Menu
2019-06-16T11:34:11-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Seu dinheiro no domingo

O mercado sempre oscila entre o cenário perfeito e o desesperador. Saber onde estamos é o segredo para ganhar dinheiro

Se a percepção prevalente no mercado é de que as coisas só podem melhorar, o investidor deve encarar isso com cautela

16 de junho de 2019
11:34
BullXBearcom setas
Imagem: Shutterstock

A inspiração para essa conversa de domingo vem do último “memo” de Howard Marks, que tem como mote as quatro palavras mais temidas no mundo dos investimentos: "Desta vez é diferente".

Já falei de Marks em outras ocasiões, mas para resumir, sua casa de gestão, a Oaktree, tem mais de US$ 120 bilhões sob gestão, e é conhecida pela capacidade de ler os ciclos econômicos e antecipar crises como as de 2000 e 2008. Além de enxergar as grandes oportunidades quando o mundo dos investimentos parece completamente sem esperança.

Nesse último memo, Marks avalia alguns fenômenos que estão acontecendo na economia americana e que parecem trazer a sensação de que teremos crescimento econômico com juro baixo e inflação controlada para sempre, mesmo com uma explosão no endividamento da economia americana.

Vou deixar as avaliações sobre esse tema para depois e tentar fazer a ponte entre o que escreveu Marks com o nosso cenário local.

Por aqui, impera um certo otimismo do mercado, embora os dados econômicos estejam piores a cada dia. Parece haver uma aposta que “desta vez é diferente”, buscando respaldo na ideia de que a mudança de orientação do governo para um modelo liberal vai inaugurar um grande ciclo de riqueza e prosperidade.

Desta vez pode ser mesmo diferente, mas não temos como saber até chegarmos lá.

De fato, lembra Marks, citando outra lenda dos investimentos, John Templeton, em 20% das vezes as pessoas estão certas em dizer “desta vez é diferente” e em alguns segmentos da economia, como tecnologia, o percentual pode ser ainda maior.

O ponto para o qual Marks quer chamar a atenção é que se a percepção prevalente do mercado é de que as coisas só podem melhorar, o investidor deve encarar isso com cautela.

No mercado não existe meio termo: as percepções são de cenário “perfeito” ou “desesperador”.

Segundo Marks, quando o “desta vez é diferente” predomina no mercado, o pêndulo está no “perfeito” e quando ele mudar para “desesperador”, e isso é inevitável, o resultado será sofrimento para o investidor. Sofrimento aqui não só financeiro, mas físico também. Perder dinheiro doí de verdade.

“Os melhores investimentos são feitos, geralmente, em tempos de medo e desespero. Isso é quase impossível de acontecer quando os investidores estão alegremente ignorando as limitações do passado com a frase 'desta vez é diferente'”.

A ideia que Marks tenta sempre transmitir é de que a história não se repete, mas rima (máxima atribuída a Mark Twain). Assim, é importante que o investidor se mantenha ligado aos acontecimentos do presente, que podem modelar o futuro. “Mas é essencial que o investidor não esqueça, por completo, as lições do passado.”

Para fechar, deixo aqui algo que Marks avalia como indispensável para qualquer um que quer ter sucesso nos investimentos: os três estágios de um Bull Market (mercado touro, ou mercado de alta).

  • No primeiro estágio, apenas umas poucas pessoas começam a acreditar que as coisas vão melhorar
  • No segundo estágio, a maioria dos investidores se dão conta de que as melhoras já estão acontecendo
  • No terceiro estágio, todo mundo chega à conclusão de que as coisas só podem melhorar e para sempre

Bom, não preciso nem dizer em qual estágio está a melhor oportunidade de ganhar dinheiro.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Ministro fala

Medidas contra coronavírus vão injetar R$ 750 bilhões em 3 meses, diz Paulo Guedes

Guedes afirmou que o rumor sobre uma eventual saída do governo é “conversa fiada total” e que a conta das medidas de estímulo não será paga pelas futuras gerações

fala, governo

É errado comparar medidas do governo Bolsonaro com pacote trilionário de Trump, diz secretário do Tesouro

Segundo Mansueto, diferentemente dos Estados Unidos, o Brasil tem uma rede de assistência social bastante robusta e comparável a países europeus com alto grau de bem-estar social

dados oficiais

Brasil tem 111 mortes e 3.904 casos confirmados de coronavírus, diz ministério

Perspectiva para o próximo mês é de que a epidemia aumente no Brasil, uma vez que o país está no início da curva de crescimento

crise do coronavírus

Vamos lidar com a dor econômica para minimizar a dor da doença e da morte, diz Bill Gates

Fundador da Microsoft diz que não dá para pensar em um meio termo entre isolamento e atividade econômica

efeitos da pandemia

Agronegócio registra perdas e descartes de produtos por conta do coronavírus

Segundo documento, exportadores de frutas relatam uma suspensão drástica das vendas por via aérea, já que as exportações eram feitas basicamente em porões de voos de passageiro

do otimismo ao pessimismo

XP prevê queda de quase 2% do PIB brasileiro em 2020

Análise reconhece que existe “um alto grau de incerteza” nas estimativas citadas no documento, dada a complexidade da crise atual

o melhor do seu dinheiro

MAIS LIDAS: Quem ficou na renda fixa também perdeu dinheiro com o coronavírus

Nesses dias de confinamento, tenho feito muitas chamadas telefônicas e em vídeo com amigos e familiares. As conversas vão de dicas do que fazer trancado em casa, preocupações sanitárias, avaliação política e, claro, a situação da economia e da bolsa de valores.  Um amigo me disse estar aliviado porque não investiu em ações. Antes de o […]

entrevista magazine luiza

‘Tenho feito pedidos para que não demitam’, diz Luiza Trajano

Em entrevista, presidente do conselho de administração do Maganize Luiza diz que vê empresários em pânico, mas que acredita no potencial de reinvenção diante da crise

repercussão

OAB leva campanha de Bolsonaro ao TCU e pede suspensão de contrato publicitário

Entidade pede que, durante a apuração, o TCU suspenda o contrato de R$ 4,8 milhões da Secom com uma agência de publicidade, sem licitação, formalizado esta semana

nos bastidores

Contrato suspenso terá porcentual de seguro-desemprego

Governo decidiu assegurar 100% da parcela do seguro-desemprego para os trabalhadores que forem afetados por essa interrupção

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements