Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-09-11T18:11:41-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Acabou!

Bolsonaro enterra possibilidade de nova CPMF

Presidente Jair Bolsonaro diz que a recriação da CPMF ou aumento da carga tributária estão fora da reforma tributária por determinação dele

11 de setembro de 2019
17:55 - atualizado às 18:11
Bolsonaro IR
Ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente Jair Bolsonaro. - Imagem: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro, que se recupera de cirurgia em São Paulo, usou sua conta no “Twitter” para encerrar as discussões e desencontros envolvendo a possível criação de um imposto nos moldes da antiga CPMF.

O tuíte do presidente veio depois da exoneração do secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, depois da apresentação feita ontem, por subordinado dele, de uma proposta tratando de um imposto nos moldes da CPMF, que incidira sobre pagamentos e recebimentos.

A saída de Cintra, no entanto, não tinha acabado de vez com a história, já que o apoio a um imposto sobre transações financeiras sempre foi defendido pelo próprio ministro da Economia, Paulo Guedes.

Em nota sobre a exoneração de Cintra, o Ministério da Econômica tinha dito que não há um projeto de reforma tributária finalizado e que a proposta seria apresentada após aval de Guedes e de Bolsonaro.

Com o esse tuíte, Bolsonaro põe fim à questão, pois desautoriza a continuidade ou discussões envolvendo um imposto sobre movimentações financeiras, que vinha sendo defendido por Guedes como uma forma de reduzir o imposto sobre a folha de pagamentos, estimulando a criação de empregos.

Resta agora esperar qual será a postura de Guedes, que defende tem algum tempo essa modalidade de tributação como substituição e simplificação do modelo tributário atual.

Nesse episódio prevaleceu a "conta política", mesmo com Bolsonaro começando a mostrar alguma simpatia pelo tema. A CPMF sempre despertou raiva na população e tinha aberto espaço para ataques políticos contra Bolsonaro e ministros. Como falamos anteriormente, por mais que a equipe se esforçasse, dificilmente o tributo escaparia da relação com o antigo imposto do cheque e toda a ira que ele desperta.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

alto escalão

Fleury: CFO Fernando Leão renuncia ao cargo e será substituído por José Filippo

O Fleury informou que os dois executivos trabalharão juntos em um processo de transição estruturado que se terminará em dia 31 de agosto.

brumadinho

Sindicato recorre e indenização da Vale pode chegar a R$ 3 mi a cada morto em MG

Em nota, a Vale reiterou que está comprometida em indenizar as famílias das vítimas da tragédia de Brumadinho de “forma rápida e responsável”

A bolsa como ela é

3 pegadinhas em balanços de empresas da bolsa que você deve ficar de olho

Não precisa ser um Sherlock Holmes para avaliar os resultados de empresas listadas – embora o trabalho de analista guarde muitas semelhanças com o de um detetive

de olho na inovação

Amazon sinaliza interesse por criptomoedas em anúncio de emprego

Empresa procura “um líder de produto experiente para desenvolver a estratégia e o roadmap de produtos e moedas digitais

balanço em foco

Lucro da Hypera Pharma aumenta 18% no segundo trimestre

Cifra chegou a R$ 470,6 milhões no período; companhia obteve alta de 43,5% na receita líquida, a R$ 1,5 bilhão

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies