Menu
2019-11-28T08:03:46-03:00
Estadão Conteúdo
hoje não

Juiz dos EUA nega fiança a ex-presidente da Braskem

Executivo é acusado pelo Departamento de Justiça (DoJ) americano de ter feito pagamentos ilegais, envolvendo de forma parcial a Odebrecht, e que faziam parte de um esquema de falsificação, liberação de dinheiro para subornos e lavagem de dinheiro

28 de novembro de 2019
8:03
Vista da então nova unidade da Braskem Petroquímica em Paulínia, São
Vista da então nova unidade da Braskem Petroquímica em Paulínia, São Paulo. - Imagem: Estadão Conteúdo/Alex Silva

O juiz Steven M. Gold, da Corte Distrital Leste de Nova York, negou o pedido de liberdade ao executivo José Carlos Grubisich, ex-presidente da Braskem. Grubisich, que havia sido preso no último dia 20, ao chegar ao Aeroporto JFK para passar férias com a esposa, ofereceu-se a pagar uma fiança de US$ 5 bilhões para responder processo sobre corrupção e lavagem de dinheiro em liberdade.

O executivo é acusado pelo Departamento de Justiça (DoJ) americano de ter feito pagamentos ilegais, de 2002 a 2014, envolvendo de forma parcial a Odebrecht, e que faziam parte de um esquema de falsificação de documentos, liberação de dinheiro para subornos e lavagem de dinheiro.

"Com base no patrimônio do senhor Grubisich, próximo a US$ 65 milhões, a quantia oferecida na fiança é inadequada e precisa ser elevada", destacou o juiz Gold. "Não consigo imaginar o que são US$ 65 milhões em bens." O magistrado também ponderou que, caso seja oferecido um valor maior para a fiança, o documento precisará ser garantido por pessoas residentes nos EUA.

A defesa de Grubisich, representada pelo advogado Edward Kim, conversará com a família do ex-executivo da Braskem para tratar do novo valor da fiança, e não há data quando apresentará a nova proposta à corte. O ex-presidente da Braskem continuará preso enquanto sua nova proposta de liberdade em fiança não for julgada.

No tribunal, Kim apontou que Grubisich merecia a liberdade em fiança, pois não apresentava risco de fugir dos EUA. "Ele fez 11 viagens a este país e tem vínculos profissionais e familiares", apontou. Por outro lado, a advogada do governo americano, Julia Nestor, apontou que o executivo não merecia a liberdade sob fiança, pois é uma pessoa "com elevados recursos e as conexões com o Brasil são muito grandes, país que não tem tratado de extradição com os Estados Unidos".

A esposa de Grubisich, Kátia, estava presente ao tribunal, mas não foi permitida a comunicação verbal entre os dois.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Após vacinação e apoio fiscal

Economia dos EUA está “em ponto de inflexão” positivo, diz Powell, do Fed

Economia norte-americana está prestes a começar a crescer muito mais rapidamente, afirmou presidente do banco central norte-americano em entrevista

nos estados unidos

Remuneração de CEOs cresceu em meio à pandemia

Recuperação do mercado de ações impulsionou ganhos de executivos em 2020, que tiveram remuneração média de US$ 13,7 mi no período

Após estremecimentos

China quer parceria estratégia com Brasil, diz chanceler asiático

Chanceler chinês, Wang Yi, falou com o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França.

entrevista

Bittar reafirma que Guedes sabia de acordo para destinar verba a emendas

Apontado como um dos artífices da “maquiagem” no Orçamento, o senador Marcio Bittar diz que não chegou sozinho ao valor de R$ 29 bilhões em emendas

Apesar da pandemia

Saúde perde espaço em emendas parlamentares

Números mostram estratégia dos parlamentares para destinar recursos para obras e projetos de interesse eleitoral em seus redutos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies