Menu
2019-09-20T15:22:07-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Cara nova

José Barroso Tostes Neto substitui Marcos Cintra como secretário da Receita

Tostes começou a trabalhar na Receita Federal em 1982 e também atuou como secretário de Fazenda do Pará de 2011 a 2015, durante o governo Simão Jatene

20 de setembro de 2019
12:27 - atualizado às 15:22
José Barroso Tostes Neto.
José Barroso Tostes Neto. - Imagem: Pedro França/Agência Senado

O Ministério da Economia confirmou na tarde de hoje (20) que José Barroso Tostes Neto será o novo secretário especial da Receita Federal. Ele substituirá Marcos Cintra, demitido do cargo na semana passada (11) após divergências dentro do governo sobre uma proposta de criação de um imposto nos moldes da CPMF.

Segundo o ministério, ele assumirá o cargo de secretário da Receita Federal depois de ser nomeado por decreto do presidente da República.

Tostes entrou na Receita Federal em 1982, como auditor fiscal. O auditor aposentado também já foi secretário de Fazenda do Pará de 2011 a 2015, durante o governo Simão Jatene, e atuava como consultor de Gestão Fiscal e Municipal do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Em 2018 chegou a concorrer à lista tríplice para o cargo de secretário da Receita do Sindifisco (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil).

Na semana passada, uma apresentação feita por um subordinado de Cintra contendo a proposta de criação de um imposto nos moldes da CPMF teria sido o motivador da dispensa.

Em seu Twitter, o presidente Jair Bolsonaro chegou a comentar a polêmica envolvendo a possível criação do imposto. Além de expor as razões para a exoneração de Cintra, Bolsonaro também negou que a CPMF faça parte dos planos do governo.

Na nota em que informou a demissão de Cintra, o ministério da Economia esclareceu que ainda não existe um projeto finalizado de reforma tributária. “A equipe econômica trabalha na formulação de um novo regime tributário para corrigir distorções, simplificar normas, reduzir custos, aliviar a carga tributária sobre as famílias e desonerar a folha de pagamento”.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

DIA DE DECISÃO

Sem surpresas, Copom eleva Selic para 3,5% ao ano

Essa é a segunda alta consecutiva da Selic em 0,75 ponto percentual — no começo do ano, a taxa de juros estava nas mínimas históricas, em 2% ao ano

FECHAMENTO

Dólar recua e bolsa sobe com mercado dando alta da Selic como certa e forte desempenho das siderúrgicas

No exterior, as bolsas operam sem um sinal único definido. Por aqui, os investidores aguardam a decisão do Copom

um viral que vale US$ 90 bi

Confira os 5 fatos que estão fazendo o Dogecoin subir (de novo) e passar a valer mais que a Petrobras

Valendo US$ 0,68 por unidade, o DOGE ficou próximo dos US$ 90 bilhões em valor de mercado

depois do gpa

Ações de Assaí ganham novo impulso após lucro da empresa dobrar; veja o que dizem os analistas

Lucro foi de R$ 240 milhões no primeiro trimestre, um pouco acima do esperado; mercado fala que há espaço para papéis subirem mais até o final do ano

Contribuintes atentos

Economia pede a Bolsonaro que vete o adiamento de prazo do Imposto de Renda para julho

A pasta argumenta que o novo adiamento impactaria a arrecadação da União e dos governos federais e poderia impedir até mesmo o pagamento de programas sociais de combate à pandemia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies