Menu
2019-08-12T18:28:56-03:00
Hora da autoavaliação

Montezano diz que BNDES ficou banqueiro de crédito demais

Presidente do banco de fomento afirmou que a instituição voltará a ser o que era no passado

12 de agosto de 2019
18:28
BNDES Gustavo Montezano
Presidente do BNDES, Gustavo Montezano - Imagem: Hoana Gonçalves/Ascom ME

O BNDES ficou banqueiro de crédito demais, na avaliação do presidente do banco, Gustavo Montezano, ao colocar para investidores presentes à 20ª Conferência Anual Santander o papel que a instituição de fomento desempenhará daqui para frente. De acordo com ele, o BNDES voltará a ser o que era no passado, na origem.

"É o que tenho chamado de volta para o futuro", disse o executivo fazendo referência ao filme "De Volta para o Futuro", dirigido por Robert Zemeckis.

Ele disse que o BNDES deixará de ser um banco para ser um prestador de serviços e que o objetivo da instituição é o impacto no Brasil, e não o lucro.

O foco do novo BNDES será a privatização, o desenvolvimento, as concessões e a reestruturação dos Estados. "Tudo que o BNDES puder fazer para ajudar o setor privado a prestar serviços públicos será feito", disse, acrescendo que chamará fundos e o setor privado para investir com o banco de fomento.

O BNDES hoje, segundo seu presidente, tem capacidade para interagir com o setor privado e investidores estrangeiros.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Exclusivo SD Premium

Segredos da bolsa: O cachorro louco segue à solta nos mercados

Agenda repleta de balanços corporativos e indicadores econômicos importantes no Brasil, na China, nos EUA e na Europa promete deixar os investidores com os nervos à flor da pele esta semana

Balanço

Saudi Aramco vê lucro cair 73,3% com menor demanda e queda do preço do petróleo

Estatal saudita lucrou apenas US$ 6,6 bilhões no segundo trimestre, em razão de crise desencadeada pela pandemia de coronavírus

Para bater a renda fixa

Queda na bolsa no mês de julho deixou retorno dos fundos imobiliários mais atrativo

Para analistas do Banco Inter, queda dos FII em julho foi apenas um ajuste; com juro baixo e preço menor, rentabilidade potencial cresceu

O tamanho da conta

Conta da pandemia chega a R$ 700 bilhões

Segundo levantamento do Estadão, pandemia deve custar isso só em 2020, o equivalente a quase 10% do PIB e a R$ 3,3 mil para cada brasileiro. Quantia seria suficiente para pagar o Bolsa Família por 21 anos

Canetada

Trump assina quatro decretos com estímulos à economia

Diante do fracasso das negociações entre republicanos e democratas para novo pacote de ajuda trilionário, presidente americano partiu para a canetada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements