Menu
2019-08-28T14:55:36-03:00
Estadão Conteúdo
Adeus dinheiro!

Compras com cartões somam R$ 850 bilhões no 1º semestre, revela Abecs

Desse total, cartões de crédito responderam por R$ 534,4 bilhões enquanto os de débito foram responsáveis por R$ R$ 308 bilhões

28 de agosto de 2019
14:55
Cartão de crédito
Cartão de crédito - Imagem: Shutterstock

O setor de cartões movimentou R$ 850 bilhões na primeira metade do ano, volume 18% maior que o visto um ano antes, segundo a associação que representa o segmento, a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). Os cartões de crédito responderam por R$ 534,4 bilhões, aumento de 18,8%, e de débito R$ R$ 308 bilhões, aumento de 16%.

No segundo trimestre, o segmento cresceu a um ritmo ainda mais veloz. De abril a junho, a expansão foi de 19% ante um ano, totalizando cerca de R$ 430 bilhões. Do volume total, os cartões de crédito somaram R$ 274,5 bilhões, alta de 19,7%, e os de débito totalizaram R$ 155,2 bilhões, elevação de 16,8% em um ano.

"Apesar do cenário econômico desafiador, o setor de meios de pagamentos eletrônicos apresentou o maior crescimento trimestral em sete anos", disse o presidente da Abecs, Pedro Coutinho, em coletiva de imprensa, no período da manhã desta quarta-feira.

Segundo ele, a expansão do mercado tem como pano de fundo maior inclusão financeira, digitalização dos pagamentos e a maior competição no setor. "Não é só a guerra de maquininhas. A indústria inteira tem trabalhado em inovação, o que tem ajudado a reduzir os custos do setor", avaliou. "O Brasil ainda tem 45 milhões de desbancarizados", acrescentou.

A quantidade de compras com cartões de crédito, débito e pré-pagos no primeiro semestre passou da marca de 10,3 bilhões. Conforme Coutinho, isso corresponde a 40 mil transações por minuto.

Nesse contexto, Coutinho espera que o setor ultrapasse a projeção de movimentar R$ 1,8 trilhão em 2019, equivalente a 25% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. "Seguramente, a representatividade do setor será maior no PIB nesse ritmo de crescimento. Vamos ultrapassar", afirmou.

Contribui, conforme o presidente da Abecs, eventos importantes no segundo semestre que devem garantir pujança ao mercado de cartões como, por exemplo, a Semana Brasil, criada pelo Governo de Jair Bolsonaro para incentivar o consumo; liberação dos pagamentos de PIS e Pasep e FGTS; Dia das Crianças; Black Friday e Natal. A perspectiva para os próximos cinco meses é de maior crescimento indústria.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

em meio à crise

GPA tem alta de 150% no lucro, com melhora operacional no Brasil

Cifra atingiu R$ 386 milhões; Assaí apresentou faturamento de R$ 10,1 bilhões, incremento de R$ 2,5 bilhões contra o ano anterior

Números fortes

Vale tem lucro líquido de US$ 2,9 bilhões no 3º tri, alta de 76% na comparação anual

Lucro líquido cresceu quase 76% em relação ao terceiro trimestre do ano passado; Ebitda ajustado chegou a mais de US$ 6 bilhões

Análise

O mercado trucou, e o Banco Central mandou descer ao bancar juro baixo

Emparedado pelo repique da inflação e pelo aumento do risco fiscal, o BC foi inflexível e sustentou o “forward guidance”, a sinalização de que a Selic permanecerá baixa por um longo período

Acelerou

Bolsonaro assina sanção da lei que prorroga incentivos para setor automotivo

A sanção do projeto, assinada por Bolsonaro, deve ser publicada até esta quinta-feira, 29, no Diário Oficial da União (DOU).

o pior já passou?

Petrobras tem prejuízo de R$ 1,5 bilhão no terceiro trimestre, com adesão a anistias tributárias

Analistas esperavam prejuízo de R$ 4,15 bilhões; após baixa com a pandemia, estatal aumentou a participação de mercado e manteve um patamar alto de exportações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies