Menu
2019-04-04T13:59:23-03:00
Estadão Conteúdo
Ruim pra todo mundo

Exaustão em contas públicas é notória em União, Estados e municípios, diz Marinho

Secretário especial de Previdência e Trabalho ressaltou que o buraco fiscal no Brasil pede uma reforma potente como a apresentada pelo governo

27 de março de 2019
11:37 - atualizado às 13:59
Deputado Rogério Marinho
Rogério Marinho - Imagem: PSDB/Divulgação

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, afirmou nesta quarta-feira, 27, que a "exaustão das contas públicas é notória" para justificar a necessidade de aprovação de uma reforma da Previdência robusta e com impacto fiscal significativo nos próximos anos.

Segundo ele, algumas pessoas comentam que a economia de ao menos R$ 1 trilhão almejada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, talvez seja um valor muito grande, mas ele ressaltou que o tamanho do buraco fiscal no Brasil pede uma reforma com essa potência.

"Sempre que o Brasil busca recursos emitindo dívida para suprir lacunas de despesas no Orçamento, aumentamos o serviço da dívida e pressionamos o Orçamento", disse ele. "Isso cada vez mais diminui a capacidade do governo de suprir necessidades da sociedade", acrescentou.

Para Marinho, diante da exaustão nas contas não só da União, mas também de Estados e municípios, há necessidade de "buscar sustentabilidade do sistema a médio e longo prazo".

O secretário participa nesta quarta-feira de audiência pública na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

disciplina fiscal

Candidatos, Lira e Pacheco criam ruído no mercado com possibilidade de prorrogação do auxílio

Pacheco falou em sacrificar algumas premissas econômicas para “poder manter alguma forma de socorro a essas pessoas”; Lira disse que tinha a impressão de mercado poderia aceitar a medida, estando dentro do teto

eu vejo uma alta

Sem forward guidance, pergunta agora é: quando a Selic vai subir?

Aceleração da inflação e riscos do lado fiscal levam analistas a estimarem que primeira alta virá antes que o esperado

mudança de governança

CEO da Copel sinaliza que interferências políticas são coisas do passado

Daniel Slaviero apresentou ao mercado os pilares que nortearão a nova política de governança corporativa da elétrica

em são paulo

Luciano Hang tem alta hospitalar após ser internado com covid-19

Mais cedo, ele realizou uma live na rede social, em que contou que permaneceu assintomático

após reclamações

C6 Bank é multado em R$ 7 milhões pelo Procon-SP por crédito consignado

Procon ressalta que recebeu reclamações de consumidores de todo o Estado, que disseram que foram surpreendidos com empréstimos consignados não solicitados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies