Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-10-09T19:36:44-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

A dança do dragão

9 de outubro de 2019
19:36
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Muito antes do leão do imposto de renda, o bicho que assustava de verdade era o dragão. A primeira lição de economia que todos da minha geração tiveram de aprender foi como lidar com a inflação.

A matéria não era ensinada na escola, mas nos supermercados. Basta dizer que, naquela época, as maquininhas não eram as de cartão de débito e crédito, mas as que remarcavam os preços dos produtos a todo momento.

Foi só com o plano real que começamos a nos tornar um país que pode ser chamado de “normal”, ainda que muito longe do ideal. De lá para cá, a inflação teve altos e baixos, mas só voltou a correr o risco de sair do controle durante o governo Dilma.

Fomos obrigados a colocar o dragão de volta para a jaula bem no meio da maior recessão da nossa história, o que deixou feridas ainda não cicatrizadas na economia. Mas temos cada vez mais sinais de que o bicho foi domado.

No mês passado, inclusive, tivemos um fenômeno raro por estas bandas: deflação. O IPCA fechou em -0,04% em setembro, o menor índice para o mês desde 1998, quando a taxa de câmbio no país ainda era controlada.

A dança do dragão abriu espaço para a queda dos juros nos últimos anos, o que levou a uma mudança do cenário das aulas de economia – do supermercado para a conta bancária.

Está na hora (aliás, passou da hora) de você rever a sua carteira de investimentos, principalmente os que estão rendendo cada vez menos na renda fixa. Até porque a expectativa é que a Selic continue ladeira abaixo, como mostra o Eduardo Campos.

Voltando a escalar

Chega de mergulho! A bolsa embarcou em novas aventuras, e a do dia foi a escalada. Nessa síndrome bipolar pela qual passa os mercados, o otimismo deu o tom e trouxe o gás que faltava para que o Ibovespa recuperasse o patamar dos 100 mil pontos, que foi perdido ontem. Mas o dólar não seguiu o mesmo otimismo e subiu 0,27%, na contramão do desempenho do câmbio mundo afora. Entenda o que moveu os mercados com o Victor Aguiar, o especialista em escaladas da redação do Seu Dinheiro.

Carga leve

Não sei como tem sido o seu ano, mas para quem subiu na boleia das ações da JSL no início de 2009, vai tudo muito bem. Os papéis da gigante do setor de logística - que chegou cogitar fazer um IPO da Vamos, umas das suas subsidiárias - já subiram cerca de 150% de janeiro para cá. Será que há espaço para subir ainda mais na bolsa? A resposta é sim, pelo menos para os analistas do BTG Pactual. Veja nesta matéria a recomendação e o potencial de valorização dos papéis, nas contas do banco.

Ei, você aí…

...me dá um dinheiro aí. O carnaval é só em fevereiro, mas a marchinha para mim é atemporal. Aliás, o governo está em clima de festa com os recursos que devem entrar no caixa com a maratona de leilões de petróleo prevista para as próximas semanas. Os recursos que vão entrar irão tanto para os cofres públicos como a Petrobras, que já realizou investimentos nas áreas que serão leiloadas. Confira nesta matéria todos os valores que estão em jogo.

Alta patente

No meio das discussões da reforma da Previdência, um assunto ficou praticamente esquecido: a proposta de mudança nas aposentadorias dos militares, que tramita de forma separada no Congresso. Mas as notícias do dia não são boas, pelo menos do ponto de vista fiscal. Afinal, o dinheiro que estava programado para suprir a reestruturação de carreiras e os reajustes salariais estava subestimado em nada menos do que R$ 14,9 bilhões. Entenda o que mudou nesse cálculo.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

*Colaboração Fernando Pivetti.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Seu Dinheiro na sua noite

O pior pregão desde o ‘Joesley Day’

Se o ano no Brasil só começa mesmo depois do Carnaval, 2020 resolveu chegar logo com uma voadora no peito dos brasileiros. Enquanto nós descansávamos ou curtíamos a folia, os mercados no exterior amargavam fortes perdas diante do agravamento da disseminação do coronavírus fora da China, notadamente na Itália. Pois bem, após a batucada pela […]

Gigante de tecnologia

Microsoft revê projeção trimestral e cita impactos do coronavírus

Empresa de tecnologia vive uma demora maior do que a esperada para a volta ao normal das operações em suas cadeias de suprimento

Caos na bolsa

Pressionado pelo coronavírus, Ibovespa cai 7% e tem o pior pregão desde o Joesley Day

O Ibovespa perdeu quase oito mil pontos nesta quarta-feira, impactado por um forte movimento de correção por causa da disparada de casos do coronavírus fora da China — todas as ações do índice fecharam em queda. Já o dólar à vista subiu a R$ 4,44, cravando mais um recorde nominal de encerramento

Mais uma polêmica

Vídeo de Eduardo Bolsonaro defendendo Orçamento impositivo circula pelo WhasApp

Vídeo mostra a fala do parlamentar no plenário da Câmara, no dia 26 de março do ano passado

Surto mundial

Por coronavírus, Costa Cruzeiros amplia medida de segurança em seus navios; Nestlé aconselha funcionários a não viajarem

Entre as providências está a proibição da entrada de pessoas que tenham viajado para países e regiões afetadas pela doença

FORA DO AR

Investidores da XP relatam problemas para acessar home broker nesta quarta-feira

Ao ser procurada, a assessoria de imprensa informou que “a plataforma apresentou lentidão para alguns clientes no início da tarde desta quarta-feira”

Medida do BC

Moody’s: diminuição de compulsório para depósitos a prazo é positiva

Para a agência, os gigantes do mercado são os mais beneficiados, por deterem 72% de todos os depósitos a prazo no Brasil

CDS no radar

Risco-país do Brasil tem novo dia de alta e vai a 106 pontos

Desde o começo de fevereiro o CDS vinha sendo negociado abaixo dos 100 pontos

CRIPTOMOEDAS

Criptomoedas ainda mantêm um papel limitado como forma de proteção, para analistas do JPMorgan

Apesar da baixa correlação das criptomoedas com ativos tradicionais, analistas do banco acreditam que elas ainda não podem servir como hedge da carteira

Gastos no exterior

Compras com cartão no exterior serão cobradas conforme a taxa de câmbio do dia

Opção estará disponível a consumidores a partir de 1º de março e já estava autorizada pelo BC desde 2016; atualmente, valor a ser pago na fatura é definido dez dias antes do fechamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu