ampliar o portfólio de serviços desse produto com seguradoras e postos de gasolina.

No caso da Claro com o Chevrolet Cruze, será possível navegar na rede de internet móvel 4.5G da operadora, utilizando uma solução já embarcada no veículo, mas são restritos ao modelo. Além de economizar o plano de dados do smartphone da Claro ao acessar a internet no Wi-Fi do carro, a antena externa do carro permite intensidade de sinal até 12 vezes maior em deslocamento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Mudança nos juros

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou na decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 3,5% ao ano

CRYPTO NEWS

O mercado está cheio de bitcoin, mas as prateleiras estão vazias

O fluxo de saída da criptomoeda mais famosa das exchanges é algo inédito deste ciclo e pode representar a falta do ativo nas exchanges de cripto

DIA DE DECISÃO

Sem surpresas, Copom eleva Selic para 3,5% ao ano e indica aumento semelhante na próxima reunião

Essa é a segunda alta consecutiva da Selic em 0,75 ponto percentual — no começo do ano, a taxa de juros estava nas mínimas históricas, em 2% ao ano

FECHAMENTO

Dólar recua e bolsa sobe com mercado dando alta da Selic como certa e forte desempenho das siderúrgicas

No exterior, as bolsas operam sem um sinal único definido. Por aqui, os investidores aguardam a decisão do Copom

um viral que vale US$ 90 bi

Confira os 5 fatos que estão fazendo o Dogecoin subir (de novo) e passar a valer mais que a Petrobras

Valendo US$ 0,68 por unidade, o DOGE ficou próximo dos US$ 90 bilhões em valor de mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies