Menu
2019-08-02T09:52:13-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Agora vai?

Bolsonaro autoriza estudos para privatização da Eletrobras via aumento de capital

Ideia é que a venda ocorra por meio de uma oferta de ações ou pela configuração de uma nova empresa via reestruturação

1 de agosto de 2019
20:30 - atualizado às 9:52
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro - Imagem: Divulgação

Mais um capítulo se desenha na (já) longa novela sobre a privatização da Eletrobras. O presidente Jair Bolsonaro e o ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque autorizaram nesta quinta-feira, 1º, que a companhia de energia aprofundasse estudos para sua desestatização.

De acordo com comunicado divulgado ao mercado, a venda ocorrerá por meio de um aumento de capital social - algo que já vinha sendo ventilado desde o início do governo. O processo acontecerá via oferta pública de ações ordinárias da Eletrobras ou por oferta de ações ordinárias de uma eventual empresa resultante de reestruturação.

O documento informa ainda que todo o processo de privatização deverá estar em linha com os ritos legislativos, de forma a ser apreciado pelo Congresso Nacional.

No fim do mês passado, Albuquerque já havia informado que o projeto que selaria o destino da estatal já estava esboçado, e que a apresentação se daria até agosto. Prometeu ainda que a tramitação ocorreria já no segundo semestre de 2019.

Uma longa história

Não é de hoje que a Eletrobras dá dores de cabeça para a administração federal. O governo do ex-presidente Michel Temer tentou, sem sucesso, encaminhar no Legislativo um projeto de venda da empresa. O texto, no entanto, encontrou profunda resistência e acabou abandonado.

Agora, o Ministério de Minas e Energia tenta novas estratégias para se desfazer da empresa. Algumas subsidiárias já saíram das mãos do governo, mas a saúde da empresa principal ainda depende de uma guinada em sua administração.

As ações ON da Eletrobras (ELET3) fecharam o dia em forte alta de 6,91%. Na expectativa de privatização, os papéis já acumulam uma valorização de 147,5% neste ano, enquanto que as ações PNB registram um ganho de 124% em 2019.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

COLUNA DO PAI RICO PAI POBRE

Ter um emprego versus empreender

Veja como avaliar se é melhor ter um próprio negócio, ser autônomo ou arrumar um emprego.

EMPREGOS

Para gerar 1 milhão de empregos, economia tem de crescer 3%, diz secretário

O secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo, evitou nesta sexta-feira, 24, fazer uma previsão oficial para a geração de empregos com carteira assinada em 2020, mas disse acreditar em até 1 milhão de novos postos de trabalho neste ano, caso o Produto Interno Bruto (PIB) tenha uma alta próxima de 3% até […]

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O que será que será da Selic?

A taxa básica de juros (Selic) vai continuar em queda? Quando fiz essa pergunta recentemente a um gestor de fundos, ele me devolveu com outra pergunta: – Você quer que eu responda o que o Banco Central deveria fazer ou o que ele vai fazer? Pode parecer uma diferença sutil, mas o mercado encontra-se atualmente […]

Dólar teve alta

Tensão com o coronavírus freia os mercados e faz o Ibovespa ficar no zero a zero na semana

O coronavírus trouxe cautela aos mercados, mas não desencadeou uma onda de pessimismo. Como resultado, o Ibovespa ficou praticamente zerado na semana — a nova doença neutralizou o otimismo estrutural visto na bolsa nos últimos dias

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: Já pensou em conquistar sua independência financeira?

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast semanal um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

de olho na inflação

BC está confortável com inflação após choque de proteína, diz Campos Neto

“Há um gap de política monetária que a gente tenta comunicar. É importante, porque parte do que foi feito não está totalmente dissipado”, afirmou em seguida

MAIS ESCLARECIMENTOS

BNDES atual pôs R$ 15 milhões a mais em auditoria

O reajuste de 25% aconteceu por meio de um aditivo contratual, publicado no dia 25 de outubro de 2019, e aumentou de US$ 14 milhões para US$ 17,5 milhões o contrato da Cleary Gottlieb Steen & Hamilton, escritório contratado para realizar os serviços de auditoria

CONFIRMADA

Oi confirma venda de participação na angolana Unitel por R$ 1 bilhão

O montante corresponde a venda de 25% da participação que detém na angolana e engloba também os dividendos que a Oi tem o direito de receber, mas que estavam retidos até então

negativas

Bolsonaro nega a ideia de ‘imposto do pecado’

Presidente também descartou a chance de desmembrar o Ministério da Justiça e Segurança Pública em duas pastas

Na bolsa

Itaú reduz participação na Qualicorp para menos de 5%

O banco passou a deter 4,95% do capital da administradora de planos de saúde coletivos após a venda das ações, que acumulam alta de mais de 200% em 12 meses

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements