Menu
2019-10-14T14:22:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Novo método

PT quer prévia entre partidos de centro-esquerda para escolher candidato a prefeito em SP

Sugestão foi apresentada pelo vereador Eduardo Suplicy em uma reunião dos diretórios zonais do PT de São Paulo

25 de junho de 2019
17:40 - atualizado às 14:22
Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente do Brasil
Imagem: Shutterstock

O PT de São Paulo discute internamente abrir negociação com os demais partidos de centro-esquerda (PSB, PDT, PSOL e PCdoB) a indicação de um candidato único à Prefeitura de São Paulo. A ideia é reunir os partidos em torno de um programa comum e, a partir disso, escolher o candidato por meio de prévias que envolveriam todos as legendas.

A sugestão foi apresentada pelo vereador Eduardo Suplicy em uma reunião dos diretórios zonais do PT de São Paulo, cerca de duas semanas atrás, e ganhou o apoio de outras lideranças petistas como o deputado Carlos Zarattini (PT-SP), um dos pré-candidatos do partido à sucessão de Bruno Covas (PSDB).

"Primeiro os partidos discutem um programa para a cidade. Depois chegam a um acordo para a escolha do nome permitindo que todos partidos apresentem nomes. Pode ser uma prévia ou uma consulta", disse Zarattini. "É claro que o PT teria mais vantagem por causa do tamanho e da força, mas não podemos fechar a porta".

Além dele, outros dois nomes se colocam como pré-candidatos no PT: o deputado Paulo Teixeira e o ex-deputado Jilmar Tatto. Em reunião realizada na semana passada, o Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) do PT nacional avaliou que nenhum dos três tem chances reais de vencer a eleição.

Outros nomes como o do ex-ministro Aloizio Mercadante e da professora Ana Estela Haddad, mulher do ex-prefeito Fernando Haddad, foram sondados mas se recusaram. O próprio Haddad foi citado pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann, como possível candidato, mas tem dito que não vai concorrer.

A falta de nomes competitivos fez com que dirigentes do PT cogitassem a possibilidade de o partido pela primeira vez em sua história não lançar candidato próprio à prefeitura da maior cidade do Brasil, governada três vezes pela legenda.

Lideranças próximas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendem que o PT apoie o ex-governador Marcio França (PSB). Forças ligadas à Gleisi preferem Guilherme Boulos (PSOL).

Zarattini negou que o PT não tenha nomes competitivos para disputar a prefeitura. "O PT tem nome. Queremos a unidade e queremos um programa comum", disse ele.

A proposta de prévias entre os cinco partidos é vista com ceticismo entre os aliados. Todos eles já têm estratégias avançadas para a disputa municipal do ano que vem. O PCdoB deve lançar candidato próprio (a ex-vice-prefeita Nadia Campeão ou o deputado Orlando Silva) como parte da tática para vencer a cláusula de barreira. O PSOL deve lançar Boulos e o PSB, França, que teve grande votação na capital paulista na disputa pelo governo. E o PDT tenta convencer a deputada Tábata Amaral, um dos destaques da nova legislatura, a concorrer pelo partido.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

óleo quente

Na frigideira, André Brandão deve deixar comando do Banco do Brasil

Notícias na mídia apontam nomes que podem substituir atual presidente do banco, que entrou em rota de colisão com Bolsonaro

BOA NOTÍCIA

Saúde assina intenção de compra de vacinas da Pfizer e da Janssen

Governo quer comprar sem licitação 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer e de 38 milhões da vacina da Janssen

Esquenta dos Mercados

Ibovespa futuro aponta para abertura positiva com avanço de PEC emergencial no Senado

Descolado do exterior, o Ibovespa deve abrir em alta, mas para quem viveu o pregão de ontem, tudo pode acontecer

ilegal

Suspeita de insider da Petrobras já estava no radar da B3

Transações com papéis da empresa com aparência de uso de informação privilegiada deram a um investidor lucro de R$ 18 milhões

Caixa vai seguir adiante com venda de ações ordinárias do Banco Pan

Banco Pan protocola pedido de registro de oferta pública de distribuição secundária das ações detidas pela CaixaPar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies