Menu
2019-12-20T11:34:42-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
atenção passageiro

Gol aumenta em 40% preço de passagens vendidas à Smiles; veja como isso vai afetar quem tem milhas

É matemática básica: a Smiles vai ter um custo maior para emitir passagens e uma receita menor vinda da Gol. Ou ela repassa o preço ao passageiro ou ela corta sua margem e quem paga o pato é o acionista minoritário.

20 de dezembro de 2019
9:59 - atualizado às 11:34
Avião com pintura do Smiles Fidelidade
Avião com pintura do Smiles - Imagem: Smiles

A Gol anunciou nesta sexta-feira (20) que elevará em 41% o preço padrão das passagens vendidas à Smiles, empresa que administra seu programa de fidelidade. A nova tarifa passa a valer a partir de 1º de janeiro de 2020 e deve pesar no bolso dos passageiros, ainda que indiretamente.

  • Oportunidade: Contrate o Ivan Sant’Anna como seu mentor de investimentos. Saiba mais aqui.

Cada vez que você troca seus pontos Smiles por uma passagem da Gol, a empresa de fidelidade paga por esses assentos no avião. Existe um preço padrão pré-definido para uma quantidade determinada de assentos que a Smiles pode vender nos voos — o que a companhia aérea comunicou agora é um aumento desses valores.

A Smiles, por sua vez, ganha dinheiro cada vez que um passageiro voa na Gol. A companhia aérea "compra" pontos para dar aos seus clientes. O preço pago por esses pontos também vai subir, mas apenas 2,7%, um número muito abaixo do reajuste determinado pelo Gol e até mesmo da inflação.

A Smiles também vende seus pontos para as empresas de cartão de crédito (cada vez que você troca seus pontos do cartão por milha, o banco paga para a Smiles).

É matemática básica: a Smiles vai ter um custo maior para emitir passagens e uma receita menor vinda da Gol. Se ela decidir repassar esse custo adicional ao passageiro, a tendência é que você precise de mais milhas para trocar por um passagem.

A outra opção da Smiles é não repassar a alta do custo do passageiro, sacrificando a sua margem de lucro. Neste caso, quem paga o pato é o acionista minoritário.

Queda de braço entre 'mãe e filha'

O anúncio da mudança de preços é feito menos de um mês após a Gol propor pela segunda vez incorporar as ações da Smiles — a companhia mantém uma estrutura separada e listada na bolsa.

A operação envolve uma série de polêmicas sobre boas práticas de governança corporativa. A Gol não fez uma OPA (oferta pública de aquisição de ações), um procedimento na qual o controlador compra as ações listadas no mercado para fechar o capital da empresa.

Em vez disso, a Gol propôs aos minoritários a troca de ações da Smiles por papéis da Gol. A primeira proposta foi recusada pelos conselheiros independentes da Smiles e não previa desembolso de caixa.

A segunda proposta prevê a conversão de ações da Gol em dinheiro. O cronograma proposto prevê uma assembleia geral de acionistas no dia 2 de março de 2020.

A nova proposta da Gol para a incorporação do Smiles é atrativa para os atuais acionistas da companhia de fidelidade, mas deixa clara a turbulência na relação entre as empresas. Desta vez, a Gol não submeteu a questão ao conselho independente da Smiles. É um veneno numa mão e antídoto na outra, como explicou o Victor Aguiar na ocasião.

Ao fechar o capital da Smiles, a Gol segue o caminho da Latam. A companhia também tinha a Multplus como uma empresa separada, mas decidiu reincorporar a empresa por meio de OPA.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Sem concentração?

Vivo, TIM e Claro defendem compra da Oi

As empresas encaminharam ao Cade respostas às críticas que sofrem de outros agentes do setor de telecomunicações causadas pela transação entre elas

Fenômeno da internet

O ataque dos memes: Conheça 5 ações de empresas “quebradas” que mexem com Wall Street

O caso mais famoso foi o da GameStop, mas outras empresas que não contam com fundamentos sólidos vêm passando por movimentos de valorização estimulados por fóruns de internet

seu dinheiro na sua noite

No mundo corporativo, quem não diversifica, se trumbica

De uns tempos para cá, uma antiga fala de Warren Buffett tem pipocado nas minhas redes. Nela, o megainvestidor diz que “diversificação não faz sentido para quem sabe o que está fazendo” — e ele, naturalmente, se coloca como um sábio. Longe de mim querer contrariar o oráculo do mercado financeiro, mas é preciso tomar […]

nos ares

Boeing realiza 1º voo do maior avião da família 737 MAX e inicia fase de testes

Empresa vem trabalhando para superar acidentes aéreos envolvendo a família de aviões 737 MAX. No Brasil, a Gol tem um pedido firme do 737-10

pix questionado

Procon-SP notifica bancos por brechas exploradas por ladrões de celulares

São requisitados esclarecimentos sobre dispositivos de segurança, bloqueio, exclusão de dados de forma remota e rastreamento de operações financeiras disponibilizados aos clientes vítimas de furto ou roubo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies