⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2019-10-14T14:23:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Falta gás

Apesar de espera positiva por FGTS, mercado de trabalho ainda trava ímpeto de compra

Analistas da FGV afirmam que o saldo positivo do Índice de Confiança do Consumidor em agosto deve ser encarado com certa cautela

22 de agosto de 2019
18:03 - atualizado às 14:23
Investimentos dúvida
Imagem: Shutterstock

A expectativa pela liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) melhorou o humor do consumidor brasileiro em agosto, mas o mercado de trabalho ainda em situação crítica está travando o ímpeto de compras de bens de consumo duráveis.

O saldo positivo do Índice de Confiança do Consumidor (ICC) em agosto deve ser encarado com certa cautela, alertou Viviane Seda Bittencourt, Coordenadora das Sondagens do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV).

O ICC subiu 1,1 ponto em agosto ante julho, para 89,2 pontos, patamar considerado ainda na zona desfavorável.

"O índice está longe ainda dos 100 pontos, do patamar de neutralidade", explicou Seda Bittencourt.

Em agosto, o Índice de Situação Atual (ISA) aumentou 3,4 pontos, para 78,7 pontos, enquanto o Índice de Expectativas (IE) recuou 0,5 ponto, para 97,2 pontos.

O componente que mede o otimismo das famílias com a situação financeira nos próximos meses avançou 7,1 pontos. As avaliações dos consumidores sobre a situação financeira atual cresceram 4,7 pontos, para 74,9.

"A melhora na confiança foi motivada pelas famílias na faixa de renda 1 (que recebem até 2.100 mensais). Na minha avaliação, isso está relacionado à expectativa de liberação do FGTS e do PIS/Pasep. Não sei se é um fenômeno tão sustentável. A avaliação do emprego piorou. A expectativa para essa faixa de renda também está piorando", lembrou a pesquisadora do Ibre/FGV.

A intenção de compras de bens duráveis caiu 10,9 pontos em agosto, para 72,2 pontos, o menor nível desde janeiro de 2017.

"Como não está vendo recuperação do mercado de trabalho, o consumidor ainda está cauteloso para comprar. O emprego não está vindo", disse Seda Bittencourt.

Entre as famílias com renda mensal até R$ 2.100, a confiança cresceu 5,2 pontos em agosto. Na faixa mais rica, com renda mensal acima de R$ 9.600 mensais, a confiança recuou 0,7 ponto.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Quem apoia Lula e Bolsonaro no segundo turno, Elon Musk de volta ao Twitter e as ações mais indicadas para outubro; confira os destaques do dia

4 de outubro de 2022 - 18:55

Se ontem (03) a forte alta do Ibovespa foi muito além dos ganhos vistos em Wall Street, hoje o dia foi marcado pelo movimento contrário.  Em Nova York, os investidores seguiram otimistas com a possibilidade de que os mais recentes dados da economia americana possam levar o Federal Reserve a diminuir o ritmo do seu […]

FECHAMENTO DO DIA

Peões se movimentam no xadrez político e Ibovespa tem alta limitada; dólar cai a R$ 5,16

4 de outubro de 2022 - 18:37

O principal índice da bolsa brasileira teve alta de 0,08%, enquanto o dólar à vista caiu 0,11%, a R$ 5,1680. Isso porque as atenções dos investidores estão de volta ao tabuleiro político do país.

Alívio no bolso

Pensão alimentícia agora é isenta de IR, e quem pagou o imposto nos últimos anos pode reaver a bolada; veja como

4 de outubro de 2022 - 18:21

Plenário do STF confirmou decisão de junho que isenta pensão alimentícia de imposto de renda; veja se você já pode parar de pagar o carnê-leão e como pleitear o ressarcimento dos valores pagos nos últimos cinco anos

Crédito privado

Após resgates superarem 75% do patrimônio, Captalys fecha fundo Orion para novas aplicações

4 de outubro de 2022 - 17:42

Em comunicado enviado aos cotistas, a Captalys informa que a presidente, Margot Greenman, vai se dedicar exclusivamente a retornar o capital integralmente aos cotistas

INCLUSÃO E DIVERSIDADE

Vivo abre mais de 400 vagas para pessoas com deficiência; saiba como participar do processo seletivo

4 de outubro de 2022 - 17:35

As oportunidades, com atuação presencial ou remota em 15 cidades do país, são para as áreas corporativas e comercial; as inscrições vão até 13 de outubro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies