Menu
2019-12-19T11:58:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
contas do governo

Arrecadação de impostos soma R$ 125 bilhões em novembro

Cifra representa um aumento real de 1,48% na comparação com igual mês de 2018, quando somou R$ 119,420 bilhões, segundo Receita Federal.

19 de dezembro de 2019
11:57 - atualizado às 11:58
impostos arrecadação dinheiro real
Imagem: Shutterstock

A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 125,161 bilhões em novembro, um aumento real (já descontada a inflação) de 1,48% na comparação com igual mês de 2018, quando somou R$ 119,420 bilhões. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira, 19, pela Receita Federal.

O valor arrecadado foi o melhor desempenho para meses de novembro desde 2014, quando a arrecadação somou R$ 136,405 bilhões. O resultado veio dentro do intervalo de expectativas de 19 instituições ouvidas pelo Projeções Broadcast , que ia de R$ 116,583 bilhões a R$ 134,800 bilhões, e abaixo da mediana, de R$ 125,600 bilhões.

Entre janeiro e novembro deste ano, a arrecadação federal somou R$ 1,389 trilhão, o melhor desempenho para o período desde 2014, quando atingiu R$ 1,431 trilhão. O montante representa avanço real de 1,88% na comparação com igual período do ano passado, quando atingiu R$ 1,315 trilhão.

Desonerações

As desonerações concedidas pelo governo resultaram em uma renúncia fiscal de R$ 87,181 bilhões no ano até novembro, valor maior do que em igual período do ano passado, quando ficou em R$ 79,560 bilhões.

Apenas no mês passado, as desonerações totalizaram R$ 7,861 bilhões, volume maior do que em novembro do ano passado, de R$ 7,488 bilhões.

Só a desoneração da folha de pagamentos custou aos cofres federais R$ 717 milhões em novembro e R$ 7,686 bilhões no acumulado do ano.

O Congresso aprovou em agosto de 2018 a reoneração da folha de 39 setores da economia, como contrapartida exigida pelo governo para dar o desconto tributário no diesel prometido aos caminhoneiros que estavam em greve. Pela lei aprovada, outros 17 setores manterão o benefício até 2020.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

homem negro espancado

Carrefour lidera quedas do Ibovespa após protestos e boicotes pela morte de João Alberto de Freitas

Homem negro foi assassinado por dois seguranças de um estabelecimento da rede de supermercados em Porto Alegre. Ato gerou pedidos de boicotes por artistas e usuários de redes sociais, além de manifestações em frente e dentro de lojas do Carrefour

SANGUE FRIO E CAPACITADO

‘Pessoa física deu show este ano’, diz presidente da B3

Investidor pessoa física aproveitou baixa do mercado e se posicionou para alta, enquanto institucionais e estrangeiros saíam do mercado, diz Finkelsztain

raio-x do setor

Lançamentos de imóveis no país caem no 3º tri, diz CBIC; vendas sobem

O estoque de imóveis disponíveis para venda chegou a 173.601 unidades em setembro, corte de 13% em relação ao mesmo período do ano passado.

Na briga pelo cliente

Na onda da taxa zero, Vitreo lança home broker com tarifa zerada

Isenção de taxa de corretagem é somente para aqueles que que executarem a ação utilizando uma boleta simplificada no site ou no aplicativo.

regulação dos aai

Estudo da CVM recomenda fim da exclusividade entre agentes autônomos e corretoras

Análise da xerife do mercado de capitais aponta necessidade de reavaliar exclusividade desse profissional, prevista em instrução da autarquia. Hoje, maioria absoluta dos agentes se encontra sob o guarda-chuva da XP

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies