Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-07T18:45:38-03:00
Estadão Conteúdo
Mudanças no sistema tributário

Proposta de Cintra sobre contribuição patronal pode impactar reforma, diz Rolim

Cintra apresentou a ideia de criar um novo imposto sobre qualquer tipo de pagamento e, em compensação, fazer uma desoneração total e permanente dos tributos que as empresas pagam sobre a folha de pagamento

29 de abril de 2019
12:20 - atualizado às 18:45
O economista Marcos Cintra, secretário especial da Receita Federal do governo Bolsonaro e ex-presidente da Finep
Marcos Cintra, secretário especial da Receita Federal - Imagem: Pedro França/Agência Senado

O secretário de Previdência do Ministério da Economia, Leonardo Rolim, disse ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) que a proposta do secretário de Receita, Marcos Cintra, de eliminar a contribuição previdenciária sobre a folha de pagamento, pode impactar na discussão da reforma da Previdência. Ele ponderou, no entanto, que a equipe econômica ainda deve avaliar a ideia aventada por Cintra e que a estratégia cabe ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em entrevista ao Broadcast no início deste mês, Marcos Cintra apresentou a ideia de criar um novo imposto sobre qualquer tipo de pagamento e, em compensação, fazer uma desoneração total e permanente dos tributos que as empresas pagam sobre a folha de pagamento.

"Esse tema não é um tema que a gente deva conversar agora, até onde sei são estudos da Receita", disse Rolim, nesta segunda-feira, 29. "É possível que sim (que tenha impacto na discussão da reforma) porque trata do custeio da Previdência", declarou.

Ele lembrou que a medida enviada ao Congresso não aborda o custeio patronal, mas a situação do trabalhador, especialmente do regime geral.

Rolim declarou que não é possível afirmar qual seria o impacto da desoneração da folha no sistema de Previdência Social. "Não tenho como falar isso, até porque, é preciso entender do ministro qual é a estratégia, se vai apresentar agora ou se ainda é um estudo que não passou pela análise dele. A gente não sabe concretamente se vai avançar, quando vai avançar", disse, pontuando que a estratégia cabe ao ministro Paulo Guedes e ao presidente Jair Bolsonaro.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Dia de decisão

Ações da Oi (OIBR3) disparam mais de 45% em dez pregões; Anatel decide hoje sobre venda para Claro, TIM e Vivo; acompanhe

Ações sobem na expectativa para reunião da Anatel que avalia a venda da Oi Móvel para Claro, TIM e Vivo; acompanhe ao vivo o encontro que acontece às 10h

DE OLHO NA BOLSA

Esquenta dos mercados: Bolsas no exterior operam sem direção definida de olho na inflação dos EUA e Ibovespa mira em coletiva de Paulo Guedes hoje

Depois de recuperar força e encerrar aos 112 mil pontos ontem (27), a bolsa brasileira deve acompanhar a divulgação do resultado primário do governo e a coletiva do ministro da Economia

Sextou com o Ruy

Investindo em startups: empresas iniciantes podem trazer ganhos absurdos com uma grande tacada, mas ela precisa ser certeira

Antes destinado para milionários, hoje em dia já existe plataforma aberta para você investir em startups com grande potencial de valorização. E com aportes tão pequenos quanto R$ 1 mil.

Mais de 200 empresas

A temporada de resultados vem aí: confira o calendário de balanços do quarto trimestre de 2021

A temporada de resultados do quarto trimestre começa nesta terça (1º). Confira o calendário de balanços feito pelo Seu Dinheiro

OFERTA ADIADA

Por que Petrobras (PETR4) e Novonor decidiram suspender a venda bilionária de participação na Braskem (BRKM5)

As duas empresas adiaram a oferta que poderia movimentar mais de R$ 8 bilhões com a venda de até 154,9 milhões de ações da petroquímica

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies