Menu
2019-04-04T13:46:15-03:00
Estadão Conteúdo
Dados do Banco Central

Entrada de dólar supera a saída em US$ 3,604 bilhões no ano até 15 de março

Resultado anunciado nesta quarta-feira é fruto de aportes no valor de US$ 124,790 bilhões e de envios no total de US$ 123,654 bilhões

20 de março de 2019
15:14 - atualizado às 13:46
Notas de dólares
Fluxo cambial ficou negativo em US$ 3,164 bilhões na semana passadaImagem: shutterstock_

O fluxo cambial do ano até 15 de março ficou positivo em US$ 3,604 bilhões, informou nesta quarta-feira, 20, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 1,698 bilhão.

A entrada pelo canal financeiro neste ano até 15 de março foi de US$ 1,136 bilhão. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 124,790 bilhões e de envios no total de US$ 123,654 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 15 de março ficou positivo em US$ 2,469 bilhões, com importações de US$ 31,567 bilhões e exportações de US$ 34,035 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 6,381 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 7,630 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 20,024 bilhões em outras entradas.

Março

Depois de encerrar fevereiro com entradas líquidas de US$ 8,626 bilhões, o País registrou fluxo cambial negativo de US$ 5,077 bilhões em março até o dia 15, informou o Banco Central.

O canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 5,973 bilhões no período. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 19,162 bilhões e de retiradas no total de US$ 25,134 bilhões.

No comércio exterior, o saldo de março até o dia 15 é positivo em US$ 895 milhões, com importações de US$ 5,298 bilhões e exportações de US$ 6,193 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 1,088 bilhão em ACC, US$ 1,534 bilhão em PA e US$ 3,571 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial registrado na semana passada (de 11 a 15 de março) ficou negativo em US$ 3,164 bilhões, informou o Banco Central.

O canal financeiro apresentou saída líquida de US$ 2,878 bilhões, resultado de aportes no valor de US$ 11,650 bilhões e de envios no total de US$ 14,528 bilhões.

No comércio exterior, o saldo na semana passada ficou negativo em US$ 286 milhões, com importações de US$ 3,465 bilhões e exportações de US$ 3,179 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 513 milhões em ACC, US$ 936 milhões em PA e US$ 1,731 bilhão em outras entradas.

Por um problema técnico, a divulgação dos dados do fluxo cambial pelo BC, prevista para as 12h30, atrasou alguns minutos nesta quarta.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Fechamento

Dólar sobe, Eletrobras fecha em queda no exterior e ações de tecnologia sustentam alta de índices nos EUA

Renúncia de Ferreira Junior ao cargo de presidente da estatal brasileira afeta confiança dos investidores na privatização; S&P 500 e Nasdaq fecham em alta

SD PREMIUM

Segredos da bolsa: Ata do Copom é destaque em meio à preocupação com covid-19 e cenário fiscal

A queda do EWZ, o principal fundo de índice com ações brasileiras em Nova York, indica uma reabertura no vermelho para o Ibovespa na volta do feriado

Futuro da estatal

‘Temos dentro da Eletrobras profissionais capazes de me suceder’, diz Wilson Ferreira

Após deixar presidência, Wilson Ferreira responde se há conflito de interesse ao se manter no conselho da Eletrobras e, ao mesmo tempo, presidir a BR Distribuidora

Expectativas

Novo presidente da Eletrobras (ELET3) deve dar prioridade à privatização, diz Caio Megale

Após saída de Wilson Ferreira, analista afirma que ‘a privatização da Eletrobras tem sua importância pela sua situação atual e pelo seu grau de maturidade (para ser privatizada)’

Reformas

‘Vamos limpar a pauta, destravando o horizonte de investimentos’, diz Paulo Guedes

Ministro prometeu que o governo não irá aumentar impostos e reforçou que a atividade está se recuperando em ‘V’

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies