Menu
2019-06-16T11:34:11-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Seu dinheiro no domingo

O mercado sempre oscila entre o cenário perfeito e o desesperador. Saber onde estamos é o segredo para ganhar dinheiro

Se a percepção prevalente no mercado é de que as coisas só podem melhorar, o investidor deve encarar isso com cautela

16 de junho de 2019
11:34
touro e urso: bull market vs. bear market
Imagem: Shutterstock

A inspiração para essa conversa de domingo vem do último “memo” de Howard Marks, que tem como mote as quatro palavras mais temidas no mundo dos investimentos: "Desta vez é diferente".

Já falei de Marks em outras ocasiões, mas para resumir, sua casa de gestão, a Oaktree, tem mais de US$ 120 bilhões sob gestão, e é conhecida pela capacidade de ler os ciclos econômicos e antecipar crises como as de 2000 e 2008. Além de enxergar as grandes oportunidades quando o mundo dos investimentos parece completamente sem esperança.

Nesse último memo, Marks avalia alguns fenômenos que estão acontecendo na economia americana e que parecem trazer a sensação de que teremos crescimento econômico com juro baixo e inflação controlada para sempre, mesmo com uma explosão no endividamento da economia americana.

Vou deixar as avaliações sobre esse tema para depois e tentar fazer a ponte entre o que escreveu Marks com o nosso cenário local.

Por aqui, impera um certo otimismo do mercado, embora os dados econômicos estejam piores a cada dia. Parece haver uma aposta que “desta vez é diferente”, buscando respaldo na ideia de que a mudança de orientação do governo para um modelo liberal vai inaugurar um grande ciclo de riqueza e prosperidade.

Desta vez pode ser mesmo diferente, mas não temos como saber até chegarmos lá.

De fato, lembra Marks, citando outra lenda dos investimentos, John Templeton, em 20% das vezes as pessoas estão certas em dizer “desta vez é diferente” e em alguns segmentos da economia, como tecnologia, o percentual pode ser ainda maior.

O ponto para o qual Marks quer chamar a atenção é que se a percepção prevalente do mercado é de que as coisas só podem melhorar, o investidor deve encarar isso com cautela.

No mercado não existe meio termo: as percepções são de cenário “perfeito” ou “desesperador”.

Segundo Marks, quando o “desta vez é diferente” predomina no mercado, o pêndulo está no “perfeito” e quando ele mudar para “desesperador”, e isso é inevitável, o resultado será sofrimento para o investidor. Sofrimento aqui não só financeiro, mas físico também. Perder dinheiro doí de verdade.

“Os melhores investimentos são feitos, geralmente, em tempos de medo e desespero. Isso é quase impossível de acontecer quando os investidores estão alegremente ignorando as limitações do passado com a frase 'desta vez é diferente'”.

A ideia que Marks tenta sempre transmitir é de que a história não se repete, mas rima (máxima atribuída a Mark Twain). Assim, é importante que o investidor se mantenha ligado aos acontecimentos do presente, que podem modelar o futuro. “Mas é essencial que o investidor não esqueça, por completo, as lições do passado.”

Para fechar, deixo aqui algo que Marks avalia como indispensável para qualquer um que quer ter sucesso nos investimentos: os três estágios de um Bull Market (mercado touro, ou mercado de alta).

  • No primeiro estágio, apenas umas poucas pessoas começam a acreditar que as coisas vão melhorar
  • No segundo estágio, a maioria dos investidores se dão conta de que as melhoras já estão acontecendo
  • No terceiro estágio, todo mundo chega à conclusão de que as coisas só podem melhorar e para sempre

Bom, não preciso nem dizer em qual estágio está a melhor oportunidade de ganhar dinheiro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Renovação do Conselho

Comitê interno da Petrobras desaprova dois nomes indicados ao Conselho

Indicados foram considerados inaptos pelo Comitê de Pessoas por terem atuado em empresas com relação direta com a estatal nos últimos três anos

ESTRADA DO FUTURO

A equação do e-commerce: onde estamos investindo quando o assunto é varejo

O varejo é grande demais para exista um tipo de “vencedor leva tudo”. Na geração de demanda é a mesma coisa. Todos estão crescendo como derivada de uma tendência maior, que é o desenvolvimento do e-commerce

CRIPTOMOEDA

Bitcoin ultrapassa US$ 60 mil antes de abertura de capital da Coinbase Global

Criptomoeda teve alta de 4,87%, a quatro dias de IPO da maior corretora de moedas digitais dos EUA

pandemia

Mortes por Covid-19 cresceram 468% no Brasil entre janeiro e março, alerta Fiocruz

Para os novos casos, o aumento foi de 701%; Sul e Centro-Oeste tendem a cenário mais crítico nas próximas semanas.

IPCA DE MARÇO

Inflação vai a 0,93% e mercado vê risco de estourar meta

Taxa acumulada passou a 6,10% no mês passado, reforçando temor de que inflação oficial termine o ano acima do teto da meta, de 5,25%.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies