Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-01T16:10:00-03:00
Estadão Conteúdo
Dinheiro mais barato

Santander reduz taxa de crédito imobiliário residencial para 7,99% por 60 dias

Atualmente, o banco pratica a taxa de 8,99% em todas as linhas de crédito imobiliário e uma taxa efetiva de 8,94%

1 de julho de 2019
16:10
Imóveis em São Paulo
Imóveis em São Paulo - Imagem: Shutterstock

O Banco Santander anunciou redução da taxa de crédito imobiliário, que vale para todos os segmentos de financiamento por período de 60 dias, até 30 de agosto, para 7,99% mais a taxa referencial (TR).

Atualmente, o banco pratica a taxa de 8,99% em todas as linhas de crédito imobiliário e uma taxa efetiva de 8,94%.

A promoção é válida a partir de terça-feira. O valor mínimo financiado é de R$ 60 mil e o prazo máximo do financiamento é de 35 anos. A renda mínima exigida para contratar o empréstimo é de R$ 2,5 mil, podendo ser composta, e o comprometimento com o financiamento deve ficar entre 30% a 35% da renda.

A oferta está voltada aos clientes do banco, mas a instituição espera atrair clientes de outras instituições, por meio da portabilidade, de acordo com o diretor executivo de pessoa física do Santander, José Roberto Machado. "Para esse prazo longo, é importante que exista um vínculo com o banco", afirmou.

Machado pontuou que o Santander foi estimulado a reduzir a taxa por conta da percepção de aumento na demanda, a partir da melhora das expectativas. "Vamos aproveitar o momento de mercado, o qual entendemos que tem atraído pessoas que estão em busca de seu imóvel e tiveram esse desejo postergado pelo cenário macroeconômico difícil dos últimos anos", afirmou. Sem dar muitos detalhes, Machado afirmou que a demanda por contratação de crédito imobiliário tem crescido em todas as faixas,

O diretor de produtos de crédito para a pessoa física, Gustavo Alejo, afirmou que a promoção pode ser estendida. "O banco irá avaliar ao final do período se irá manter a taxa nesse patamar ou não", afirmou. Machado acrescentou que essa avaliação dependerá do contexto do mercado e do juro, lembrando que o próprio Banco Central indicou que irá observar o cenário relacionado à aprovação da reforma da Previdência, para voltar a reduzir a Selic.

O banco está também oferecendo nesse período uma geladeira de 240 litros de "presente", numa parceria com o Magazine Luiza, aos clientes que contratarem o empréstimo, de acordo Alejo. Uma campanha começa a ser veiculada nesta segunda-feira, no intervalo do Jornal Nacional, tendo a dona Luiza Trajano, dona do Magazine Luiza, como "garota propaganda".

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Exile on Wall Street

Felipe Miranda: Entre “O fim do Brasil —parte 2” e o começo da terceira via

Depois do desastre com o teto de gastos, o que podemos esperar de uma resolução que não envolva nem Lula nem Bolsonaro?

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: Suas definições de “responsabilidade fiscal” foram atualizadas

A temporada de resultados brasileira, que começou na última sexta-feira, segue hoje com EcoRodovias, EDP Brasil, Neoenergia e TIM, após o fechamento do mercado. Enquanto isso, ao longo do dia, o presidente Jair Bolsonaro deverá lançar o Programa de Crescimento Verde, indicativo positivo para a COP26 de novembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) retoma os US$ 63 mil após cair na sexta-feira e outras criptomoedas sobem até 10% hoje; confira

Destaque para a Solana (SOL), que vem apresentando resultados acima da média das dez principais moedas do mundo

UM OLHO NO GATO, OUTRO NO PEIXE

Como a encrencada Evergrande pretende se inspirar em Elon Musk para sair da draga

Depois de depositar dinheiro devido a credores externos, fundador fala em deixar em segundo plano os empreendimentos imobiliários para investir em setores considerados mais promissores

MERCADOS HOJE

Ibovespa tenta se recuperar do baque fiscal e abre a semana em alta de mais de 2%; dólar recua

Os investidores começam a semana ainda digerindo a confirmação do rompimento do teto de gastos, mas como a situação deixou de ser especulativa, abre espaço para uma recuperação do Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies