Menu
2019-11-02T14:45:07-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
segurança é tudo

De usuário do Nubank ao de bancão: 5 dicas para cuidar do seu dinheiro online

Comportamento online também reflete a maneira como você lida com o próprio dinheiro; aqui vão cinco dicas para você não colocar o seu dinheiro em risco

2 de novembro de 2019
14:21 - atualizado às 14:45
segurança digital dinheiro
Imagem: Shutterstock

Usuários de bancos digitais como Nubank ou Inter tem ao menos uma coisa em comum com quem possui conta num bancão tradicional: precisa tomar cuidado na hora de usar a internet. O comportamento online também reflete a maneira como você lidar com o próprio dinheiro.

A segurança digital é uma preocupação que todo mundo deveria ter. Afinal, um descuido ou falta de informação pode fazer com que alguns valores saiam pelo ralo.

Mas, afinal, o que o você, sendo correntista do Nubank ou de um bancão precisa fazer? Aqui vão algumas dicas de cuidados que você deve tomar ao usar a internet para não perder dinheiro. As informações são do site Business Insider.

1. O cuidado com a senha

Mesmo que seu banco não seja nativamente digital, ele certamente usa tecnologia de segurança digital. Ou seja, fornece conexão segura ao seu navegador usando SSL (Secure Sockets Layer), práticas de segurança fortes em seus datacenters, entre outras ferramentas.

A instituição que te fornece o serviço financeiro tem um certo nível de segurança para cuidar o seu dinheiro. No entanto, de adiantam os sistemas do banco, se você não fornecer, no mínimo, uma senha de qualidade.

Mas o que é, afinal uma senha segurança? Para começar, a combinação de letras e/ou números para acessar a sua conta do Nubank, Bradesco e similares precisa ser exclusiva. É um hábito comum as pessoas adotarem as mesmas combinações de contas em diferentes tipos de serviço, por uma questão de praticidade. Mas é um barato que pode sair caro.

Empresas que não lidam com seu dinheiro são invadidas com certa frequência. Se você usa um serviço online cuja senha é a mesma de suas contas no banco. Isso significa que uma invasão em um site aleatório pode ser o suficiente para ter acesso a determinadas informações financeiras.

A dica é usar um gerenciador de senhas, como LastPass e Dashlane, por exemplo, para criar uma combinação de caracteres forte, aleatória e exclusiva para cada site e aplicativo. Seu dinheiro pode estar mais seguro dessa forma.

2. Sistemas atualizados

Pode ser chato ter de ocupar mais memória no celular ou computador para uma atualização que parece aleatória. Mas, acredite, ela pode ser necessária. Por isso, quando surgir uma notificação do seu telefone ou computador de que há uma atualização disponível, atualize imediatamente.

As atualizações podem trazer novos recursos ou alterar a vida útil da bateria, mas geralmente também vêm com uma série de correções de bugs e melhorias de segurança. A dica também é válida para aplicativos e programas instalados em seu dispositivo.

Um aplicativo ou programa malicioso pode visualizar a tele de seu dispositivo, registrar suas senhas e entrar em suas contas.

É possível tornar o cuidado com seu dinheiro mais fácil nesse sentido: defina as atualizações como automáticas.

3. Antivírus e programa de firewall

Usar um antivírus é um comportamento básico que se ouve como necessário desde os primórdios do uso do computador pessoal. Mas a verdade é que hoje tem muita gente não protegida suficientemente online ou simplesmente desprotegida - o que, é claro, pode impactar no seu dinheiro.

Antivírus e firewalls de marcas reconhecidas ajudam a manter seus dispositivos protegidos contra a maioria das ameaças. Usuários do Windows têm programas internos à disposição para lidar com a verificação de vírus e as necessidades de firewall sem pagar por uma ferramenta extra de terceiros.

Mas há também opções no mercado para quem se sente desprotegido com os programas de configuração padrão, como o McAfee, Norton, Bitdefender ou Kaspersky. Usuários de Mac também precisa de proteção contra vírus. Avast, Sophos e Norton são algumas das marcas reconhecidas no mercado.

Para proteger o próprio smartphone ou tablet, sendo Android ou iOS, vale fazer a mesma busca por ferramentas reconhecidas no mercado. Em geral, aqueles que oferecem proteção aos computadores pessoais, também disponibilizam produtos de proteção para dispositivos móveis.

4. VPN em wi-fi público

Nos últimos anos, estabelecimentos como cafés, aeroportos, bibliotecas tornaram a disponibilização de uma rede wi-fi um serviço básico. Esses espaço afinal hoje são o tipo de lugar que as pessoas usam para trabalhar, estudar, navegar na internet ou fazer coisas práticas, como consultar o aplicativo do Nubank, Bradesco, entre outros.

Mas essa é uma outra praticidade que exige cuidado redobrado. Redes públicas podem colocar você em risco de espionagem digital. Por isso, é preciso manter qualquer ameaça afastada com uma rede virtual privada (VPN) de qualidade no seu dispositivo.

Uma VPN cria um caminho seguro entre o seu computador/telefone e um servidor remoto. Com essa ferramenta, todo o tráfego da internet entre o servidor e o dispositivo é criptografado. Nem mesmo o provedor de serviços de internet pode ler o conteúdo com uma VPN no local.

5.  Olho nos links

Mesmo com excelentes antivírus e os aplicativos anti-malware instalados, o usuário pode por seus dados e seu dinheiro em risco ao clicar em links maliciosos em e-mails. Phishing e spam são uma das principais maneiras pelas quais os hackers obtêm acesso a um computador.

Basta um link equivocado para o um site ter uma chance de instalar um malware sem o conhecimento do usuário. De repente e sem aviso, suas senhas e informações da conta podem cair nas mãos erradas.

A dica básica esse problema é: se você não conhece a pessoa do outro lado do email ou ela parece suspeita, não clique no link. Toda a atenção nunca é demais.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

em meio à crise

GPA tem alta de 150% no lucro, com melhora operacional no Brasil

Cifra atingiu R$ 386 milhões; Assaí apresentou faturamento de R$ 10,1 bilhões, incremento de R$ 2,5 bilhões contra o ano anterior

Números fortes

Vale tem lucro líquido de US$ 2,9 bilhões no 3º tri, alta de 76% na comparação anual

Lucro líquido cresceu quase 76% em relação ao terceiro trimestre do ano passado; Ebitda ajustado chegou a mais de US$ 6 bilhões

Análise

O mercado trucou, e o Banco Central mandou descer ao bancar juro baixo

Emparedado pelo repique da inflação e pelo aumento do risco fiscal, o BC foi inflexível e sustentou o “forward guidance”, a sinalização de que a Selic permanecerá baixa por um longo período

Acelerou

Bolsonaro assina sanção da lei que prorroga incentivos para setor automotivo

A sanção do projeto, assinada por Bolsonaro, deve ser publicada até esta quinta-feira, 29, no Diário Oficial da União (DOU).

o pior já passou?

Petrobras tem prejuízo de R$ 1,5 bilhão no terceiro trimestre, com adesão a anistias tributárias

Analistas esperavam prejuízo de R$ 4,15 bilhões; após baixa com a pandemia, estatal aumentou a participação de mercado e manteve um patamar alto de exportações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies