Menu
2019-10-14T14:11:05-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
É dinheiro que você quer?

BNDES anuncia devolução antecipada de mais R$ 40 bilhões ao Tesouro

Banco já havia devolvido R$ 40 bilhões em maio, e agora restam R$ 86 bilhões a serem pagos até dezembro

2 de agosto de 2019
19:04 - atualizado às 14:11
BNDES Gustavo Montezano
Presidente do BNDES, Gustavo Montezano - Imagem: Hoana Gonçalves/Ascom ME

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) confirmou nesta sexta-feira, 2, que antecipará o pagamento de mais R$ 40 bilhões ao Tesouro Nacional. No último dia 16, o novo presidente do banco de fomento, Gustavo Montezano, prometeu devolver todos os recursos tomados pela instituição junto à União até o fim do seu mandato.

O BNDES já havia devolvido R$ 40 bilhões ao Tesouro em maio, restando R$ 86 bilhões a serem pagos até dezembro pelo que já havia sido solicitado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Com a autorização para a devolução de mais R$ 40 bilhões agora, o BNDES enviará um ofício ao Tesouro informando a aprovação do pré-pagamento e submetendo a decisão a Guedes.

Os recursos devem ser usados exclusivamente para o abatimento da dívida pública. O BNDES lembrou, em nota, que já considerando os valores anunciados nesta sexta, o volume de recursos devolvidos ao Tesouro desde o final de 2015 soma R$ 380 bilhões. A expectativa é de que outros R$ 46 bilhões também sejam pagos até dezembro para se chegar aos R$ 126 bilhões negociados para 2019.

Também no dia 16 de julho, Montezano afirmou que restariam ainda cerca de R$ 270 bilhões a serem devolvidos nos próximos três anos. Além disso, o BNDES possui R$ 36 bilhões em instrumentos híbridos de crédito e dívida (IHCDs) que só deverão ser pagos ao Tesouro após a devolução total dos aportes.

Diretoria

O Conselho de Administração do BNDES também aprovou nesta sexta as indicações de quatro novos diretores: Saulo Puttini para Assuntos Jurídicos; Petrônio Cançado para Crédito e Garantia; Leonardo Cabral para Privatizações; e Fábio Abrahão para Infraestrutura.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Rebatendo as críticas

Nenhum governo tem prática tão liberal quanto este, diz Salim Mattar

Secretário responsável pelas privatizações do governo Bolsonaro disse que gasta 80% do tempo para “descontruir o legado” que foi deixado por gestões anteriores

Nova cartada do bilionário

Warren Buffett vende seu império de jornais por US$ 140 milhões e deixa o setor de imprensa

A Berkshire Hathaway, conglomerado de investimentos administrado por Warren Buffett, vendeu hoje sua divisão de jornais à Lee Enterprises

Caixa vai fazer “road show” de IPO da Caixa Seguridade em todos os Estados

O banco pretende fazer a abertura de capital das subsidiárias de seguridade e de cartões neste ano. As outras duas unidades – loterias e gestora de fundos – devem demorar um pouco mais

martelo batido

CVM fecha acordo de R$ 450 mil em caso envolvendo executivos da Biosev

Processo era movido contra três ex-executivos da processadora de cana-de-açúcar; cada um vai ter que pagar R$ 150 mil

pingos os is

Investigação não encontrou irregularidades e não há mais nada a esclarecer, diz presidente do BNDES

Auditoria custou R$ 42,7 milhões; investigações internas do banco não encontraram nenhuma irregularidade nas operações

hora do balanço

Bancos liberam mais crédito no Brasil, mas custo segue elevado

Taxas de juros cobradas de empresas e famílias seguiram em níveis elevados. segundo dados do BC

Painel com gestores

Stuhlberger vê bolha se formando na bolsa, mas segue aplicado

Lendário gestor da Verde Asset diz que “olha porta de saída” da bolsa, mas vê boas perspectivas com avanço do PIB de consumo

olho nos números

Taxa do cheque especial cai para 302,5% em dezembro

Desde julho de 2018, os bancos estão oferecendo um parcelamento para dívidas no cheque especial. A opção vale para débitos superiores a R$ 200.

balanço

Crise do 737 Max faz Boeing ter o primeiro ano de prejuízo desde 1997

Empresa perdeu US$ 636 milhões em 2019, após apresentar prejuízo de US$ 1,01 bilhão no quarto trimestre – analistas esperavam por lucro de US$ 636 milhões no período

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements