A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-10-14T14:11:05-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
É dinheiro que você quer?

BNDES anuncia devolução antecipada de mais R$ 40 bilhões ao Tesouro

Banco já havia devolvido R$ 40 bilhões em maio, e agora restam R$ 86 bilhões a serem pagos até dezembro

2 de agosto de 2019
19:04 - atualizado às 14:11
BNDES Gustavo Montezano
Presidente do BNDES, Gustavo Montezano - Imagem: Hoana Gonçalves/Ascom ME

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) confirmou nesta sexta-feira, 2, que antecipará o pagamento de mais R$ 40 bilhões ao Tesouro Nacional. No último dia 16, o novo presidente do banco de fomento, Gustavo Montezano, prometeu devolver todos os recursos tomados pela instituição junto à União até o fim do seu mandato.

O BNDES já havia devolvido R$ 40 bilhões ao Tesouro em maio, restando R$ 86 bilhões a serem pagos até dezembro pelo que já havia sido solicitado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Com a autorização para a devolução de mais R$ 40 bilhões agora, o BNDES enviará um ofício ao Tesouro informando a aprovação do pré-pagamento e submetendo a decisão a Guedes.

Os recursos devem ser usados exclusivamente para o abatimento da dívida pública. O BNDES lembrou, em nota, que já considerando os valores anunciados nesta sexta, o volume de recursos devolvidos ao Tesouro desde o final de 2015 soma R$ 380 bilhões. A expectativa é de que outros R$ 46 bilhões também sejam pagos até dezembro para se chegar aos R$ 126 bilhões negociados para 2019.

Também no dia 16 de julho, Montezano afirmou que restariam ainda cerca de R$ 270 bilhões a serem devolvidos nos próximos três anos. Além disso, o BNDES possui R$ 36 bilhões em instrumentos híbridos de crédito e dívida (IHCDs) que só deverão ser pagos ao Tesouro após a devolução total dos aportes.

Diretoria

O Conselho de Administração do BNDES também aprovou nesta sexta as indicações de quatro novos diretores: Saulo Puttini para Assuntos Jurídicos; Petrônio Cançado para Crédito e Garantia; Leonardo Cabral para Privatizações; e Fábio Abrahão para Infraestrutura.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

MARKET MAKERS

O dilema da empresa XYZ: Entenda como o Magazine Luiza e a Via competem com novos concorrentes no e-commerce

16 de agosto de 2022 - 9:12

Barreiras de entrada são a força competitiva mais importante em um negócio. Na busca pela criação de barreiras, empresas como Magazine Luiza, Via Varejo, Americanas e Mercado Livre têm acirrado a disputa no setor

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa futuro abre volátil com viés de baixa, pressionado por exterior; dólar sobe a R$ 5,12

16 de agosto de 2022 - 9:09

RESUMO DO DIA: As bolsas pelo mundo acordaram sem uma direção definida. Na ausência de maiores indicadores macroeconômicos, os investidores acompanham os perigos de uma recessão global. Por aqui, o Ibovespa segue de olho no início oficial da campanha eleitoral, que deve trazer volatilidade para o índice local. Acompanhe por aqui o que mexe com […]

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Lula e Bolsonaro iniciam campanha presidencial em locais emblemáticos

16 de agosto de 2022 - 8:13

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de lucro de mais de 13% em swing trade com a Azul (AZUL4); confira a recomendação

16 de agosto de 2022 - 8:06

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Azul (AZUL4). Veja os detalhes

O melhor do Seu Dinheiro

Foi dada a largada: Confira os destaques da corrida presidencial e as notícias que mexem com os seus investimentos hoje

16 de agosto de 2022 - 8:00

No mercado de ações, a expectativa é de que hoje a atenção dos investidores se divida entre o fim da temporada de balanços corporativos e o início da campanha eleitoral

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies