Menu
2019-10-08T14:22:07-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
olho na estatal

Após superar revés, Petrobras inicia oferta de R$ 3 bilhões em debêntures

CVM chegou a suspender oferta; Remuneração ficou definida em 3,60% ao ano na primeira série e 3,90% ao ano na segunda, com atualização monetária

8 de outubro de 2019
13:05 - atualizado às 14:22
Sede da Petrobras, no Rio de Janeiro
Sede da Petrobras, no Rio de Janeiro - Imagem: Shutterstock

A Petrobras começou nesta terça-feira, 8, uma oferta pública de distribuição de R$ 3 bilhões em debêntures -  considerando os lotes adicionais. Esse é a sétima emissão feita pela companhia.

As debêntures são títulos de dívida emitidos por empresas para investidores no mercado de capitais. Ou seja, trata-se de uma forma alternativa de captação de recursos além dos tradicionais empréstimos bancários.

No caso dessa oferta da Petrobras, cada debênture vale R$ 1 mil. A remuneração ficou definida em 3,60% ao ano na primeira série e 3,90% ao ano na segunda, com atualização monetária.

O vencimento da primeira série será em 15 de setembro de 2029 e da segunda série em 15 de setembro de 2034. Segundo a empresa, os recursos serão utilizados no programa de exploração e desenvolvimento da produção de campos da cessão onerosa.

A sétima emissão de debêntures chegou a ser suspensa após declarações na mídia da diretora de Relações com Investidores da Petrobras, Andrea Almeida. Na ocasião, Almeida havia concedido uma entrevista para a XP Investimentos, uma das coordenadoras da oferta de debêntures.

Mas em 12 de setembro a própria autarquia revogou o bloqueio, após a Petrobras retirar a entrevista da diretora do ar e divulgar um comunicado ao mercado reforçando que o processo de esttomada de decisão de investimento e participação na oferta seria baseado nas informações constantes dos Prospectos e do Formulário de Referência.

Nesta terça-feira, 8, as ações ordinárias da estatal PETR3 eram negociadas a R$ 28,59, numa alta de 0,63%. Veja nossa cobertura de mercados. 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

PREÇOS EM ALTA

IGP-M sobe 3,28% em novembro e fica acima das estimativas

Índice referência para reajuste de contratos de aluguel acelera ante leitura de outubro e acumula alta de 21,97% no ano, diz FGV

Esquenta dos mercados

Tensão com vacina e otimismo com dados chineses se chocam; investidores locais monitoram IGP-M

O cenário de cautela e otimismo se chocam no exterior. De um lado, a China parece se recuperar do coronavírus, de outro, a pandemia ainda parece longe de um fim. Com feriado nos Estados Unidos, liquidez deve seguir baixa

capítulo final

Acionistas da Klabin aprovam acordo para encerrar pagamentos para uso da marca

Dona da marca que dá nome à empresa, Sogemar será incorporada, em acordo que envolve repasse de ações

NÚMEROS DA PANDEMIA

Covid-19: Brasil tem 171 mil mortes e 6,2 milhões de casos acumulados

Nas últimas 24 horas foram apurados 37.614 diagnósticos positivos para a doença e 691 óbitos, diz Ministério da Saúde

setor em crescimento

Magalu, Via Varejo ou B2W: quem ganha na disputa pelas vendas na Black Friday?

As três gigantes do comércio eletrônico devem crescer forte na Black Friday da quarentena, depois de um ano marcado pelo avanço do online

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies