🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2019-05-13T10:41:50-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Pedras no caminho da cachoeira

13 de maio de 2019
10:41
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

No verão deste ano viajei com um grupo de amigos até Ilhabela, no litoral Norte de São Paulo. Eles queriam conhecer a cachoeira dos Três Tombos. Como o próprio nome indica, são três quedas d’água e, claro, a última é a que tem a melhor vista - e o acesso mais difícil. Não é algo de outro mundo, mas você precisa desviar de algumas pedras, pisar na lama, enfrentar mosquitos e testar a panturrilha em uma ladeira íngreme. E, sim, podem ser mais do que três tombos: o quarto é o seu.

Confesso que não sou fã de trilhas, mas sou chegada em água e gosto da ideia de tomar banho de cachoeira e nadar numa piscina natural. O jeito foi encarar o desafio e torcer para valer a pena. Sim, a água estava uma delícia. Mas enquanto eu estava no meio do caminho pensei por diversas vezes que aquilo tudo era uma furada.

Eu lembrei da cachoeira de Ilhabela quando li a matéria da Julia Wiltgen de hoje sobre a aposta dos gestores para a bolsa neste ano. Eles estão enxergando uma cachoeira no fim da linha - e talvez uma cervejinha gelada. Mas, sim, quem quiser chegar lá terá de encarar as pedras no caminho e enfrentar alguns riscos.

Na trilha do investidor são esperados obstáculos como confusões em Brasília, dificuldades de aprovação da reforma da Previdência, o clima tenso no exterior entre EUA e China e a redução da perspectiva de crescimento do Brasil, por exemplo. Mas o otimismo de gestoras como Legacy,  Alaska, Truxt, Bahia Asset Management, Brasil Capital e AZ Quest ainda se sustenta por uma série de indicadores que os leva a crer que as ações das empresas brasileiras ainda estão baratas.

A Julia conta nesta reportagem o que os gestores estão enxergando para a bolsa brasileira, para a renda fixa e quais as principais apostas de cada um deles. Vale a pena a leitura!

Season finale

A temporada de balanços do primeiro trimestre chega ao fim nesta semana. Ao todo, 10 companhias do Ibovespa divulgam seus números. Hoje, Eletrobras, Cosan, Itaúsa e JBS soltam seus resultados. Amanhã, é a vez da Bradespar. Encerrando a temporada, na quarta-feira, Embraer e Kroton, pela manhã, e Cemig, Marfrig e Ultrapar à tarde. O Fernando Pivetti destaca o que você pode esperar de cada empresa.

Pure Cannabis

No texto mais recente da coluna Cannabusiness, Gabriel Casonato conta que tem uma nova cesta de ações de maconha na prateleira. É o novo Exchange Traded Funds (ETF) do segmento, o AdvisorShares Pure Cannabis ETF, listado na NYSE Arca através do ticker "YOLO". Na sua coluna, Casonato traz a diferença entre os três ETFs do segmento que estão à venda nas bolsas de valores do Canadá e Estados Unidos.

Uma enxurrada de dinheiro

Há 17 anos, o Tesouro Direto abria o mercado de dívida pública para você. Aos poucos, virou uma espécie de primeiro passo para o investidor pessoa física e, já no mês passado, chegava à marca de um milhão de pessoas. Pois na próxima quarta-feira teremos outro marco: o maior vencimento da história do Tesouro. O governo pagará R$ 88 bilhões de títulos federais, sendo R$ 9 bilhões para pessoas físicas. Saiba mais.

Menos é… menos

O boletim Focus, publicação do Banco Central que reúne estimativas de economistas, divulgado há pouco projeta uma alta do PIB em 2019 de 1,45%, ante 1,49% da semana passada. Há um mês, a estimativa de crescimento era de 1,95%. Os números reforçam que o otimismo dos especialistas com a economia é cada vez menor.

Bilhões a menos

Sim, a crise “pegou” até os bilionários brasileiros. O Brasil tem hoje 49 CPFs com mais de US$ 1 bilhão, um número 4% menor em um ano, de acordo com o Wealth-X's 2019 Billionaire Census Report. Apesar de maré baixa no país, o Brasil ainda está à frente de nações como Canadá e Itália no ranking de bilionários. Saiba mais

A Bula do Mercado: tempo fechado

A melhora de ânimos ensaiada na sexta-feira não durou. No fim de semana, o clima entre Estados Unidos e China voltou a ficar pesado, deixando os investidores sem otimismo com o progresso da conversa entre os países.

Depois de elevar as tarifas sobre os produtos chineses, agora Trump tenta pressionar o país a assinar um acordo logo. O presidente americano utilizou o Twitter novamente para passar o seu recado e disse que seria “sensato” para a China “agir agora” e concluir um acordo antes das eleições de 2020. Para o vice-premiê chinês, ainda existem três pontos principais de diferença a ser fechado.

Além do clima tenso lá fora, o mercado doméstico também está ansioso pelo "tsunami" de acontecimentos que pode vir de Brasília. Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro previu problemas que parecem estar ligados com a tentativa do governo de votar a reforma administrativa na Câmara. O Executivo tem pressa e aceita até mesmo adiar a tramitação da reforma da Previdência para garantir a aprovação da pauta.

Na sexta-feira, o Ibovespa fechou o dia em baixa de 0,58%, aos 94.257,56 pontos, acumulando uma queda de 1,82% na semana. O dólar encerrou a sessão com queda de 0,17%, a R$ 3,9453, mas teve alta de 016% na semana. Consulte a Bula do Mercado para saber o que esperar de bolsa e dólar hoje.

Agenda

Índices
- MDIC: balança comercial (semanal)

Bancos Centrais
- BC: Boletim Focus, às 8h25
- BC: leilão de até 5.050 contratos de swap (US$ 252,5 milhões) para rolagem de junho, às 11h30
- BC: leilão de até R$ 3 bilhões em operações compromissadas de três meses, às 12h

Balanços 1º trimestre
- Antes da abertura do mercado Burger King divulga balanço
- Após o fechamento do mercado JBS, Cosan e Itaúsa

Política
- Às 9h30, o ministro da Economia, Paulo Guedes, reúne-se com o governador de São Paulo, João Doria, no ministério da Economia
- EUA: presidente Donald Trump recebe primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, na Casa Branca

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Fraqueza nos números

Entrega de veículos da Tesla (TSLA34) recua no segundo trimestre e vem abaixo da expectativa do mercado

Apesar do crescimento das vendas na comparação anual, houve uma queda em relação ao trimestre anterior

Mais uma vítima

Após tomar calote do 3AC, exchange Voyager Digital suspende saques, depósitos e negociações de clientes

Corretora de criptomoedas tomou calote de mais de US$ 670 milhões, mas, apesar de ter tomado empréstimos, precisou paralisar atividades

Bancões na área

Vão sobrar uns cinco ou dez bancos digitais, e o Next está entre eles, diz CEO do banco digital do Bradesco

Renato Ejnisman diz ainda que Next visa a mais aquisições e pensa ainda em internacionalização

No vermelho

Magazine Luiza (MGLU3) é a ação com o pior desempenho do Ibovespa no primeiro semestre de 2022; outras varejistas e techs também sofreram no período

Com queda acumulada de quase 70% no ano, ações do Magalu são as piores do Ibovespa no semestre que acaba de terminar

Proteção

Qual título público comprar no Tesouro Direto? Santander recomenda papel indexado à inflação para o mês de julho; veja qual

Recomendação do banco para o Tesouro Direto visa proteção contra a inflação e possibilidade de valorização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies