Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-21T09:55:46-03:00
Estadão Conteúdo
De olho no vizinho

Bolsonaro admite, no Japão, preocupação com conflitos no Chile

Ele não respondeu se entrou em contato com Piñera em meio aos conflitos ou se pretende fazê-lo. Também evitou dar sua opinião sobre o movimento popular que protesta contra sinalização de aumento no preço das passagens de metrô.

21 de outubro de 2019
9:18 - atualizado às 9:55
shutterstock_112612133

O presidente Jair Bolsonaro admitiu que os conflitos no Chile contra a gestão de Sebastian Piñera preocupam o governo brasileiro, mas evitou se estender no assunto.

"Tudo o que acontece na América do Sul a gente se preocupa", disse o presidente nesta segunda-feira, 21, após ser questionado insistentemente por jornalistas. Ele deu a declaração durante passeio que fez a pé pelas ruas de Tóquio, em suas primeiras horas no Japão.

Bolsonaro reiterou o seu alinhamento com Piñera ao lembrar que o presidente chileno o apoiou em uma sessão da reunião dos países que compõem o G7, em agosto. "O Piñera me apoiou muito no último G7", comentou Bolsonaro nesta segunda.

O presidente brasileiro se referiu ao período em que protagonizou uma troca de farpas com o presidente da França, Emmanuel Macron, sobre as queimadas na região amazônica. Na volta do G7, Piñera visitou Bolsonaro no Palácio da Alvorada.

Ele não respondeu se entrou em contato com Piñera em meio aos conflitos ou se pretende fazê-lo. Também evitou dar sua opinião sobre o movimento popular que protesta contra sinalização de aumento no preço das passagens de metrô. Os protestos já deixaram sete mortos.

Na primeira atividade em solo japonês, o presidente Bolsonaro visitou o Santuário Meiji, um templo xintoísta localizado no bairro Shibuya, em Tóquio.

Acompanhado do deputado federal Hélio Lopes (PSL-RJ), do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, e de outros membros da comitiva presidencial e da Embaixada Brasileira, Bolsonaro participou de um ritual de purificação na entrada do local.

Após a visita ao santuário, o grupo saiu do local caminhando em direção à Rua Takeshita, uma atração turística de Tóquio. No caminho, o presidente foi abordado e tirou fotos com pessoas nas ruas.

 

*Com informações de Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Sinal amarelo

Marfrig (MRFG3) confirma participação em oferta da BRF (BRFS3), mas não poderá assumir o controle da empresa; entenda

Segundo um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários hoje, as compras da Marfrig estarão limitadas a sua participação acionária atual

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa no azul apesar da volatilidade, bitcoin no vermelho e imbróglios com FII e Oi: o que marcou o mercado nesta sexta

Numa semana marcada pela escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia, decisão de juros nos Estados Unidos e um discurso mais hawkish (duro contra a inflação) por parte do presidente do banco central americano, Jerome Powell, o Ibovespa conseguiu, mais uma vez, acumular alta. E as bolsas americanas – pasme – também. A sexta-feira (28) […]

DESINVESTIMENTOS

Em negócio bilionário, Petrobras (PETR4) vende ativos na Bacia Potiguar para subsidiária da 3R Petroleum (RRRP3); saiba quanto entrou nos cofres da estatal

A bola da vez é um conjunto de 22 concessões de campos de produção terrestre e de águas rasas, juntamente à sua infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento

SACO DE PANCADAS PRESIDENCIAL

Petrobras (PETR4) recua quase 4% após críticas de Lula; petista condenou pagamento de dividendos e política de preços da estatal

Embalados pela alta do petróleo, os papéis operavam em alta mais cedo, mas, após a nova rajada de críticas, passaram a registrar uma queda brusca

Fechamento da semana

Ibovespa tem dia de realização de lucros e fecha em queda, mas acumula alta de 2,72% na semana; dólar fecha em R$ 5,39

Semana foi marcada pela volatilidade nas bolsas internacionais, mas estrangeiro continuou buscando ações brasileiras

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies