Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-26T11:49:10-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Fintech

Nubank pode valer mais de US$ 10 bilhões em nova rodada de investimento

Dono do cobiçado cartão de crédito roxo, Nubank pretende levantar US$ 400 milhões de investidores, segundo o jornal americano “The Wall Street Journal”

26 de julho de 2019
11:25 - atualizado às 11:49
Cartão e aplicativo do Nubank
Cartão e aplicativo do Nubank - Imagem: Shutterstock

O Nubank pode ser avaliado em mais de US$ 10 bilhões – equivalente a R$ 37 bilhões, no câmbio de hoje – em uma nova rodada de captação em que a empresa dona do cobiçado cartão de crédito roxo pretende levantar US$ 400 milhões. As informações são do "The Wall Street Journal".

O investimento na empresa de tecnologia financeira (fintech) é liderado pelo fundo TCV, que já investiu em empresas como Airbnb e LinkedIn, junto com o GIC, fundo soberano de Cingapura. Os atuais investidores do Nubank também devem participar da nova captação, ainda segundo o jornal americano.

Se confirmado o aporte e a avaliação, a empresa passará a valer mais que fintechs brasileiras badaladas, como a empresa de maquininhas Stone, que abriu o capital no ano passado na bolsa americana Nasdaq e hoje vale pouco menos de US$ 10 bilhões.

No fim do mês passado, a fintech anunciou que atingiu a marca de 10 milhões de clientes. A empresa anunciou recentemente a entrada no segmento de pequenas empresas. Apesar do forte crescimento, a empresa nunca deu lucro. No primeiro trimestre deste ano, registrou prejuízo de R$ 50,6 milhões.

Outros investimentos

A última rodada de investimento aconteceu em outubro do ano passado e foi liderada pela chinesa Tencent. Na ocasião, a empresa investiu US$ 180 milhões e avaliou a fintech em US$ 4 bilhões. Além dos chineses, a companhia tem entre os sócios investidores conhecidos do mundo de tecnologia como DST Global, Sequoia e Redpoint.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O melhor do Seu Dinheiro

Nem tudo é terra arrasada pela alta dos juros, o mercado pós-Copom e outros destaques do dia

O aperto monetário ressuscitou a renda fixa, com alguns CDBs voltando a pagar taxas de 1% ao mês ou mais.

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje?: Unidos do Aperto Monetário… Nota… Dez!

Como se não bastasse ter que se preocupar com os resultados de Vale e Petrobras, que juntas representam mais de 20% do Ibovespa, ainda teremos que digerir a alta de 150 pontos-base da Selic

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: bolsa deve refletir taxa de juros mais alta em dia de leitura do PIB dos EUA

A agenda de balanços conta com Petrobras e Vale, enquanto o exterior deve sentir cautela antes da inflação nos EUA amanhã

NA DÚVIDA, ADIA

No restabelecimento da presença obrigatória em Brasília, governo fica sem quorum e retira PEC dos Precatórios

Nova tentativa de votação é esperada para hoje, mas o temor de que não haja deputados em quantidade suficiente para a aprovação persiste

Décimo Andar

Meu principal fundo imobiliário para capturar a retomada dos escritórios é um legítimo FII de lajes corporativas triple A

Fundo dispõe de um dos melhores portfólios – se não o melhor – de lajes corporativas do mercado e seus ativos apresentam bastante qualidade técnica e ótimas localizações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies