Menu
2019-07-18T14:03:15-03:00
dinheiro na mão

Economistas recomendam sacar recursos do fundo

Aprovada a medida do governo para o saque das contas do FGTS, a orientação dos especialistas é para que os trabalhadores quitem débitos ou invistam

18 de julho de 2019
12:50 - atualizado às 14:03
Dinheiro no bolso
Imagem: Gabriel Ramos/Shutterstock

Aprovada a medida do governo para o saque das contas do FGTS, a orientação dos especialistas é para que os trabalhadores saquem os recursos e se concentrem em quitar débitos ou fazer investimentos. “A primeira coisa que o trabalhador médio precisa pensar é em dívidas com juros mais altos, como cheque especial e cartão de crédito”, alerta Rafael Pires, profissional da Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (Planejar). “Sempre vale sacar. O FGTS sozinho não rende muito, então esse dinheiro perde o valor a longo prazo. Se a pessoa aprender como manejar os recursos, ela consegue ter um rendimento financeiro melhor.”

O FGTS tem o rendimento de 3% ao ano, mais a Taxa Referencial (TR), que é definida pelo governo e atualmente está zerada. Por essa razão, até mesmo a caderneta de poupança, que hoje rende 70% da taxa básica de juros (Selic) + TR, tem desempenho melhor que o fundo.

“Sacar o dinheiro é sempre ótimo”, avalia Joelson Sampaio, professor e coordenador da graduação em Economia na FGV EESP. “Se o governo deixou, tira. O legal de sacar é que, quando você tem o dinheiro parado, não tem flexibilidade.”

Para Sampaio, até o saque para compras está liberado, desde que haja cautela. “Claro, depende do tipo de consumo. Se for algo que você precisa, como dar entrada num apartamento, trocar de carro ou terminar uma reforma, é ótimo, porque você evitar pagar juros para um banco, o que não é aconselhável.”

Apesar de abrir margem para investimentos financeiros e para compras, a coordenadora da graduação em Economia do Insper, Juliana Inhasz, alerta que o FGTS já tem por si só uma função vital. “O recurso é destinado para os trabalhadores se aposentarem e garantirem uma renda maior lá na frente. Quem tirar o dinheiro hoje precisa ter noção de que abre mão de uma quantia que receberia quando fosse mais velho”, explica. Para Juliana, o caminho mais indicado é não gastar o dinheiro do FGTS com coisas supérfluas. “Se for retirar, é para aplicar.”

Investimentos

Para Pires, da Planejar, uma das principais e mais seguras formas de investimento para o trabalhador que sacar o FGTS e não tiver dívidas acumuladas é o título público federal. “Qualquer Letra de Financiamento ao Tesouro ou fundo de renda fixa é o mais apropriado nesse caso. É um tipo de investimento a longo prazo, porque tem uma tabela regressiva (de cobrança de IR). Se a pessoa pensa em retirar esse valor daqui a cinco meses, por exemplo, já não vale a pena.”

Além desse modelo, outras formas de investimento em títulos públicos são a Letra do Tesouro Nacional (LTN) e a Nota do Tesouro Nacional (NTN).

Para quem não tem experiência em aplicações, Sampaio, da FGV, aconselha a contratação de um fundo de investimentos. “A pessoa paga a taxa de iniciação para o gestor e não precisa se preocupar mais. O segredo é pesquisar quem tem a melhor cobrança aliada ao melhor desempenho”, aconselha.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

presidente da república

Bolsonaro apresenta sintomas de coronavírus e faz novo exame

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que irá realizar um novo exame da covid-19

novos dados

Brasil tem 65,4 mil mortes causadas pela covid-19

Do total de infectados, 927.292 já se recuperaram

seu dinheiro na sua noite

A joia escondida da Cogna

Caro leitor, Olhar para onde ninguém está olhando e conseguir identificar o “valor oculto” das coisas são alguns dos hábitos do bom investidor. A capacidade de enxergar que algo tem valor antes de todo mundo, que existe uma demanda que não está sendo atendida ou que o preço de um ativo está muito abaixo de […]

vai demorar um pouco

Anfavea prevê que mercado de veículos voltará ao ritmo pré-pandemia em 2025

Previsão foi feita nesta segunda-feira. Projeção da Anfavea para 2020 é de retração de 40% nas vendas

tributação progressiva

Proposta de reforma tributária retira benefícios para IRPJ e IRPF, diz secretário da Receita

Secretário da Receita Federal, José Tostes disse que a proposta de reforma tributária do governo federal passará por retirar benefícios e incentivos no Imposto de Renda

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements