Menu
2019-05-10T12:45:21-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Banco público

“Foi amor à primeira vista”, disse Bolsonaro, sobre relação com presidente da Caixa

Presidente disse que a imagem distorcida que tinha, não só dos funcionários da Caixa, mas também do Banco do Brasil e da Petrobras, decorria das indicações políticas, que acabaram no seu governo

10 de maio de 2019
10:40 - atualizado às 12:45
Bolsonaro tô casando com vocês congresso
Presidente Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados no dia de sua posse. "Tô casando com vocês", disse. - Imagem: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O presidente Jair Bolsonaro discursou de improviso em evento que a Caixa Econômica Federal faz anualmente para seus funcionários aqui em Brasília. Além de falar que sua relação com o presidente do banco, Pedro Guimarães, foi amor à primeira vista, disse que tem um “tsunami” para acontecer na semana que vem.

O presidente não explicou que tsunami seria esse, mas é possível inferir que seja a votação da medida provisória que faz uma reforma administrativa. Entre os pontos de maior desgaste na tramitação dessa matéria está a retirada do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça.

“Temos alguns problemas? Sim. Talvez tenha um tsunami semana que vem. Mas a gente vence esse obstáculo com toda a certeza”, disse.

Bolsonaro foi muito aplaudido na sua chegada ao evento e depois de seu discurso "foi pra galera", pulando do palco para falar com a plateia, composta de gerentes e superintendentes da Caixa.

Ao longo de seu discurso, que tratou de sua trajetória política e de sua decisão de ser presidente, Bolsonaro se emocionou ao lembrar da facada que levou durante a campanha e foi, novamente, muito aplaudido.

Mais uma salva de palmas, essa de pé, aconteceu depois que Guimarães disse que tinha feito um crachá personalizado da Caixa para o presidente, que logo o vestiu.

Bolsonaro disse que a imagem distorcida que tinha, não só dos funcionários da Caixa, mas também do Banco do Brasil e da Petrobras, decorria das indicações políticas, que acabaram no seu governo. O presidente também pediu “produtividade na ponta da linha”.

Abertura de capital

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, falou primeiro e, depois de reforçar a boa relação que tem com o presidente, anunciou que teve início o processo para abertura de capital da operação de seguros do banco, que será realizada no segundo semestre.

Segundo Guimarães, os formulários e os convites aos bancos coordenadores estão sendo enviados.

Guimarães também anunciou o lançamento do cartão consignado, promessa feita em sua posse, enfatizando que a instituição vai focar as pessoas mais humildes, com crédito mais barato. Ele pediu a emissão de um cartão desses para Bolsonaro e que o presidente tome um crédito consignado.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Deu mais

CCR vence leilão da BR-101 no Sul com deságio de 62%

Valor ficou bem abaixo das duas outras propostas; fontes afirmaram ter sido lance arriscado e que a empresa terá de injetar cerca de R$ 1 bilhão de capital social por causa deságio elevado

um risco no radar

Por coronavírus, Arábia Saudita avalia romper aliança com a Rússia no setor de petróleo

Os dois lados têm colaborado desde dezembro de 2016 para tentar equilibrar a oferta global, em meio a um salto na oferta do xisto vinda dos EUA

presidente vai aos EUA

Bolsonaro diz ter intenção de trazer a Tesla, de Elon Musk, para o Brasil

Filho do presidente já havia declarado a intenção; Ele disse ter participado de teleconferência com o ministro da Ciência e Tecnologia para tratar sobre o assunto

Exile on Wall Street

O tamanho certo da sua proteção para este Carnaval

*Por Bruno Mérola

de olho nas cifras

Rombo nas contas externas soma US$ 11,8 bilhões em janeiro

Resultado é o pior resultado para o mês desde 2015, quando houve déficit de US$ 12,011 bilhões

mercados agora

Dólar bate R$ 4,40 pela primeira vez na história; Ibovespa cai mais de 1%

O mercado local novamente é afetado pela cautela no exterior, fazendo a moeda norte-americana testar um novo recorde; no ano, a alta do dólar à vista já é de mais de 9%

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta sexta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

De olho no futuro

Montadoras investem em postos de recarga para fomentar híbridos

Volkswagen se une assim a empresas como BMW, Volvo e à própria parceria em que participa com Volkswagen e Porsche na instalação de pelo menos outros 680 pontos de abastecimento, vários deles com tecnologias de recarga rápida

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

13 notícias para você começar o dia bem informado

2019 poderia ter sido um dos melhores anos da história da Vale, especialmente pela alta de mais de 30% no preço do minério de ferro. A tragédia de Brumadinho mudou severamente esse quadro e levou a empresa a um prejuízo de US$ 1,7 bilhão no ano todo, conforme números divulgados ontem à noite. A sexta-feira […]

do setor imobiliário para a bolsa

Incorporadora One e construtora Pacaembu pedem registro de IPO

Empresas esperam recursos para pré-pagamento de empréstimos, expansão e reforço de capital de giro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements