Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-05-29T07:48:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Ainda não foi dessa vez

Proposta da Azul por parte da Avianca é rejeitada pela Justiça

Segundo o juiz responsável pela decisão, a Azul não tem legitimidade para invalidar o plano de recuperação aprovado anteriormente

29 de maio de 2019
7:47 - atualizado às 7:48
Avianca – Azul
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock / Estadão Conteúdo

A Azul bem que tentou, mas a sua segunda proposta para aquisição de partes da Avianca Brasil por US$ 145 milhões foi rejeitada pela Justiça. A decisão foi tomada ontem pelo juiz Tiago Henriques Papaterra Limongi, da 1ª. Vara de falência do Estado de São Paulo.

Segundo o juiz, a Azul não tem legitimidade para invalidar o plano de recuperação aprovado anteriormente. No caso, o plano previa o leilão de sete Unidades Produtivas Isoladas (UPIs), cada uma delas com parte das autorizações de pouso e decolagem nos aeroportos. A dívida da Avianca Brasil chega a R$ 2,7 bilhões.

A proposta da Azul foi feita após os leilões das UPIs serem suspensos. Hoje, o plano de recuperação está travado. A Latam e a Gol haviam chegado a um acordo e se comprometido a ficar, cada uma, com uma das UPIs por US$ 70 milhões. A gestora americana Elliot, detentora de 74% da dívida da Avianca havia fechado um acordo com a Latam e a Gol, que se comprometeram a ficar com uma UPI de US$ 70 milhões cada.

Limongi ainda afimou que a proposta da Azul pela Gol dependeria  de um leilão, modelo semelhante ao proposto por Latam e Gol.

No último dia 24 de maio, a Anac anunciou a suspensão das operação da Avianca Brasil, suspendendo todos os voos até que a empresa comprove capacidade operacional para manter as operações com segurança.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

em busca de oportunidades

Viver (VIVR3) deixa recuperação judicial e ações disparam; veja como identificar empresas que também podem se recuperar

Pontos são de especialista em gestão estratégica e processos de reestruturação corporativa; Viver (VIVR3) subiu mais de 150% no último ano e ganha impulso com saída da RJ

Nova bolada

Corretora que quer levar brasileiros a investir nas bolsas dos EUA recebe aporte de R$ 150 milhões; saiba mais

Com US$ 1 bilhão em ativos sob gestão e 300 mil clientes, a Avenue Securities recebeu aporte do fundo japonês Softbank

O gigante quer mais

Buscando margem: Itaú Unibanco (ITUB4) aposta em retomada de crédito pessoal para lucro continuar em alta

Carteira de crédito tem sido impulsionada por linhas com juros mais baixos para os clientes, como financiamento de imóveis e de veículos

Na mira da lei

O que bitcoin e carro tem em comum? Para o novo diretor da CVM americana, ambos precisam de limites

O novo chefe da SEC, a CVM americana, é um entusiasta de criptomoedas e deve trazer um time de peso para sua equipe

Na agenda

Reforma administrativa deve ser votada na Câmara no fim de agosto, diz Lira

O parlamentar avaliou que ficará mais difícil avançar com reformas no ano que vem, quando os interesses políticos vão se sobrepor à agenda econômica

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies