Menu
2019-07-26T15:05:40-03:00
Estadão Conteúdo
caso avianca

Azul diz que abertura de Congonhas para novos entrantes não acirra competição

Aérea alerta para o fato de que, “sem providências adicionais, será inevitável a fragmentação dos voos entre várias empresas entrantes em Congonhas

26 de julho de 2019
15:05
Avianca
Avianca - Imagem: Shutterstock

Embora comemore a decisão da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) de redistribuir os horários de pousos e decolagens (slots) da Avianca, a Azul acredita que essa abertura para novos entrantes aumenta o número de empresas presentes em Congonhas mas não acirra a competição.

Em nota enviada à imprensa, a aérea alerta para o fato de que, "sem providências adicionais, será inevitável a fragmentação dos voos entre várias empresas entrantes em Congonhas, subaproveitando a oferta de assentos e a receita da administração aeroportuária".

A operação desses slots com aeronaves menores, na visão da companhia, representa um uso ineficiente de recursos públicos, impedindo a entrada efetiva de qualquer novo concorrente na ponte aérea Congonhas-Rio e Congonhas-Brasília.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Não agora

Havan protocola desistência de IPO junto à CVM

Notícia de que a varejista poderia adiar IPO já corria o mercado; Havan entrou com pedido de abertura de capital no fim de agosto

Atritos

Maia critica obstrução de base do governo e cobra interesse para votar reformas

Para o presidente da Câmara, o acordo firmado em fevereiro que garantiria a presidência da CMO ao deputado Elmar Nascimento (DEM-BA) é o válido.

Tesouro Nacional

Dívida Pública Federal sobe 2,59% e fecha setembro em R$ 4,526 tri

Em agosto, o estoque estava em R$ 4,412 trilhões.

Vai comprar?

BB Investimentos eleva preço-alvo da Unidas após resultados positivos no trimestre

A companhia teve um volume recorde na venda de carros e uma alta de 65,4% na receita líquida de seminovos, comparando com 2019.

alta forte

Mercado de juros futuros tem dia tenso e aumenta pressão sobre BC na véspera da decisão do Copom

Selic atualmente está em 2% ao ano; mercado presta atenção em postura que será adotada pelo Copom em meio à alta da inflação e ao risco fiscal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies