Menu
2019-07-06T11:34:57-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Novidades na prateleira dos CDBs

Criado por ex-sócios do BTG, C6 Bank chega oferecendo CDBs com rentabilidade bruta de 117% do CDI

Hoje, o CDB do banco está disponível para correntistas e para investidores com conta na corretora Guide Investimentos, XP, Genial, Easynvest, Modal e Daycoval

2 de julho de 2019
18:08 - atualizado às 11:34
C6 Bank
Sede do C6 Bank - Imagem: Divulgação / Medium

Para quem acompanha mercado financeiro, uma das coisas que mais vem chamando a atenção é o número de bancos digitais que estão surgindo. E eles chegaram para brigar. Na disputa por clientes, um dos nomes que pode despontar é o do C6 Bank. Apesar de ainda estar restrito a quem recebeu um convite para abrir a conta, o banco já apresentou duas estratégias que podem aumentar o número de correntistas.

Entre as novidades está o oferecimento de Certificados de Depósito Bancário (CDBs). Um dos destaques é o CDB com rentabilidade bruta de 117% do CDI, com prazo de três anos. Em um levantamento que fiz na plataforma Yubb, o CDB do C6 Bank perde apenas para o título do Banco Máxima, com retorno bruto de 118% do CDI em um prazo de três anos. Hoje, o CDB do banco está disponível para correntistas e para investidores com conta nas corretoras Guide Investimentos, XP, Genial, Easynvest, Modal e Daycoval.

Além dele, o banco oferece um CDB pós-fixado de liquidez diária com aplicação inicial de R$ 100 e rentabilidade bruta de 100% do CDI. Há também outras três opções: CDB pós-fixado com prazo de seis meses e rentabilidade bruta de 103% do CDI; CDB com prazo de um ano e rentabilidade de bruta de 112% do CDI e, por fim o CDB pós-fixado com prazo de dois anos e rentabilidade de 116% do CDI.

Todos os CDBs têm aplicação inicial de R$ 100, o que é bastante positivo para diversificar a carteira e garantir uma boa rentabilidade.

Hoje, há também outras opções disponíveis. Uma delas é o CDB do Banco Máxima, que oferece um rendimento bruto de 114% do CDI, mas o valor inicial de aplicação de R$ 1 mil e o prazo é de um ano, segundo a plataforma Yubb.

Outra é a opção do banco Sofisa Direto que oferece CDBs com aplicação inicial de R$ 1. Em uma promoção lançada recentemente pelo banco, se o Brasil for campeão da Copa América, a instituição poderá oferecer CDBs com rentabilidade bruta de até 120% do CDI.

Afinal, o que é CDB?

Na prática, esse certificado funciona como um título de dívida que um banco emite para captar recursos. É como se você, investidor, emprestasse dinheiro para o banco e recebesse o pagamento de juros sobre esse empréstimo.

Pelo fato de ser um título de crédito privado, um dos riscos que o investidor corre é o de inadimplência do emissor. Mas a boa notícia é que esse tipo de certificado possui garantia do Fundo Garantidor de Crédito, que cobre perdas de até R$ 250 mil por CPF/CNPJ e conglomerado financeiro.

Pelo fato de ser um banco novo, uma das estratégias utilizadas para atrair clientes tem sido oferecer taxas mais interessantes do que a média do mercado. Isso ocorre porque como o risco de investir em um CDB de banco tradicional seria menor, os bancos menores ou mais novos precisam atrair correntistas oferecendo retornos mais atrativos do que os bancões.

Outra novidade

Além do CDB, os correntistas do C6 Bank também poderão aproveitar outra novidade. A instituição fechou uma parceria com a startup de tecnologia, Greenpass. O interessante é que ela possui um “chip de pedágio” que será distribuindo aos primeiros clientes do banco como o C6 Taggy, uma versão personalizada do chip.

O objetivo é oferecer o dispositivo de graça e não cobrar nenhuma mensalidade ou taxa de adesão. Na prática, o pedágio será debitado direto na conta corrente do cliente.

Quem é o C6 Bank?

A instituição foi criada pelos ex-sócios do BTG Pactual Marcelo Kalim, que se tornou presidente do novo banco, e Carlos Fonseca. Pelos nomes e pelo dinheiro envolvido - um total de R$ 500 milhões em investimentos dos acionistas - o mercado aguarda com grande ansiedade o projeto do C6 Bank, cujo nome é derivado do símbolo do carbono (C) e do número atômico (6) na tabela periódica.

A autorização de funcionamento do C6 pelo Banco Central foi publicada em 18 de janeiro deste ano no Diário Oficial da União.

 

*A matéria foi atualizada com mais algumas opções de CDBs do C6 Bank

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

números do setor

Vendas e compras de aço da rede de distribuição sobem em dezembro, diz Inda

Levantamento inclui os dados de seus associados e incluem chapas grossas, laminados a quente, laminados a frio, chapas zincadas, chapas eletro-galvanizadas, chapas pré-pintadas e galvalume

direito de Abu Dabi

De olho em entretenimento, fundo Mubadala vai disputar Ibirapuera

Fundo avalia participar, por meio de sua empresa IMM, da licitação de investimento que não deve sair por menos de US$ 100 milhões

vale a pena?

O potencial das ações de Tim, Vivo e Oi, segundo este banco suíço

Em relatório, analistas do Credit Suisse comentam suas perspectivas para as empresas, que passam por situações distintas

Exile on Wall Street

De médico, louco e economista, todo mundo tem um pouco

No mercado, não tem muito segredo nem maldade, só um pragmatismo que às vezes assusta mesmo: em linhas gerais, quem quer aplicar (poupar) empresta dinheiro a quem quer empreender

tema de campanha

BNDES gasta R$ 48 milhões para abrir caixa-preta, mas não acha irregularidades

A “caixa-preta” foi um dos temas dominantes na campanha de Bolsonaro. Para muitos apoiadores do presidente, a sua abertura teria potencial para apontar malfeitos maiores do que os descobertos pela Operação Lava Jato na Petrobras

Em Davos

Secretário do Tesouro americano diz que economia mundial não foi comprometida por guerra comercial

Segundo Mnuchin, as projeções para o avanço do PIB dos Estados Unidos em 2020 são “muito baixas” e os recentes acordos comerciais fechados pelo país devem ajudar a impulsionar o crescimento econômico

Deu ruim

Ações da Cia Hering desabam às mínimas em sete meses após decepção com os dados operacionais

O resultado operacional da Cia Hering no quarto trimestre de 2019 foi considerado fraco pelo mercado, com queda na receita bruta e nas vendas mesmas lojas. Com isso, as ações despencam mais de 10% nesta terça-feira

Mudanças na companhia

Embraer realiza segregação de negócio de avião comercial neste mês

Negócio permanecerá integralmente na companhia até a obtenção de todas as aprovações para a parceria estratégica entre Embraer e Boeing

tendências

Monitor do PIB da FGV aponta alta de 0,3% em novembro ante outubro

Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo IBGE

"Buy and hold"

BTG Pactual recomenda ação de empresa para “comprar e manter”

Para os analistas do BTG, a empresa tem um “combo vencedor” que inclui altos dividendos, melhores retornos e boas perspectivas de crescimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements