Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-03-26T18:29:17-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Reformulação

Governo muda composição do Conselho Curador do FGTS

Decreto editado por Jair Bolsonaro reduz número de representantes de trabalhadores e entidades patronais

26 de março de 2019
18:29
Caixa Econômica Federal
Agência da Caixa Econômica Federal em São Paulo - Imagem: Itaci Batista/Estadão Conteúdo

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que determina a utilização dos recursos do fundo, passou por reformulação e contará com menos participantes de sindicatos e de entidades patronais.

Em decreto editado na tarde desta terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro reduziu de seis para três o número de representantes de entidades sindicais de trabalhadores e de patrões.

Em 2009, o governo tinha aumentado o número de conselheiros de 16 para 24, somando duas centrais sindicais e duas patronais, também subiu na mesma proporção o número de representantes do governo.

A reestruturação também se faz necessária pela mudança na estrutura dos Ministérios. A presidência do Conselho Curador era do Ministério do Trabalho, que foi incorporado ao Ministério da Economia. Agora, a representação será feita por um representante da Secretaria Especial de Fazenda, que presidirá o conselho; um da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho; e um representante da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade.

Ainda na parte do governo, teremos um representante da Casa Civil; um do Ministério do Desenvolvimento Regional; e um do Ministério de Infraestrutura.

Sindicatos

A regra em vigor previa a participação de seis representantes dos trabalhadores indicados pelas Força Sindical, CUT, União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST).

O novo decreto prevê a participação de "um representante de cada uma das três centrais sindicais com maior índice de representatividade dos trabalhadores".

Com relação à representação dos empregadores, estavam representadas a Confederação Nacional da Indústria (CNI), Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif), Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Confederação Nacional de Serviços (CNS), Confederação Nacional de Saúde, Hospitais, Estabelecimentos e Serviços (CNS) e Confederação Nacional do Transporte (CNT). O decreto de hoje reduz essa representação a três entidades: CNI, Consif e CNC.

* Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

SEGURADORA EM APUROS

Vítima de ataque cibernético, Porto Seguro (PSSA3) diz ter restabelecido canais após quase uma semana de instabilidade

Corretores ouvidos pela reportagem disseram que, nos últimos dias, os sistemas da seguradora apresentaram problemas

CRYPTO NEWS

Cotação do bitcoin (BTC) bate recorde histórico — o que fazer com a criptomoeda a partir de agora?

Depois de alguns meses sendo um investimento “ruim”, porque teve 50% de queda, o bitcoin volta a ganhar os holofotes do mercado e as manchetes da mídia especializada

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Auxílio Brasil, recorde do bitcoin, balanço da Tesla e produção da Vale: confira as principais notícias do dia

Com a temporada de balanços americana trazendo resultados animadores, o empurrãozinho em direção a um dia de ganhos poderia ter sido maior, mas não tem como negar que a grande pedra no sapato do investidor brasileiro é o novo programa social pretendido pelo governo federal. O saldo final do pregão de hoje foi positivo, mas […]

Problemas nas refinarias?

Com ameaça de desabastecimento no radar, produção da Petrobras (PETR4) recua 4,1% no 3º trimestre

Antes da divulgação do relatório, a petroleira já havia informado que não teria capacidade para atender, em sua totalidade, os pedidos por fornecimento de combustível em novembro

FECHAMENTO DO DIA

Auxílio Brasil segue pressionando a curva de juros, mas Ibovespa e dólar conseguem alguma recuperação

O Ibovespa bateu na trave, e o Banco Central conseguiu segurar o câmbio, mas a pressão sobre as contas públicas segue castigando a curva de juros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies