🔴 NOVA META: ATÉ R$ 3.000 POR DIA COM DUAS OPERAÇÕES – CONHEÇA O INDICADOR X

Estadão Conteúdo
Com saída da Ford

Caoa manifesta interesse na fábrica da Ford no ABC

No fim da tarde, o grupo Caoa, que já tem parcerias com a Hyundai e a Chery, confirmou que está olhando o ativo. A busca de um novo projeto para a fábrica poderia salvar 4,5 mil empregos diretos e indiretos

Estadão Conteúdo
27 de fevereiro de 2019
7:09 - atualizado às 8:41
Ford, Fábrica da Ford
Fábrica da Ford - Imagem: Bruno Rocha/Estadão Conteúdo

A tentativa de encontrar uma saída para o encerramento da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, mobiliza várias frentes de atuação de governo e sindicatos.

Nessa terça-feira, 26, o governador João Doria anunciou que três grupos teriam interesse em assumir a unidade que a montadora americana pretende fechar ainda em 2019.

No fim da tarde, o grupo Caoa, que já têm parcerias com a Hyundai e a Chery, confirmou que está olhando o ativo. A busca de um novo projeto para a fábrica poderia salvar 4,5 mil empregos diretos e indiretos.

Em nota, a Caoa disse que tem “forte parceria” com a Ford há quatro décadas, por ser a maior distribuidora da marca na América Latina.

“Dessa forma, é natural que a Caoa e a Ford conversem sobre futuros negócios, assim como ocorre com outras empresas sempre que há uma boa oportunidade”, diz o comunicado. A empresa ressalvou, porém, que até o momento “não há nenhuma definição ou compromisso para a aquisição da planta”.

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, disse estar disposto a conceder incentivos fiscais para atrair o comprador para a fábrica. Uma das possibilidades é oferecer descontos no Imposto Sobre Serviços (ISS). A cidade já concede abatimentos de até 30% no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para quem gerar e manter acima de 50 novas vagas.

Viabilidade

Em paralelo à busca por novos interessados na fábrica, dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC confirmaram que, no dia 7, serão recebidos por executivos da matriz, nos EUA, e vão apresentar um plano de viabilidade da fábrica. Ontem, 26, sob forte chuva, os trabalhadores da unidade fizeram uma assembleia em frente aos portões da Ford.

Em discurso, o presidente do sindicato, Wagner Santana, disse que os trabalhadores não querem fazer papel de corretor de imóvel para vender a fábrica, mais sim mostrar à matriz que a planta é viável. Os operários esperam que se repita o ocorrido em 1998, quando a Ford anunciou 2,8 mil demissões. Na época, após reunião na matriz, a decisão foi suspensa. Cortes ocorreram ao longo dos meses seguintes, por meio de programa de voluntariado (PDV).

Depois da assembleia, os trabalhadores percorreram mais de 8 km até a Prefeitura de São Bernardo. Santana criticou a aprovação, no Programa Rota 2030 no fim do governo Temer, da extensão de incentivos fiscais para a Ford na Bahia. “Os incentivos aprovados e renovados para o Nordeste determinaram o fechamento dessa planta.”

A montadora quer concentrar a produção na fábrica baiana, pois alega que ela é mais produtiva e mais lucrativa. É lá que são feitos atualmente os modelos Ka e EcoSport, os mais vendidos da marca, enquanto no ABC são feitos caminhões - segmento em que o grupo vai deixar de atuar - e o Fiesta, que sairá de linha. Santana afirmou ainda que, até o dia 7, serão realizados vários protestos dentro e fora da fábrica, que continuará com a produção paralisada.

A Ford alega necessidade de voltar ao lucro sustentável na América do Sul, onde registrou prejuízos de US$ 4,5 bilhões entre 2013 e 2018. O Brasil é o maior mercado da marca na região. O grupo passa por reestruturação global e ontem também houve protesto de trabalhadores da fábrica de engrenagens na França, que tem 800 funcionários e também será fechada.

Compartilhe

NOVO NEGÓCIO

Braskem (BRKM5) vende controle da Cetrel para GRI de olho no setor de resíduos industriais

13 de junho de 2024 - 19:47

Petroquímica passa a deter 49,9% da empresa de gestão de resíduos

Socorro governamental

Com medida provisória, governo tenta salvar a combalida Amazonas Energia

13 de junho de 2024 - 18:53

Ministério de Minas e Energia avalia que a saúde econômico-financeira da companhia está deteriorada

RECOMENDAÇÃO

Goldman Sachs: Após 1º trimestre fraco, desafio da Arezzo&Co (ARZZ3) é crescer em meio à fusão com o Grupo Soma; é hora de comprar a ação?

13 de junho de 2024 - 15:00

Queda de 22% nas ações da varejista de calçados no ano levantou preocupações dos investidores sobre a criação da nova holding

VÃO DIZER SIM?

Elon Musk afirma que conselho aprovou bônus de US$ 56 bilhões e ações da Tesla saltam na bolsa

13 de junho de 2024 - 12:24

O bônus multibilionário já havia sido aprovado em 2018, mas foi barrado pela Justiça de Delaware. A votação para a reavaliação do pacote salarial de Elon Musk ocorre nesta quinta-feira (13)

Aquisições

Allos desiste de comprar parte do Shopping Rio Sul; mas avisa que ainda está de olho no negócio

13 de junho de 2024 - 10:33

Companhia informou que a Combrascan tem intenção de exercer seu direito de preferência na operação

MUDANÇAS EM FOCO

Americanas contrata ex-Casas Bahia e outros dois executivos; veja quem é o trio que vai compor a equipe da varejista — AMER3 dispara 22% na B3

13 de junho de 2024 - 10:06

Ex-diretor de soluções financeiras da Casas Bahia, Tiago Abate entrará como vice-presidente de clientes e parceiros da companhia

MEIOS DE PAGAMENTO

Cielo se prepara para sair da bolsa e uma dupla de empresas de maquininhas pode surfar essa onda, mas o Santander tem uma favorita

12 de junho de 2024 - 17:33

Os analistas avaliam que existe uma boa janela de curto prazo para a Stone e a PagSeguro em meio à queda das ações e à OPA da Cielo; veja quem é a preferida

Rali das “meme stocks”

‘Efeito Roaring Kitty’ faz GameStop levantar mais de US$ 2 bilhões com venda de ações

12 de junho de 2024 - 16:04

Varejista de videogames vendeu 75 milhões de ações após volta de trader que inspirou o épico ‘short squeeze’ em 2021

Mercado acionário

Bank of America corta preço-alvo para ações de bancões brasileiros, mas mantém recomendação

12 de junho de 2024 - 15:10

Combinação de receitas diversificadas, funding, controle de custos e balanços fortes são os fatores positivos apontados pelos analistas

DINHEIRO NO BOLSO

Dividendos milionários: Grupo Mateus (GMAT3) vai pagar mais de R$ 134 milhões para acionistas; confira os prazos e como receber

12 de junho de 2024 - 12:50

O anúncio da distribuição do JCP ocorre em um momento positivo para a companhia, que vem contrariando a crise no varejo

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar