Menu
2019-08-01T14:28:21-03:00
Estadão Conteúdo
quem é que sobe

Vendas nos shopping centers cresceram 8,4% no 1º semestre, diz Abrasce

Associação estima que as vendas nos shoppings devam atingir alta de 7% em 2019 na comparação com 2018

1 de agosto de 2019
14:24 - atualizado às 14:28
Varejo: imagem desfocada de pessoas caminhando em um shopping center
Imagem: Shutterstock

As vendas nos shopping centers do País cresceram 8,4% no primeiro semestre, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira, 1º de agosto, pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

Para o presidente da associação, Glauco Humai, o dado é positivo e mostra que o ritmo de crescimento do setor chegou ao mesmo patamar registrado antes da crise, que afetou a economia brasileira a partir de 2014.

"Os registros do primeiro semestre nos deixam otimistas e confiantes de fecharmos o ano dentro da expectativa anunciada", afirmou Humai.

A Abrasce estima que as vendas nos shoppings devam atingir alta de 7% em 2019 na comparação com 2018.

No primeiro semestre, a Região Sul foi a que apresentou maior crescimento nas vendas dos shoppings (10,9%), seguida pela região Nordeste (9,6%), Sudeste (8%), Norte (7,1%) e Centro-Oeste (6,4%).

O segmento de eletroeletrônicos foi o que apresentou maior crescimento de vendas no primeiro semestre, com alta de 14,56%. Na sequência vieram os setores de relojoaria e bijuterias (7,33%); brinquedos (6,81%); e telefonia e acessórios (5,64%).

Em média, os consumidores gastaram R$ 93,68 em compras, patamar estável em comparação ao mesmo período do ano passado.

Humai observou que o setor de shoppings é resiliente e historicamente mostra um desempenho de vendas melhor do que do varejo em geral e da atividade econômica nacional. "Por exemplo, em 2015 e 2016, enquanto a economia estava em recessão o setor crescia entre 4% e 6%", citou.

Outro ponto que ajudou as vendas foi a inauguração de cinco empreendimentos no primeiro semestre: Shopping Carpina, Patos Shopping, Shopping Parque da Cidade, Jockey Plaza Shopping e Só Marcas Outlet Guarulhos. Para o restante do ano, há mais 12 inaugurações previstas.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

esquenta dos mercados

Mercado busca recuperação tímida após dia sangrento e bateria de divulgações

Investidores devem repercutir balanços e decisão do Copom, enquanto monitoram situação fiscal, do coronavírus no exterior e a tensão provocada pela proximidade das eleições americanas.

BALANÇO

Consumo de cerveja no Brasil puxa receita e Ambev supera projeções no 3º trimestre

Lucro líquido cai 9% por conta de despesas financeiras, mas fica acima das expectativas do mercado; volume de vendas consolidado cresce 12%

DADOS OFICIAIS

Brasil tem 158,4 mil mortes por covid-19 desde início da pandemia

País registra 28.629 novos casos e 510 novas mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo Ministério da Saúde

Bons presságios

O que esperar para cada segmento do mercado imobiliário, segundo o BTG – e uma ação para ficar de olho

Em relatórios setoriais, analistas do banco dizem o que esperam para os resultados do terceiro trimestre das companhias ligadas aos diferentes segmentos do mercado; visão, em geral, é otimista

Que bolsa é essa? - SD Premium

Telefone pra você: uma empresa líder na bolsa — e com o conforto dos dividendos

Nos níveis atuais, acho bastante interessante comprar as ações. Mesmo que não haja nenhum grande gatilho de curto prazo, os dividendos te compensam pela espera

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies