Menu
2019-10-10T17:37:22-03:00
Estadão Conteúdo
Mudanças no radar

Federal Reserve vai aliviar regras pós-crise de 2008 para grandes bancos nos EUA

BC americano vai estabelecer uma nova forma de decidir quais grandes bancos são afetados pelas suas regulações mais duras

10 de outubro de 2019
17:37
Dólar
Imagem: Shutterstock

O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) está avançando com algumas das mais significativas reversões de regras bancárias desde que o presidente Donald Trump assumiu o governo americano, estabelecendo uma nova forma de decidir quais grandes bancos são afetados pelas suas regulações mais duras.

Nesta quinta-feira, o Fed estava se preparando para completar regras visando aliviar as condições de liquidez e regras de capital para grandes bancos nos EUA, aprovando um plano em uma votação esperada para hoje que pode reduzir custos regulatórios para instituições financeiras regionais no país com menos de US$ 700 bilhões em ativos.

As novas regras do Fed dividiriam grandes bancos nos EUA em quatro categorias com base nos seus tamanhos e outros fatores de risco, amplamente seguindo a estrutura de uma proposta de outubro do ano passado. Instituições regionais estariam ou inteiramente livres de certos requerimentos de capital e liquidez ou ver essas exigências reduzidas.

O vice-presidente para Supervisão do Fed, Randal Quarles, disse que as regras visam estabelecer um quadro "que ligue mais proximamente requerimentos regulatórios a riscos subjacentes, de uma forma que não comprometa os fortes ganhos de resiliência feitos desde a crise financeira".

Para bancos estrangeiros, a imagem era mais mista, com alguns enfrentando requerimentos elevados. Em uma questão crucial, girando em torno do tratamento de filiais de bancos estrangeiros nos EUA, o Fed adiou uma decisão, dizendo que precisa de mais tempo para consultar com autoridades homólogas fora do país.

"Nos próximos meses, vamos focar nossa atenção na questão de requerimentos de liquidez para filiais", disse Quarles.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Tudo normal?

Maioria das empresas está otimista para vendas na Black Friday, diz Boa Vista

Cerca de 66% das empresas acreditam que as vendas da Black Friday em 2020 serão iguais ou superiores às de 2019.

DINHEIRO NO BOLSO

BB Investimentos muda carteira de dividendos após resultados do 3º trimestre

Analistas avaliam que retomada da economia fomenta a expectativa de melhores resultados, resultando no maior pagamento de proventos

homem negro espancado

Carrefour tomba 6% e lidera quedas do Ibovespa após protestos e pedidos de boicote pela morte de João Alberto de Freitas

Homem negro foi assassinado por dois seguranças de um estabelecimento da rede de supermercados em Porto Alegre. Ato gerou pedidos de boicotes por artistas e usuários de redes sociais, além de manifestações em frente e dentro de lojas do Carrefour

SANGUE FRIO E CAPACITADO

‘Pessoa física deu show este ano’, diz presidente da B3

Investidor pessoa física aproveitou baixa do mercado e se posicionou para alta, enquanto institucionais e estrangeiros saíam do mercado, diz Finkelsztain

raio-x do setor

Lançamentos de imóveis no país caem no 3º tri, diz CBIC; vendas sobem

O estoque de imóveis disponíveis para venda chegou a 173.601 unidades em setembro, corte de 13% em relação ao mesmo período do ano passado.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies