Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2019-10-14T14:37:37-03:00
TUDO QUE VAI MEXER COM SEU DINHEIRO HOJE

Mercado gritou ‘já ganhou’, mas jogo segue no 2º tempo

5 de agosto de 2019
11:08 - atualizado às 14:37
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Após um intervalo de três semanas, os parlamentares voltam do recesso para terminar o “segundo tempo” da partida da reforma da Previdência. Para quem esqueceu onde o jogo parou, os deputados aprovaram a proposta em primeiro turno e ela ainda precisa ser apreciada em segundo turno na Casa. Se passar de fase, segue para a “final” no Senado.

A bola ainda está rolando, mas o mercado gritou “já ganhou” quando o texto passou em primeiro turno. Se não der nenhuma zebra, o segundo turno na Câmara tende a ser mais fácil. Membros do governo e Rodrigo Maia apostam na votação na quarta-feira, mas ainda faltam detalhes para acertar antes de colocar o texto para votar de novo.

Para começar a semana, o Eduardo Campos traz uma análise sobre os próximos passos da reforma da Previdência na reta final da Câmara. Recomendo que você leia! Afinal, essa é uma das pautas mais importantes em discussão no país e que mexe com o bolso de todo mundo.

A Bula da Semana: mercados entre a guerra e a reforma

Com a turma de Brasília de “volta”, os mercados - que andavam reagindo mais aos tuítes de Donald Trump, decisões de bancos centrais e balanços das empresas - voltam a olhar com mais atenção para a cena política local. Além das notícias vindas de Brasília, os negócios locais devem ser influenciados pela disputa comercial e geopolítica entre Estados Unidos e China.

Na semana passada, Trump anunciou a implantação de tarifas de 10% sobre US$ 300 bilhões em produtos chineses importados. O país asiático já disse que irá retaliar, mas sem dar detalhes. A próxima rodada de negociação entre as duas maiores economias do mundo deve acontecer em setembro.

Nesta semana, há ainda a influência da divulgação da ata da última reunião do Copom. Para ter um panorama dos principais eventos que vão mexer com a bolsa nos próximos dias, acesse a edição semanal da Bula do Mercado. É um conteúdo gratuito, exclusivo para os leitores Premium. Para acessá-lo é preciso apenas fazer um cadastro aqui e indicar esta newsletter para cinco amigos. Os conteúdos serão liberados assim que eles aceitarem o convite.

Na sexta-feira, o Ibovespa subiu 0,54%, para 102.673,68 pontos, embora tenha acumulado baixa de 0,14% na semana. O dólar avançou 1,15% no dia, para R$ 3,8915. Na semana, a moeda acumulou alta de 3,15%. Consulte a Bula do Mercado para saber o que esperar de bolsa e dólar hoje.

Não para, não

A agitação segue na bolsa nesta semana com a temporada de balanços a todo vapor. Ao menos 19 companhias divulgam seus números até sexta-feira, entre elas Banco do Brasil, BRF, Braskem e a própria B3. Se você quer saber o que os analistas projetam para os principais indicadores, a Jasmine Olga reuniu os principais números aqui.

Encontro marcado com seus R$ 500

Saiu agora pela manhã o calendário da Caixa para o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e de cotas do PIS. Quem tem saldo no fundo poderá retirar até R$ 500 por conta entre setembro deste ano e março de 2020, conforme a data do aniversário do titular da conta. Confira o calendário completo.

Juro menor ainda

O mercado reduziu ainda mais sua projeção para a Selic após a última decisão do Copom, que trouxe um corte de 0,5 ponto na taxa, para 6%. O último boletim Focus, publicação semanal do Banco Central que reúne estimativas de economistas, traz a Selic em 5,25% no fim de 2019, abaixo dos 5,5% esperados na semana anterior. Confira também as projeções para PIB, câmbio e inflação.

De entregador de jornal a lenda dos mercados

Warren Buffett
No último domingo, o Seu Dinheiro trouxe o perfil de Warren Buffett. O oráculo de Omaha já foi entregador de jornais, vendeu Coca-Cola, assinatura de revistas e até bolas de golfe. Mas como ele conseguiu se tornar o terceiro homem mais rico do mundo? Conheça a trajetória do megainvestidor e aproveite suas lições de vida (e de negócios).

O perfil do Buffett é mais um conteúdo da série Rota do Bilhão, que conta a história dos 10 homens mais ricos do mundo. Você também pode ler novamente os outros perfis acessando nossa página especial.

Um grande abraço e ótima segunda-feira!

Agenda

Bancos Centrais
- BC: Boletim Focus

Indicadores
- HSBC: PMI Serviços/Composite
- EUA: IHS Markit: Índice dos gerentes de compra (PMI) composto (final) de julho
- EUA: ISM: Índice de atividade do setor de serviços de julho
- EUA: Conference Board: Índice de Tendência de Emprego de julho
- Secex: Balança comercial semanal

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

FECHAMENTO DA SEMANA

Ufa! Ibovespa avança quase 5% em semana de alta volatilidade, mas dólar vai a R$ 5,68

A PEC emergencial e a disparada dos títulos públicos norte-americanos monopolizaram o noticiário, pressionando o câmbio e a bolsa

Regime especial

STF forma maioria para manter sigilo das informações do programa de repatriação

A análise tem origem em uma ação proposta pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) em 2017.

Algo não agradou

Guedes vê perda estrutural em PEC do auxílio

O sentimento na equipe de Guedes foi de perda da possibilidade de acionamento dos gatilhos em caso de calamidade por mais dois anos seguintes

DIÁRIO DE BORDO

À procura de um porto seguro para seu dinheiro em tempos turbulentos no Brasil? Veja onde investir

Se “mar calmo nunca fez bom marinheiro”, o que aprendi nesses meus 25 anos de mercado financeiro é que em momentos de ruídos e turbulências precisamos ser ainda mais persistentes e consistentes em nossos investimentos.

Suspeita de crime

CVM confirma processo para investigar suposto ‘insider trading’ na Petrobras

A suspeita de que alguém pode ter lucrado R$ 18 milhões com o vazamento de informações sobre o que ocorreria na estatal vieram à tona no início da semana e mexeram com os ânimos do mercado.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies