Menu
2019-04-04T13:55:58-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Bolsa

Quais ações estão puxando o Ibovespa neste começo de ano?

Bolsa brasileira ganhou 6,6% em oito pregões e analistas do BTG foram ver quem lidera o rali. Das 67 ações do índice, apenas 13 têm queda em 2019

14 de janeiro de 2019
12:49 - atualizado às 13:55
Placa indica alta no Ibovespa
Placa indica alta no Ibovespa - Imagem: Shutterstock

O início do governo Jair Bolsonaro está sendo acompanhado de um forte movimento de alta do Ibovespa, principal índice de ações da B3. Em oito pregões desde a virada do ano, o índice acumula alta de 6,6% ou 5.814 pontos. Nesta segunda-feira, o índice testou os 94 mil pontos.

Os analistas do BTG Pactual fizeram uma breve avaliação de quem está liderando esse movimento. Das 67 ações que compõem o índice apenas 13 apresentam variação negativa.

As ações do Itaú são destaque respondendo por 610 pontos, seguidas por Petrobras PN, com 604, Bradesco (563), Petrobras ON (515) e Ambev (510). Na ponta oposta, mas nada muito relevantes, Lojas Renner tira 31 pontos, seguida de CVC, com 20 pontos.

Mesmo com esse rali, o BTG nota que bolsa segue negociada abaixo de médias históricas de Preço/Lucro. “Acreditamos que o Ibovespa pode negociar, tranquilamente, a um desvio padrão acima de sua média histórica com o novo governo realizando as reformas”, diz o relatório. Isso colocaria o Ibovespa ao redor dos 111 mil pontos.

Os analistas também fizeram uma avaliação do movimento da bolsa entre 7 de outubro e o fim de 2018, pegando o mês eleitoral e o desfecho das urnas. Nesse período, o Ibovespa subiu 6,8% ou 5.036 pontos. Nesse período, três grandes bancos – Itaú, Bradesco e Banco do Brasil – foram responsáveis por 3.916 pontos de alta. Outros ativos com relevante participação foram Ultrapar, com 436 pontos, Itausa (389 pontos) e Lojas Renner (353 pontos). Na ponta oposta, as ações ordinárias da Vale tiveram contribuição negativa de 1.441 pontos.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

demandas em meio à crise

Concessões no crédito livre sobem 0,5% em agosto, revela BC

Em agosto, no crédito para pessoas físicas, as concessões subiram 2,1%, para R$ 153,3 bilhões. Em 12 meses até agosto, há alta de 3,0%.

análise

Duratex pode subir 22%, diz Goldman Sachs: ‘Melhor trimestre em 10 anos’

Analistas do banco veem alta demanda em todas as áreas de atuação da empresa, impulsionada pela retomada do mercado imobiliário no País; ação sobe 6% nesta segunda

EXILE ON WALL STREET

TINWO: carta a um jovem investidor

Investimento tem seu próprio momento de maturação; para amadurecê-lo, não há como apressar sua seiva

K-POP NA BOLSA

Agência de K-pop Big Hit faz oferta de ações na bolsa e deixa membros do BTS multimilionários

A companhia, que captou mais de US$ 820 milhões e fará a sua estreia no índice KOSPI em outubro, pretende pegar carona na popularidade crescente de suas estrelas

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements