Menu
2019-12-11T12:29:18-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
fala presidente

Em dia de decisão do BC, Bolsonaro diz que torce por juro menor

Nesta data, o Comitê de Política Monetária (Copom) anuncia decisão. A expectativa do mercado é de corte para 4,5%.

11 de dezembro de 2019
12:20 - atualizado às 12:29
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro. - Imagem: Alan Santos/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a afirmar nesta quarta-feira (11) que torce pela queda da taxa básica de juros (Selic), atualmente em 5% ao ano.

"Só a taxa de juros, espero que caia mais, equivale a menos R$ 97 bilhões que vamos pagar ano que vem", disse Bolsonaro, quando afirmava que o governo faz esforços para melhora da economia.

Nesta data, o Comitê de Política Monetária (Copom) anuncia decisão. A expectativa do mercado é de corte para 4,5%.

O presidente também reclamou de críticas feitas à medida provisória da Regularização Fundiária, publicada na manhã desta quarta, 11, no Diário Oficial. "A MP de ontem.. Já estão criticando. Impressionante. Se o pessoal do campo parar, o pessoal de paletó e gravata morre de fome", afirmou Bolsonaro.

Bolsonaro disse que a mudança na legislação dará dignidade ao produtor rural. "Vão poder buscar recursos em banco. Vão produzir mais", afirmou.

O presidente disse que população passaria fome se o governo mantivesse a mesma "política". Ele afirmou que, no passado, o "sonho" dos brasileiros era comprar uma fazenda. "Hoje o sonho é vender. Ninguém quer ficar. Só ataque o tempo todo", comentou.

"Deus nos deu as commodities. No campo e embaixo da terra. Embaixo da terra vai acabar um dia. No campo vai se exaurir. Continua política errada, ainda lá de trás, que estamos tentando mudar para tratar o homem do campo", afirmou o presidente.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies