🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

As maquininhas de guerra

25 de outubro de 2019
19:06
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Se você decidisse montar uma padaria ou qualquer outro comércio ali no começo da década, precisaria obrigatoriamente colocar no caixa duas marcas de maquininhas para aceitar pagamentos no cartão: uma da Rede e outra da Cielo.

A primeira, que tem como dono o Itaú Unibanco, era a única que passava cartões com bandeira Mastercard. Já a outra, que tem como principais acionistas o Banco do Brasil e o Bradesco, tinha exclusividade com a Visa.

Nem preciso dizer que esse território demarcado era extremamente fértil e lucrativo para os bancões. O jogo só começou a virar quando o Banco Central abriu os olhos e decidiu acabar com a exclusividade.

Foi então que começaram a surgir empresas ligadas a outros bancos e também independentes. Para ganhar mercado, os novos competidores derrubaram os preços cobrados dos lojistas e deram início ao que passou a se chamar de “guerra das maquininhas”.

Essa concorrência tem sido ótima não só para os donos de lojas como para os consumidores. Mas até mesmo as guerras precisam seguir certas convenções.

Em uma ofensiva lançada em maio deste ano para recuperar parte do espaço perdido, o Itaú anunciou que os lojistas que fizessem suas vendas no cartão de crédito pelas maquininhas da Rede receberiam o dinheiro em dois dias, em vez dos 30 dias tradicionais.

Só que quando a esmola é demais o santo desconfia. E o Cade também. Saiba por que as armas usadas pelo Itaú na guerra das maquininhas chamaram a atenção do órgão de defesa da concorrência.

Quem é que sobe

Os investidores terminaram a semana da mesma forma que começaram: comprando ações e vendendo dólar. Após a queda de ontem, o Ibovespa voltou a subir, embora tenha ficado distante das máximas do dia, quando chegou a superar os 108 mil pontos, e o dólar caiu para a marca dos R$ 4,00. Os bons balanços de Petrobras e Vale e a alta das bolsas lá fora contribuíram para sustentar o otimismo que se instalou após a aprovação da reforma da Previdência. A Julia Wiltgen traz para você tudo o que movimentou os mercados hoje e na semana.

Entrada, prato principal e sobremesa

Depois de servir uma degustação em grande estilo com a divulgação dos dados de produção do terceiro trimestre, a Petrobras deixou os investidores com água na boca para o balanço. E o prato principal não decepcionou. O lucro ficou acima do esperado pelos analistas com a queda nos custos de exploração do petróleo, e o endividamento voltou a cair. A companhia aproveitou para servir ainda uma bela sobremesa, na forma de dividendos. O resultado desse banquete se refletiu nas ações da estatal, como você confere nesta matéria.

Dirigindo na contramão

Não é segredo para ninguém que a queda da Selic a mínimas históricas vai mudar o perfil do investidor. Mas, pelo menos quando o assunto é Tesouro Direto, os investidores aparentemente ainda guardam um apego ao bom e velho título atrelado à variação dos juros. Mesmo com a perspectiva de novos cortes nas taxas, o Tesouro Selic liderou os investimentos entre os papéis do governo disponíveis na plataforma em setembro. O Eduardo Campos traz todos os números nesta matéria.

Afinados na economia

Jair Bolsonaro nunca escondeu que deseja uma maior proximidade do Brasil com os Estados Unidos. Por isso criou-se uma grande expectativa para a visita do presidente à China. Mas o encontro com o chinês Xi Jinping não só foi bastante amistoso como ainda trouxe a perspectiva de uma série de negócios entre os dois países em várias áreas. Foi o próprio Bolsonaro quem relatou os detalhes da conversa.

#Sextou com convidado

O happy hour do Seu Dinheiro contou com um convidado mais do que especial: o nosso colunista Ivan Sant’Anna participou da edição desta semana do podcast Touros e Ursos. O Victor Aguiar e o Nicolas Gunkel (que faz sua estreia no podcast) trataram de um tema especial com o mestre: os 90 anos da crise de 1929. Os três comentam as lições, os grandes perdedores e os ganhadores (sim, houve vários) da quebra da bolsa de Nova York. Então som na caixa!

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

*Colaboração Fernando Pivetti.

Compartilhe

Internacionalização

Práticas e acessíveis, contas em dólar podem reduzir custo do câmbio em até 8%; saiba se são seguras e para quem são indicadas

9 de setembro de 2022 - 6:30

Contas globais em moeda estrangeira funcionam como contas-correntes com cartão de débito e ainda oferecem cotação mais barata que compra de papel-moeda ou cartão pré-pago. Saiba se são para você

Valuation

BofA dá sinal verde para BTG (BPAC11) e recomenda compra do papel. Mas XP segue no amarelo

6 de setembro de 2022 - 16:27

Para o BofA, o BTG pactual está bem posicionado para apresentar resultados financeiros fortes nos próximos anos

ANOTE NO CALENDÁRIO

Atenção, investidor: Confira como fica o funcionamento da B3 e dos bancos durante o feriado de 7 de setembro

6 de setembro de 2022 - 11:29

Não haverá negociações na bolsa nesta quarta-feira. Isso inclui os mercados de renda variável, renda fixa privada, ETFs de renda fixa e de derivativos listados

Recadinho

Indireta para o Nubank? Itaú diz que “é muito fácil crescer oferecendo preços baixos e subsidiados para atrair clientes”

1 de setembro de 2022 - 10:43

Executivos do Itaú avaliam que alta dos juros tem feito os problemas dos grandes bancos se estenderem à nova concorrência

ARRUMANDO A CASA

Itaú (ITUB4) vai propor reorganização societária aos acionistas; banco deve assumir parte das atividades do Itaucard

31 de agosto de 2022 - 19:55

Segundo a instituição financeira, a reorganização faz parte da estratégia de “racionalização do uso dos recursos e otimização das
estruturas e negócios”

MUDANÇAS

Banco Bmg (BMGB4) faz reorganização societária e cria nova área de seguros

31 de agosto de 2022 - 10:22

Bmg (BMGB4) também anunciou a criação de uma nova holding chamada Bmg Seguradoras, que será subsidiária desta área de seguros

Marketplace

Itaú (ITUB4) entra na disputa das vendas online com shopping virtual; Magazine Luiza está entre os primeiros parceiros

29 de agosto de 2022 - 14:18

A intenção do Itaú é de que a nova loja virtual funcione como um ecossistema de compras de produtos e serviços

ATENÇÃO, ACIONISTA!

Dividendos e JCP: Banco do Brasil (BBAS3) anuncia pagamento de R$ 781 milhões em proventos; confira prazos

26 de agosto de 2022 - 18:54

A distribuição do montante será feita em antecipação ao terceiro trimestre de 2022, de acordo com informações do próprio banco

Market Makers

Banco do Brasil (BBAS3) está ‘ridiculamente barato’, diz Sara Delfim, da Dahlia

25 de agosto de 2022 - 18:00

Analista e sócia-fundadora da Dahlia Capital, Sara Delfim retorna ao Market Makers ao lado de Ciro Aliperti, da SFA Investimentos, para detalhar suas teses de investimento

Viva México

Se cuida, Nubank: Bradesco compra instituição no México e vai lançar conta digital no país

25 de agosto de 2022 - 12:08

Com a aquisição, o Bradesco terá licença para atuar como se fosse um banco digital no México. O país é um dos focos de expansão do Nubank

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar