🔴 03/06 – ‘GATILHO’ PARA BUSCAR ATÉ R$ 2 MILHÕES COM CRIPTOMOEDAS PODE SER DISPARADO – SAVE THE DATE

Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Investimentos

RB Capital lança plataforma de investimentos que já nasce com R$ 1,1 bilhão

Empresa tem mais de 20 anos no mercado e aposta na reputação conquistada junto aos investidores profissionais para atrair a pessoa física

Eduardo Campos
Eduardo Campos
11 de abril de 2019
5:02 - atualizado às 11:55
Investimentos; moedas
Investimentos: Imagem: Shutterstock

O investidor pessoa física conta com mais uma opção de plataforma para realizar seus investimentos em renda fixa, renda variável, fundos, ações e Tesouro Direto. A RB Capital, que tem 20 anos no mercado e mais de R$ 35 bilhões em produtos financeiros emitidos, lançou a RB Investimentos.

Como a oferta de plataformas abertas é crescente, a pergunta que surge, naturalmente, é o que essa plataforma tem ou terá de diferente das demais concorrentes, como XP, Órama, Easyinvest e outras.

Ninguém melhor para responder do que a própria empresa e foi sobre isso que conversei com sócio-diretor da RB Investimentos, Adalbero Cavalcanti.

“Pegamos a nossa história, o fato de estarmos no mercado há tanto tempo. Para nós, essa reputação que construímos é um diferencial”, afirma.

Segundo Cavalcanti, o nome RB Capital é muito presente entre os investidores qualificados e profissionais, pois ao longo dos anos de atuação, esse público já teve bastante contato com a empresa e seus produtos de securitização, CRIs, fundos imobiliários, debentures entre outros.

Esse público, explica Cavalcanti, têm uma preocupação com quem são as pessoas que estão sustentando a plataforma, com a história, a reputação, para onde o dinheiro está sendo enviado.

“O investidor em geral não tem essa percepção de risco que vai além do produto, como governança, compliance, reputação”, afirma.

Sinal da confiança na RB Capital é que a plataforma nasce “bem formada”, segundo Cavalcanti, com cerca de R$ 1,1 bilhão em ativos e quase mil clientes, que chegaram por meio de parcerias com agentes autônomos, gestores, family offices e consultores, que se dispuseram a participam do projeto quando souberem dele.

“Não somos uma startup ou algo que está saindo do zero. Isso é importante para a gente, pois antes de lançar, já ter esse reconhecimento todo de parceiros é muito importante. É um carimbo de estar acreditando na plataforma que estamos desenvolvendo”, avalia.

Esse bom relacionamento com os agentes que prestam serviço para pessoas físicas e precisam de plataforma e produtos é um ponto que a empresa vai explorar para perseguir a meta de conseguir entre R$ 30 bilhões a R$ 40 bilhões dentro de cinco anos.

A plataforma é aberta e já conta com cerca de 40 fundos de 20 gestores e emissores bancários diferentes. Até o fim do mês, operações de Tesouro Direto estarão disponíveis e, em maio, deve começar a funcionar o “Home Broker”, cobrindo ações, derivativos e fundos imobiliários, setor no qual a RB também atua. Não há cobrança de custódia ou custo para abertura de conta.

Investidor quer e precisa de um bom produto

“No fim do dia, o investidor quer que o dinheiro dele renda o máximo possível dentro do seu perfil de risco. E para fazer o dinheiro dele render, a solução é o produto”, diz Cavalcanti.

Segundo Cavalcanti, ao observar as demais plataformas e suas grades de produtos há uma intersecção muito grande, coisa de 90% ou mais são praticamente a mesma coisa, os mesmos gestores, mesmas ofertas, mesmos emissores bancários.

“Queremos pegar o que fizemos esse tempo todo e oferecer para investidores e parceiros produtos realmente diferenciados, produtos que só nós temos, pois originamos, estruturamos e distribuímos há bastante tempo. Queremos sim nos diferenciar via produto, o que o investidor quer e precisa é de um bom produto”, afirma.

A RB Investimentos também conta com uma mesa de mercado secundário muito ativa, mas pelas regras em vigor esses produtos seguem restritos aos investidores qualificados (aqueles com mais de R$ 1 milhão).

Educação financeira

Segundo Cavalcanti, a importância da governança e compliance das plataformas de investimento é pouco comunicada para o investidor pessoa física. Assim, haverá um esforço na criação de conteúdos para reforçar esse ponto.

Com a evolução do mercado e com as pessoas físicas se educando cada vez mais, a expectativa de Cavalcanti é que os investidores de varejo enxerguem os riscos por trás dos produtos.

“Todas as empresas de educação financeira dificilmente falam sobre isso, elas falam, geralmente sobre rentabilidade e produto, mas falta um pouco dessa parte. Vamos trabalhar muito isso. Queremos que a percepção de risco dos investidores com relação à RB seja a menor possível”, conclui.

Compartilhe

Exclusivo Seu Dinheiro

Até 1.000% de alta no longo prazo: saiba qual é a criptomoeda que pode subir exponencialmente com o The Merge de Ethereum

4 de setembro de 2022 - 10:00

Atualização histórica de Ethereum será concluída no próximo dia 15 de setembro, trazendo mais eficiência à rede e crescimento para cripto que está entre as principais do mundo

A XERIFE ESTÁ DE OLHO

Fintwit sob investigação: CVM aumenta fiscalização sobre influenciadores de investimentos nas redes sociais

2 de setembro de 2022 - 10:48

Com um aumento intenso de postagens de dicas relativas a investimentos na bolsa de valores no Twitter, a CVM abriu uma investigação acerca do universo da Fintwit

Balanço do mês

Bolsa e fundos imobiliários passam por virada em agosto e ficam entre os melhores investimentos do mês; bitcoin volta para a lanterna

31 de agosto de 2022 - 19:49

Primeiro lugar, no entanto, ficou com os títulos prefixados, beneficiados pela perspectiva de que a taxa Selic finalmente deve parar de subir

SEXTOU COM O RUY

Você é um pequeno investidor? Descubra as vantagens que você tem sobre o resto do mercado e ainda não sabia

19 de agosto de 2022 - 6:40

Investidores institucionais muitas vezes são obrigados a abrir mão de oportunidades das quais nós, pequenos investidores, podemos obter ganhos vultosos

MATCH POINT

Serena Williams, das quadras para o mundo dos investimentos, traz boas lições para quem quer planejar a transição de carreira

10 de agosto de 2022 - 17:10

A atleta se dividia entre as quadras de tênis e o mundo dos investimentos nos últimos seis anos; ela ainda deve disputar o torneio US Open antes de se dedicar integralmente à atividade de empresária e investidora

FII do mês

Dupla de FIIs de logística domina lista dos fundos imobiliários mais recomendados para agosto; confira os favoritos de 10 corretoras

8 de agosto de 2022 - 11:01

Os analistas buscaram as oportunidades escondidas em todos os segmentos de FIIs e encontraram na logística os candidatos ideais para quem quer um show de desempenho

Expert XP 2022

Clima de eleições embala grande reencontro do mercado financeiro na Expert XP – e traz um dilema sobre o governo Bolsonaro

5 de agosto de 2022 - 13:08

Com ingressos esgotados, a Expert XP 2022 não pôde fugir do debate entre Lula e Bolsonaro, mas esqueceu-se da terceira via

A hora e a vez da renda fixa

Onde os brasileiros investem: CDBs ultrapassam ações no 1º semestre, e valor investido em LCIs e LCAs dispara

2 de agosto de 2022 - 18:40

Volume investido em CDBs pelas pessoas físicas superou o valor alocado em ações no período; puxado pelo varejo, volume aplicado por CPFs cresceu 2,8% no período, totalizando R$ 4,6 trilhões

BALANÇO DO MÊS

Bitcoin e Ibovespa têm as maiores altas do mês e reduzem as perdas no ano; veja o ranking completo dos melhores investimentos de julho

29 de julho de 2022 - 19:10

Neste início de semestre, os humilhados foram exaltados, o dólar deu algum alívio, mas os títulos públicos atrelados à inflação continuaram apanhando

MULTIMERCADOS

Bolsa, juros, dólar ou commodities: o que comprar e o que vender segundo duas das principais gestoras de fundos brasileiras

26 de julho de 2022 - 20:59

Especialistas da Kinea e da Legacy Capital participaram do primeiro painel da Semana da Previdência da Vitreo e contaram suas visões para o cenário macroeconômico e os ativos de risco nos próximos meses

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar