Menu
2019-04-04T13:55:58-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Bolsa

Quais ações estão puxando o Ibovespa neste começo de ano?

Bolsa brasileira ganhou 6,6% em oito pregões e analistas do BTG foram ver quem lidera o rali. Das 67 ações do índice, apenas 13 têm queda em 2019

14 de janeiro de 2019
12:49 - atualizado às 13:55
Placa indica alta no Ibovespa
Placa indica alta no Ibovespa - Imagem: Shutterstock

O início do governo Jair Bolsonaro está sendo acompanhado de um forte movimento de alta do Ibovespa, principal índice de ações da B3. Em oito pregões desde a virada do ano, o índice acumula alta de 6,6% ou 5.814 pontos. Nesta segunda-feira, o índice testou os 94 mil pontos.

Os analistas do BTG Pactual fizeram uma breve avaliação de quem está liderando esse movimento. Das 67 ações que compõem o índice apenas 13 apresentam variação negativa.

As ações do Itaú são destaque respondendo por 610 pontos, seguidas por Petrobras PN, com 604, Bradesco (563), Petrobras ON (515) e Ambev (510). Na ponta oposta, mas nada muito relevantes, Lojas Renner tira 31 pontos, seguida de CVC, com 20 pontos.

Mesmo com esse rali, o BTG nota que bolsa segue negociada abaixo de médias históricas de Preço/Lucro. “Acreditamos que o Ibovespa pode negociar, tranquilamente, a um desvio padrão acima de sua média histórica com o novo governo realizando as reformas”, diz o relatório. Isso colocaria o Ibovespa ao redor dos 111 mil pontos.

Os analistas também fizeram uma avaliação do movimento da bolsa entre 7 de outubro e o fim de 2018, pegando o mês eleitoral e o desfecho das urnas. Nesse período, o Ibovespa subiu 6,8% ou 5.036 pontos. Nesse período, três grandes bancos – Itaú, Bradesco e Banco do Brasil – foram responsáveis por 3.916 pontos de alta. Outros ativos com relevante participação foram Ultrapar, com 436 pontos, Itausa (389 pontos) e Lojas Renner (353 pontos). Na ponta oposta, as ações ordinárias da Vale tiveram contribuição negativa de 1.441 pontos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Temporada de balanços

Banco Inter, Hering, Via Varejo e Magazine Luiza divulgam resultados do 1º trimestre; saiba o que esperar

O setor de varejo é um dos destaques da reta final da temporada de balanços; confira quais outras empresas também divulgam seus dados

Perto da falência

Quais ações de empresas em recuperação judicial podem valer o risco?

Companhias nessa condição costumam ter ações baratas e que oferecem enorme potencial de ganho; os riscos, no entanto, são imensos

Airbus A320

Itapemirim começa a receber aeronaves para voos comerciais após Anac autorizar

A Itapemirim diz que a segunda aeronave Airbus A320 de sua frota deve chegar ao aeroporto de Confins (MG) neste domingo

Efeito reverso

Elon Musk fez piada sobre o Dogecoin na TV aberta — e as cotações desabaram

Elon Musk fez a aguardada participação no SNL no último sábado, fazendo piada sobre si mesmo e falando do Dogecoin — mas a cotação caiu forte

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies