🔴 AÇÃO QUE JÁ DISPAROU 1.200% E AINDA ESTÁ BARATA – VEJA QUAL

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Polêmicas em Brasília

‘Tudo tem que ser discutido’, diz Mourão sobre proposta de nova CPMF

Presidente em exercício também afirmou que, até o final do ano, devem ser liberados “uns R$ 20 bilhões” das despesas do Orçamento

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
11 de setembro de 2019
16:39
Hamilton Mourão
Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, negou que a crítica do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), à proposta de um tributo nos moldes da extinta Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) preocupe o governo. Mourão defendeu que "tudo tem que ser discutido" com o Congresso.

"Eu não acho", disse Mourão ao ser indagado se a fala de Maia preocupa o governo. "Vamos olhar a coisa da seguinte forma: o governo tem uma proposta, o Senado tem outra, a Câmara tem outra. Isso tem que ser discutido, têm estados e municípios", afirmou, citando propostas de reforma tributária em tramitação no Legislativo.

Em seguida, Mourão completou: "Vivemos em um período da democracia. Então, tudo tem que ser discutido", reforçou.

Na terça-feira, 10, Mourão fez um contraponto ao filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), e defendeu que a democracia é "fundamental".

Mourão não quis comentar se a proposta de um tributo nos moldes da extinta CPMF deve ser aprovada ou não pelo Congresso. "Eu não sei, não posso te dizer isso aí", reagiu, em conversa com jornalistas.

O vice-presidente assumiu interinamente a presidência enquanto o presidente Jair Bolsonaro se recupera de cirurgia para correção de uma hérnia incisional, em São Paulo. Ele reafirmou nesta quarta-feira que deve permanecer na função até amanhã, quando Bolsonaro pretende reassumir formalmente o cargo.

Na terça, Bolsonaro apresentou dificuldades para eliminar gases e, por isso, a equipe médica introduziu uma sonda nasogástrica nesta quarta para retirar o excesso de ar do intestino do presidente, afirmou o médico responsável pela cirurgia de Bolsonaro, Antônio Macedo, pela manhã.

R$ 20 bilhões do Orçamento

Mourão também afirmou que até o final do ano devem ser liberados "uns R$ 20 bilhões" das despesas do Orçamento.

A ideia é dar alívio aos ministérios que enfrentam um apagão administrativo pela falta de recursos, como vem mostrando o 'Estado'. Atualmente, o valor do bloqueio é de R$ 34 bilhões.

"O Ministério da Economia é o dono do dinheiro... Até o final do ano, uns R$ 20 bilhões devem ser liberados", disse Mourão ao chegar no Palácio do Planalto após o almoço.

Mourão foi questionado por jornalistas sobre a avaliação de integrantes do Ministério da Economia de que um ganho de arrecadação de cerca de R$ 8 bilhões acima do esperado em julho e agosto vai permitir um desbloqueio próximo de R$ 15 bilhões das despesas do Orçamento.

Os valores ainda não estão fechados e podem ser alterados até o anúncio oficial no próximo dia 20 de setembro, quando o governo terá que enviar ao Congresso Nacional o relatório de avaliação de receitas e despesas do Orçamento.

Na terça-feira, em entrevista à TV Globo, Mourão afirmou que o governo vai desbloquear R$ 20 bilhões do Orçamento ainda neste mês. Hoje, ele voltou a destacar o valor, e disse que o descontingenciamento deve ocorrer até o final o ano.

Compartilhe

INSISTÊNCIA

Repaginada, CPMF volta ao debate na reforma tributária

24 de setembro de 2020 - 11:21

Pelo acordo em construção, novo imposto seria incluído na proposta de reforma tributária que tramita na Câmara dos Deputado

Caiu

Relator apresenta parecer de reforma do Senado sem CPMF e sem desoneração

18 de setembro de 2019 - 12:18

Relator dividiu o imposto em duas partes, adotando o chamado IVA dual: um com a fusão dos cinco impostos e contribuições federais (IPI, Cofins, PIS, IOF e salário-educação) e outro com a junção do ICMS (estadual) e do ISS (municipal)

fala senador

Relator descarta CPMF e propõe aumento de IVA

17 de setembro de 2019 - 8:16

Senador Roberto Rocha anunciou que vai apresentar amanhã o parecer da reforma tributária na Comissão de Constituição e Justiça

Entrevista

Petrobras não deve mudar o preço dos combustíveis. Foi o que disse Castello Branco a Bolsonaro

16 de setembro de 2019 - 22:25

Presidente falou que tendência é seguir preço internacional, mas que como movimento é atípico, Petrobras manterá preços. CPMF saiu de vez dos planos

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: A CPMF ficou pelo caminho e os BCs voltaram aos holofotes

13 de setembro de 2019 - 16:56

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

Polêmica em números

‘Nova CPMF’ de ex-secretário da Receita teria arrecadado R$ 3,10 bilhões em 2018 apenas com cartões

11 de setembro de 2019 - 18:28

Valor corresponderia apenas com a perna do imposto que pretendia cobrar uma alíquota de 0,2% sobre todas as operações com cartões de débito e crédito

Acabou!

Bolsonaro enterra possibilidade de nova CPMF

11 de setembro de 2019 - 17:55

Presidente Jair Bolsonaro diz que a recriação da CPMF ou aumento da carga tributária estão fora da reforma tributária por determinação dele

Mais um para a lista

Alcolumbre, sobre CPMF: “sou contra criação de novo imposto”

11 de setembro de 2019 - 15:51

Declaração do presidente do Senado ocorre no momento em que o governo discute uma proposta para criar um imposto chamado Contribuição sobre Pagamentos (CP)

análise

Nova CPMF não é bode na sala. Paulo Guedes defende imposto por convicção

11 de setembro de 2019 - 11:51

Imposto sobre transações financeiras é duramente atacado, mas ministro e equipe avaliam que esse seria o melhor imposto

Nova CPMF

Governo quer cobrar imposto de 0,4% para saques e depósitos em dinheiro

10 de setembro de 2019 - 15:30

Há também o plano de uma alíquota de 0,2% no débito e crédito financeiro, segundo o secretário adjunto da Receita

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar