Menu
Eduardo Campos
Diário dos 100 dias
Eduardo Campos conta os bastidores do início do governo
Dados da Bolsa por TradingView
2019-01-18T18:55:55-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Dia 18

A caixa transparente do BNDES

Dados sobre tomadores, valores, prazos e taxas já estavam abertos desde 2015

18 de janeiro de 2019
18:30 - atualizado às 18:55

O fato político e econômico do dia foi um daqueles grandes casos de “a montanha pariu um rato”. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) teria aberto sua “caixa-preta”, como disse o presidente Jair Bolsonaro na campanha. De fato, o que o BNDES fez foi reorganizar informações já existentes sobre seus principais clientes ou tomadores de empréstimos, facilitando o acesso e permitindo diferentes compilações de dados. Algo relevante, mas "os descalabros" e o "dinheiro fácil para os governos amigos" já estavam lá, para todo mundo ver, desde junho de 2015. Fornecendo farto material para reportagens e campanhas políticas. O presidente disse que “ainda vamos bem mais a fundo”, mas pode ser que esbarre em limitações impostas pela lei do sigilo bancário.

A ala política do governo e o pessoal das redes sociais “fazer barulho” com isso até vai, faz parte do jogo. Mas o que me chamou atenção, mesmo, foi a Petrobras entrar nessa história, com uma nota do seu presidente, Roberto Castello Branco, determinando que a empresa não opere mais com bancos públicos. O motivo alegado é nobre. A empresa tem condições de buscar financiamento de outras fontes. Mas o ponto é que a companhia deve ser gerida visando o melhor resultado possível para seus acionistas. Com fica se o BNDES ou o Banco do Brasil conseguirem, sem recursos públicos, por exemplo, linhas de financiamento em condições melhores? A Petrobras vai recusar? A impressão que fica é de que a estatal misturou negócios com política nessa manifestação, justamente a combinação que quase destruiu a empresas faz poucos anos. No fim do dia, foi assinada a medida provisória de combate a fraudes na Previdência. Economia prevista de R$ 9,8 bilhões no primeiro ano. Aguardemos os tribunais.

Leia aqui todo o Diário dos 100 Dias.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Nada de penny stock

Na Saraiva (SLED3 e SLED4), uma medida para aliviar a pressão da CVM — mas que não tira a corda do pescoço

A Saraiva (SLED3 e SLED4) quer fazer um grupamento de ações na proporção de 35 para 1, saindo da casa dos centavos — mas perdendo liquidez

Seu Dinheiro no sábado

O que esperar para os seus investimentos até 2024?

Como parte das comemorações de três anos do Seu Dinheiro, montamos um conteúdo especial para discutir o cenário de investimentos até 2024

PAPO CRIPTO #004

Bitcoin (BTC) pode chegar aos US$ 100 mil ainda este ano, tudo depende dos EUA, afirma André Franco ao Papo Cripto

As gamecoins como o Axie Infinity devem movimentar ainda mais o mercado até o final do ano

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies