Menu
2019-12-27T15:00:00-03:00
Dinheiro que entra

Após pagar R$ 3 bilhões em IHCD, Caixa devolverá mais R$ 8,350 bilhões ao governo

Autorização do Tesouro era o último trâmite oficial que faltava para a efetivação do pagamento

27 de dezembro de 2019
14:07 - atualizado às 15:00
Caixa Economica Federal
Imagem: Shutterstock

A Caixa Econômica Federal vai devolver mais R$ 8,350 bilhões ao governo por conta de empréstimos feitos durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

O aval para a devolução dos chamados instrumentos híbridos de capital e dívida (IHCD) foi dado nesta sexta-feira, 27, pelo Tesouro Nacional, conforme despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU), assinado pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior.

O pagamento deve ser feito nesta sexta. A autorização do Tesouro era o último trâmite oficial que faltava. O Banco Central, que também avaliou a operação, já tinha autorizado.

São dois pagamentos, um de R$ 7,350 bilhões e outro de R$ 1 bilhão, quitando parte de um segundo contrato da Caixa com a União.

Com esses R$ 8,350 bilhões, a Caixa terá devolvido ao governo um total de R$ 11,350 bilhões neste ano. Em junho, o banco já havia feito um pagamento de R$ 3 bilhões.

Antes das amortizações, a Caixa detinha um saldo de pouco mais de R$ 40 bilhões em IHCD, recursos esses que foram aportados na instituição na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff para suportar a estratégia de concessão de crédito utilizada na época.

Os pagamentos de IHCD foram possíveis a partir de cortes de custos que a Caixa tem feito e ainda a venda de ativos.

Para 2020, o banco quer ir além e aumentar o volume devolvido ao governo. Pretende, assim utilizar os recursos que levantar com a venda de ativos e ainda a abertura de capital de alguns negócios, que incluem as operações de seguros, cartões, loterias e gestão de recursos.

Mais pagamentos

A expectativa do banco público, conforme apurou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), é pagar mais R$ 8 bilhões em 2020 por causa da abertura de capital da Caixa Seguridade, totalizando uma devolução de R$ 20 bilhões ou metade do saldo de IHCD.

A devolução desses recursos diminui a despesa de juros da instituição, que foi equivalente a cerca de R$ 4 bilhões neste ano.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

ranking da forbes

Varejo invade lista de mais ricos do Brasil; saiba mais sobre os bilionários

Luiza Trajano, Ilson Mateus e Luciano Hang chegam entre os 10 mais ricos do país, em um ano marcado por mudanças no setor varejista, alta das ações e IPOs

Seu Mentor de Investimentos

Como proteger seus investimentos diante do risco de sanções comerciais por causa das queimadas

País tornou-se um pária no mundo por conta do que acontece no Pantanal e na Amazônia, diz colunista Ivan Sant’Anna; ele aponta uma série de tipos de ativos que podem estar imunes a uma eventual protesto da comunidade internacional

caso de fevereiro

Guedes ‘excedeu barbaramente’ limites ao comparar servidor a parasita, diz juíza

Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, da 4ª Vara Federal Cível da Bahia, afirmou que o ministro da Economia ‘insultou’ os servidores públicos

em recuperação judicial

Justiça dos EUA libera empréstimo de US$ 2,4 bi da Latam

Nova proposta retirou cláusula questionada por minoritários

o melhor do seu dinheiro

Briga de bilionários e a maior besteira da minha vida

Texto mais lido da semana foi sobre uma troca de farpas virtual entre Elon Musk e Bill Gates. O motivo da discórdia? A viabilidade de veículos elétricos para longas distâncias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements