Menu
2019-04-18T13:34:33-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
o debate continua

Reforma diluída não refletirá crescimento no PIB, diz secretário do Tesouro

Mansueto Almeida falou para uma plateia de empresários e investidores franceses no Brasil, em evento da Câmara de Comércio França-Brasil, em São Paulo

18 de abril de 2019
13:34
Previdência Social,Reforma da Previdência
"O debate pra valer da Previdência, de méritos, começa agora na Comissão Especial", afirmou o secretário do Tesouro.

Caso a reforma da Previdência seja desidratada, não haverá crescimento esperado para o Produto Interno Bruto (PIB), diz o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida.

Ele falou a uma plateia de empresários e investidores franceses no Brasil, em evento da Câmara de Comércio França-Brasil, em São Paulo.

Para Almeida, a reforma vai ser aprovada. A questão é qual será o tamanho da economia — o que vai depender da base que o governo construir para passar o projeto."O debate pra valer da Previdência, de méritos, começa agora na Comissão Especial", afirmou.

Segundo o secretário, a Previdência contribuirá também para reduzir o crédito direcionado na economia. "A redução do crédito direcionado é uma medida interessante já que ele contribui para diminuir a potência da política monetária. Mas isso se daria num cenário em que junto com a aprovação das reformas, em especial da Previdência, consolidando o quadro de juros nominais baixos", resumiu.

Na verdade, de acordo com Mansueto, "a gente já está em um cenário muito diferente de juros. Hoje, quando o mercado fala em aumento de juro, fala em 7,5%, 8%. Ninguém mais fala em Selic de 10%, 11%".

"Então se aprovarmos a reforma e consolidarmos o cenário de juros baixos, naturalmente o mercado será aberto para várias outras coisas [investimentos] sem precisar de muito crédito direcionado", afirmou o secretário.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

LIÇÕES DO PAI RICO, PAI POBRE

Você está cometendo esses erros nos seus investimentos?

Milhões de pessoas perderam trilhões de dólares porque violaram as leis da natureza. Uma das principais leis ou princípios que elas violaram é a Lei de Newton: para cada ação, há uma reação igual em direção oposta

Alguém anotou a placa?

Coronavírus derrubou quase tudo em fevereiro; só o dólar e uma parte da renda fixa se salvaram

Entre mortos e feridos, salvaram-se poucos; dólar disparou, bolsa desabou, e até alguns títulos de renda fixa tiveram desempenho negativo no mês.

Dinheiro no bolso

Banco do Brasil aprova pagamento de R$ 517,4 milhões em juros sobre capital próprio

Total a ser pago, relativo ao primeiro trimestre de 2020, equivale a R$ 0,1814 por ação

Seu Dinheiro na sua noite

O que nós fizemos depois da queda da bolsa

Eu sei que assistir de braços cruzados à forte queda das ações em meio à completa falta de clareza sobre os impactos do coronavírus nos investimentos é difícil. Mas foi exatamente o que nós aqui do Seu Dinheiro fizemos. Bem, não ficamos exatamente de braços cruzados. Acompanhamos de perto todos os desdobramentos deste momento delicado […]

Perdas generalizadas

Coronavírus derruba o mercado e faz o Ibovespa cair 8,43% em fevereiro, o pior mês desde maio de 2018

O coronavírus se espalhou pelo mundo e trouxe uma enorme onda de aversão ao risco às bolsas. Como resultado, o Ibovespa desabou em fevereiro e o dólar à vista renovou as máximas, flertando com o nível de R$ 4,50

Pensando nas taxas

Goldman Sachs prevê 3 cortes de juros pelo Fed até junho com coronavírus

Primeira redução seria de 0,25 ponto já na reunião do próximo do comitê, marcada para os dias 17 e 18 de março

Polêmica em Brasília

Presidente do Senado convoca sessão para votar vetos do Orçamento impositivo

Projeto obriga o governo a pagar todas as emendas parlamentares neste ano

BC dos EUA

FED: fundamentos da economia continuam sólidos, mas coronavírus representa risco

Declaração foi dada pelo presidente do FED, Jerome Powell, em comunicado divulgado nesta sexta-feira

REAL DESVALORIZADO

Real está no topo da lista das moedas de emergentes com maior queda desde janeiro

Segundo o levantamento, o real está atrás até mesmo de moedas como o Rand Sul-africano (ZAR) e o peso colombiano (COP). Mas o movimento de depreciação de moedas emergentes em relação ao dólar não é único no Brasil

Ouça o que bombou na semana

Podcast Touros e Ursos: Como navegar as águas turbulentas do mercado?

O surto de coronavírus pegou os mercados em cheio, provocando enormes perdas ao Ibovespa e fazendo o dólar disparar rumo a novas máximas. Nesse cenário, nossos repórteres discutem como se comportar em meio ao tsunami de notícias negativas e proteger seus investimentos. Confira os destaques da semana: O coronavírus chegou com tudo aos mercados Dólar […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements