🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Estadão Conteúdo
Setor de energia

Tribunal Superior do Trabalho suspende liminar que impedia a Equatorial de demitir funcionários na Cepisa

Decisão foi tomada pelo presidente do TST, ministro João Batista Brito Pereira, que acatou a argumentação do Grupo

Estadão Conteúdo
13 de fevereiro de 2019
19:22 - atualizado às 14:22
Energia - Imagem: Shutterstock

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) suspendeu uma liminar que impedia a Equatorial de realizar demissões em massa de funcionários da recém-adquirida Cepisa enquanto vigorar acordo coletivo, até o próximo dia 30 de abril, e realize a reintegração de demitidos.

A decisão foi tomada pelo presidente do TST, ministro João Batista Brito Pereira, que acatou a argumentação do Grupo Equatorial.

A companhia apresentou recurso ao tribunal contra a decisão da presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Piauí, que manteve uma tutela antecipada concedida inicialmente pela 1ª Vara do Trabalho de Teresina, acolhendo pedido do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Estado do Piauí (Sintepi).

Em sua decisão, Brito Pereira ele lembra que o processo de privatização da Cepisa - e de outras distribuidoras do grupo Eletrobras - tinha como objetivo diminuir o déficit público decorrente dos recursos aplicados nessas empresas e propiciar melhor prestação de serviços à população e destaca a segunda cláusula do contrato de concessão da distribuidora, "que assegura à distribuidora 'ampla liberdade na direção de seus negócios, investimentos, pessoal, material e tecnologia, observadas as prescrições deste Contrato e das normas legais e regulamentares, assim como as instruções e determinações do Poder Concedente e da Aneel' (Agência Nacional de Energia Elétrica)", afirma.

"Visando melhorar a prestação desse serviço essencial à população o Poder Público transferiu a sua execução para a iniciativa privada, inclusive com a garantia de ampla liberdade na direção de seus negócios e seu quadro de pessoal. É notório, pois, que qualquer ingerência externa nessa área irá prejudicar o alcance do objetivo almejado com a concessão, que é a prestação de serviço público de qualidade à população, resultando em grave lesão à ordem pública", acrescenta.

Para ele, a ingerência na administração da empresa com imposição da proibição de efetuar demissões sem justa causa "resulta em grave lesão à ordem pública, decorrente da notória interferência prejudicial ao bom funcionamento do serviço público por elas prestado".

A Cepisa foi a primeira das seis distribuidoras da Eletrobras a ser leiloada, em junho do ano passado. A Equatorial assumiu efetivamente a gestão da empresa em outubro, quando declarou que "um dos grandes objetivos nesses primeiros anos é tornar a empresa economicamente viável, combatendo a inadimplência, reduzindo as perdas de energia, o famoso 'gato', além de planejar e executar medidas necessárias no processo de gestão". Na ocasião, informou que a distribuidora passaria por um processo de transição natural. Em 10 de dezembro, a distribuidora lançou um Programa de Demissão Voluntária (PDV).

Compartilhe

NOVA CONCESSÃO

Ela é diversificada: Equatorial (EQTL3) abre o leque e anuncia entrada no setor de saneamento

13 de julho de 2022 - 12:46

Companhia será responsável pelos serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário no Amapá pelos próximos 35 anos

FESTA DOS PROVENTOS

Sextou com mais de R$ 7 bilhões em dividendos: CPFL Energia (CPFE3) puxa fila com R$ 3,7 bilhões; confira quais outras empresas anunciaram proventos

29 de abril de 2022 - 19:08

Outro destaque da noite foi a Cemig (CMIG4), que depositará mais de R$ 1 bilhão na conta dos cotistas

NEGÓCIO DE RESPEITO

Equatorial (EQTL3) conclui compra da Echoenergia; maior aquisição do setor de renováveis do país custou R$ 7 bilhões aos cofres da empresa

3 de março de 2022 - 20:10

A companhia adquirida é especializada em energias renováveis, principalmente eólica, segmento em que detém um dos maiores portfólios do país

TIRANDO O PESO

Em busca de desalavancagem, Equatorial (EQTL3) lança oferta de ações para levantar mais de R$ 2,6 bilhões

27 de janeiro de 2022 - 9:52

Empresa tenta fazer jus à fama de ‘gigante que nunca dorme’ para seguir em busca de novas aquisições no setor elétrico

FESTA DOS PROVENTOS

Dividendos: Lista de empresas de energia que farão pagamentos milionários cresce com Equatorial (EQTL3) e ação sobe na B3; veja quem pode receber

9 de dezembro de 2021 - 13:41

Após Copel e Vibra, companhia vai distribuir no próximo dia 29 de dezembro R$ 0,72 por papel, totalizando R$ 707,1 milhões

No alvo

Em busca de fontes renováveis, a ‘gigante que nunca dorme’ desembolsa R$ 6,7 bilhões pela Echoenergia

29 de outubro de 2021 - 6:50

Com aquisição, Equatorial Energia (EQTL3) busca consolidar sua posição no setor elétrico brasileiro

DE 'NEUTRO' PARA 'COMPRA'

XP recomenda compra de ação do setor elétrico e chama empresa de ‘gigante que nunca dorme’

26 de outubro de 2021 - 11:36

Analistas acreditam que o papel ainda não incorporou as mais recentes aquisições da empresa; potencial de valorização é de quase 25% em relação ao fechamento de ontem

BOM NEGÓCIO?

Equatorial vence leilão no Amapá e estreia em saneamento, mas preço da concessão foi salgado; é hora de comprar EQTL3?

3 de setembro de 2021 - 17:39

A afobação da empresa com o ativo não caiu bem entre os investidores, já os analistas não foram tão rápidos para rebaixar a recomendação dos papéis

cardápio de balanços

Via, Suzano, Eletrobras, Equatorial, MRV, Eneva, Locaweb, BRF, Natura, Hapvida e JBS: os balanços que mexem com o mercado nesta quinta

13 de maio de 2021 - 7:21

Veja abaixo os principais resultados, divulgados entre a noite desta quarta-feira e a manhã desta quinta

Gestão na crise

Com BR Distribuidora, Via Varejo e Vale nos fundos, Opportunity vê bolsa barata se país superar risco fiscal

21 de outubro de 2020 - 6:02

Ações têm espaço para subir se o governo encontrar uma solução para encaixar o Renda Cidadã no orçamento sem “chutar o balde”, diz Luiz Felipe Constantino, sócio e gestor do Opportunity

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar